Você está navegando na categoria: "Beleza"

22
dez
2015

Blog it: o dia que o (f)uti virou um cabelo

Beleza, Cabelo, Patrocinador

Há alguns meses fomos chamadas para participar de um projeto que com certeza vai marcar a trajetória do (f)uti. Em praticamente 6 anos de blog já fizemos muitas coisas legais e diferentes, mas até o momento nunca tínhamos pensado que um dia iríamos assinar um estilo de cabelo para uma rede de salões que toda carioca conhece e/ou frequenta (eu, por exemplo, comecei minha vida de mudanças capilares lá, quando as luzes que eu fazia eram conhecidas como balaiagem! rs). E foi isso que aconteceu quando o Werner nos chamou para assinar um dos looks da coleção Blog-It, junto com nossas amigas e vizinhas de blogroll The – Fashionismo, e Mandy e Gabi do Starving.

werner-futilidades

Cada blog pôde escolher cor, corte e comprimento e, de início, a gente queria fazer como as outras meninas e definir um look que fosse a nossa cara/a cara do blog. O problema? Nossos estilos capilares são completamente diferentes! Enquanto a Jô tem cabelos castanhos super escuros e só varia no corte (e olha que ela foi ousada por esses dias e depois de uma vida de cabelos virgens, ela resolveu dar uma clareadinha muuuuito discreta nas pontas), eu sou mais ousadinha. Apesar de ultimamente ter estacionado nos cabelos longos com ombré (prático e que não precisa ficar retocando sempre), eu já cortei franja, na altura dos ombros (arrependimento da minha vida!) e tive uma fase da vida, lá pelos 18/19 anos, que eu cheguei a ser morena acobreada.

Quando conversamos sobre isso, a Jô resolveu deixar a responsabilidade pela escolha do look para mim, já que eu sou mais interessada nas mudanças enquanto ela prefere focar nos cuidados!

Pensei, pensei e achei que a melhor alternativa era focar em uma opção que não era a nossa cara, mas que fosse inspirador, diferente e ousado, como tantos que eu costumo namorar em instagrams e Pinterests da vida! A única coisa que eu não quis abrir mão foi da praticidade, isso é, queria um cabelo lindo mas de certa forma fácil de manter.

Comecei pela cor e corte e vi que os cabelos que mais têm me agradado ultimamente possuem uma coisa em comum: são longos, corte reto, com franja e uma vibe meio boho. Nem pensei duas vezes na hora de bater o martelo, a demora aconteceu mesmo na escolha da cor.

De início pensei em fazer o que eu já estou acostumada: opções de ombrés com tons de loiro. Até que a equipe do Werner deu uma ideia que eu achei sedutora: que tal em vez de loiro, optarmos por um tom mais acobreado? Tipo uma morena meio ruiva?

o antes e o durante!

o antes e o durante!

Eu já falei aqui que amo cabelos ruivos? Pois bem, eu acho incrível, apesar de saber que conseguir um tom natural (porque eu gosto quando fica natural, não aqueles vermelhos super abertos ou estilo “Pequena Sereia”, sabe?) não é das coisas mais simples. Quando entendi que existia a possibilidade de criar uma opção mais prática para quem está afim de experimentar um tom mais acobreado, sabia que era isso que eu queria!

O resultado ficou assim:

w141-look2 w141-look1

Quem está afim de ser uma morenuiva, ou de começar a brincar com tons avermelhados mas sem chocar muito, essa opção é bem adequada! :) E nesse corte mais reto e com franja, acho que fica super charmoso! Quem ficou com vontade de fazer, é só pedir pela referência W-141 da coleção Blog It em qualquer unidade do Werner (e se depois quiser mostrar para a gente, vamos adorar!!).

Ah, e é claro que eu me auto influenciei – vivo fazendo isso – e fiquei morrendo de vontade de fazer em mim! Infelizmente (mas por uma boa causa) eu não posso ir mais para o Rio, mas acho que quando o Arthur for liberado para brincar em terras cariocas, eu bem vou tirar um tempinho para mudar os cabelos!

Espero que tenham gostado!

Beijos!

17
dez
2015

Cabelos: A linha Botica Cachos Perfeitos da Bio Extratus e o conceito Low Poo/No Poo

Beleza, Cabelo, Publieditorial

Acho que foi no começo do ano que eu fiquei sabendo de uma nova técnica para cuidar dos cabelos danificados que me chamou a atenção. Os nomes eram muito estranhos e engraçados – no poo e low poo – mas segundo os relatos que eu via, estavam fazendo milagres, principalmente nas meninas com cabelos cacheados.

Na verdade são 2 técnicas que você pode escolher apenas uma ou então ir alternando de acordo com as necessidades do seu cabelo, mas ambas têm uma coisa em comum: os produtos usados não contém sulfatos, derivados de petróleo e silicones não solúveis em água.

O No Poo consiste em não utilizar shampoo nas lavagens – e nesse caso, para limpar os fios você utiliza apenas o Co-Wash, um condicionador sem petrolatos e silicones. Já o Low Poo permite que você use shampoo sem sulfatos. Segundo a teoria, essas substâncias só servem para mascarar os resultados quando, na verdade, acabam acumulando resíduos sem tratar dos fios.

Fiquei super curiosa na época e sempre que via alguma notícia relacionada eu parava para ler, mas a verdade é que as técnicas eram trabalhosas demais para uma pessoa preguiçosa como eu. E como meu cabelo é relativamente tranquilo – só sofro de leve com acúmulo de resíduos no couro cabeludo – nem os depoimentos mais animadores estavam me convencendo a sair da minha conveniência de shampoo e condicionador para testar receitas (porque muitas meninas passaram a utilizar apenas produtos naturais para fazer No Poo), procurar produtos e afins.

bioextratus-cachos-perfeitos-1

Até final do mês passado, quando chegou aqui em casa a nova linha de Bio Extratus, a Botica Cachos Perfeitos, que conta com 5 produtos feitos para aplicar as técnica de No Poo ou Low Poo: o Low Poo, o Co-Wash, a mascara de hidratação intensiva, a gelatina de fixação leve e o finalizador. Todos os produtos são livres de sulfatos, parabenos, óleos minerais, parafinas, derivados animais, corentes e siliciones (com exceção da mascara de hidratação, que tem silicone solúvel em água).

Prático desse jeito, fiz questão de experimentar e MEU-DEUS-DO-CÉU, eu não quero mais nada nessa vida porque meu cabelo mudou em menos de uma semana. E mudou em aspectos que nem me incomodavam anteriormente, mas agora que eu sei do que ele é capaz, eu perdi a vontade de voltar para sulfatos, derivados de petroleo e afins (vai ter que ser um produto muitooo maravilhoso para me convencer a voltar rs).

Eu comecei fazendo essa combinação de shampoo e condicionador, mas estou testando ficar só no Low Poo ou no No Poo para ver qual técnica deixa meu cabelo melhor!

Eu comecei fazendo essa combinação de shampoo e condicionador, mas estou testando ficar só no Low Poo ou no No Poo para ver qual técnica deixa meu cabelo melhor!

Pedi uma ajudinha das meninas que trabalham na Bio Extratus para saber como começar, e elas me sugeriram ir aos poucos, começando com o Shampoo + Co-Wash. Mesmo misturando as técnicas de No Poo e Low Poo, eu já senti uma diferença gritante no quesito oleosidade. Se antes eu tinha que lavar todo dia, hoje se eu fico um dia sem lavar ele não fica feio, com aspecto de sujo e nem com a raiz grudada (e eu praticamente encostei meu shampoo à seco).

Outro benefício que eu notei foram os fios muito mais soltos, com movimento e volume. E sabem o tal acúmulo de resíduos no couro cabeludo? Em cerca de 10 dias (sendo que devo ter lavado o cabelo “apenas” umas 6 ou 7 vezes nesse período) massageando bastante as áreas críticas, eles sumiram! Entenderam por que eu não quero mais voltar atrás? rs

Depois de duas semanas usando apenas os produtos da linha, meu cabelo ficou assim (secando com as mãos!)

Depois de duas semanas usando apenas os produtos da linha, meu cabelo ficou assim (secando com as mãos!) e a oleosidade demorou muito mais do que o normal para aparecer! 

Agora que eu já estou mais íntima da linha, estou experimentando variar as combinações e vi que meu cabelo funciona maravilhosamente bem usando apenas o Low Poo com a mascara de hidratação (que pode ser usada diariamente, mas eu prefiro usar 1 vez por semana), e também dá bem certo se eu lavo apenas com o Co-Wash e depois utilizo o finalizador na hora de secar.

A gelatina é ótima para quem quer deixar os cachos definidos, pois ela tem um poder de fixação bem natural e o finalizador é bom para quem quer proteger os fios do sol, pois tem fator de proteção. Eu uso pouco a gelatina porque quando eu seco, meu cabelo tende a ficar com um ondulado suave e que não precisa de fixação, então acabo preferindo o finalizador!

Quem quiser testar essas técnicas de No Poo/Low Poo e não tem ideia por onde começar, pode ir sem medo nessa nova linha Botica Cachos Perfeitos da Bio Extratus. E depois me conta o que achou dela! Acho que deu para perceber que eu virei fã, né?

Beijos!

publipost

10
dez
2015

Beleza e gravidez: óleos para evitar estrias

Beleza, corpo, Gravidez

Há um tempo atrás fiz um post falando de cremes que eu passei a usar na minha rotina para evitar estrias. Até agora tem dado tudo certo e nada apareceu, mas sei que é nessa reta final e no pós parto que temos que redobrar os cuidados. Por causa disso, acabei ficando mais paranoica do que já estava e adicionei óleos na rotina de beleza que eu passei a ter durante a gravidez (porque só assim para eu ter uma rotina de beleza mesmo hahaha).

Tirando os óleos de banho, eu nunca pensei que iria usar óleos também no dia a dia. Eu odeio me sentir melecada e sempre tive a sensação que eles eram piores que os cremes, mas resolvi dar uma chance para vários que eu fui conhecendo e ganhando durante esse período e tenho me surpreendido. Ainda uso creme anti estrias, mas hoje em dia eu vou alternando com esses óleos:

oleos-antiestrias

O primeiro que eu resolvi experimentar foi o Óleo de Cuidado Anti Estrias da Mustela, a mesma do creme que eu estava usando (quando ele acabou recentemente, depois de meses usando, eu resolvi experimentar o Velastisa da Isdin) e, infelizmente, minha primeira experiência não foi das melhores. Apesar da absorção ser rápida, eu não sinto que ele rende muito na pele, e para piorar a embalagem é em spray. Tenho que dar mil borrifadas e mesmo assim ele não desliza na pele com facilidade. Não achei prático. Não sei se estava esperando demais dele, mas ele não era o que eu esperava e deixei o frasco de lado ainda bem cheio. 

Em compensação, logo depois eu conheci o Huille Tonic, da Clarins. Na verdade, eu só fui descobrir como ele era bem recomendado e famoso no mundo das grávidas (inclusive das grávidas famosas rs) quando eu ganhei da assessoria. Ele é muito hidratante, desliza fácil, dura bastante na pele e ainda possui uma fragrância completamente relaxante. Amo usá-lo nos dias que eu tomo banho antes de dormir (ele é para ser usado com a pele ainda úmida, no pós banho), saio do banheiro já pronta para os bons sonhos. Ponto fraco? O preço e o tamanho: R$214 para 100 ml, que durou comigo mais ou menos 1 mês e alguns dias, isso porque eu evitei usá-lo todos os dias! :/ Mesmo assim, fiquei tão orfã quando ele acabou essa semana que resolvi comprar um segundo frasco, to só esperando chegar.

Como o da Clarins eu preferi guardar para momentos especiais e de relaxamento, resolvi experimentar outros dois óleos para usar diariamente: o de Argan da Kiehl’s e o Bio Oil.

O Superbly Restorative Dry Oil da Kiehl’s não é específico para grávidas, mas me interessei bastante quando estava conversando com as meninas da L’Oreal responsáveis pela marca e uma delas me “apresentou” esse óleo dizendo que uma amiga só usou ele durante a gravidez e amou o resultado. Ela foi tão convincente que me fez comprar um no dia seguinte e lembro que achei caro para o tamanho: Acho que R$150 ou R$160 (não vou lembrar o valor exato agora, porque comprei em agosto ou setembro) para 125ml.  Tinha certeza que ia acabar em dois segundos, mas diferente do óleo da Mustela, ele rende muiiiiiiiito na pele e durou praticamente 2 meses, mesmo eu usando pelo menos 1 vez por dia, diariamente. Acabei ganhando mais um frasco da marca e comecei a usá-lo no final de outubro e ainda tem bastante, né?

Assim como o nome já diz, ele é um óleo bem seco porém hidratante, desliza fácil na pele e é absorvido completamente em mais ou menos uns 10 minutinhos. Mesmo depois de seco, dá para ver que a pele continua hidratada. Ah, nada a ver com o assunto, mas quem quiser pode usar no cabelo também rs #1001utilidades.

O último que eu resolvi experimentar foi o Bio Oil, que ganhei da assessoria faz algum tempo e resolvi dar uma chance apenas recentemente. Tenho alternado com o da Kiehl’s e, no comparativo, ele me dá a impressão de durar bem mais na pele depois de seco. O problema é secar… Como estou passando em uma área grande, ele demora DEMAIS! Enquanto o de argan em 10 minutos já me permite botar uma roupa, o Bio Oil fica “molhado” por 30, 40 minutos! Não sei qual dos dois é mais eficiente, mas como eu sou uma pessoa mais prática – e que costuma fazer tudo de última hora e estar sempre meio atrasada – acabo deixando o Bio mais encostado. A vantagem dele é o preço, por volta dos R$30 a embalagem com 60ml, que parece pouca coisa mas dura bastante (existe a versão de 125ml, mas ela é bem mais difícil de achar!).

Esses foram os que eu testei até agora e acho que até o Arthur nascer não vou ter tempo de experimentar mais nenhum novo, mas fica a pergunta: Alguém usou óleos para prevenir as estrias? Sentiu diferença? 

Beijos!

Página 18 de 168« Primeira...10...1617181920...304050...Última »