Browsing Category

Beleza

2 em Beleza/ Convidadas no dia 05.10.2016

#futiconvida: Representatividade, Raissa Santana e o concurso Miss Brasil 2016

O assunto de hoje? Raissa Santana, a miss Brasil 2016, por Maraisa Fidelis.

Raissa Santana foi a segunda negra a vencer o concurso de Miss Brasil. A primeira foi Deise Nunes, lá em 1986, quando eu ainda não era nascida. Justo no BRASIL! Irônico, não? Um país onde mais da metade da população é negra. Mas, eu vivi pra ver isso!

Ser representada aos poucos, não apenas em comerciais, novelas e em profissões que admiro (<3 Dra Katleen Conceição), até mesmo em concurso de beleza.

UMA NEGRA GANHOU UM CONCURSO DE BELEZA!

raissa-santana-miss-brasil2016

 

 

Você pode me perguntar: “Mas Maraisa, por que tamanha alegria?” Fora o que mencionei no início, quem ganhou este concurso não foi o padrão. Foi a cor negligenciada por marcas que trazem e fazem bases pro Brasil, negligenciada por empresas ao escolher meninas para suas campanhas, negligenciada no mercado de trabalho, negligenciada todos os dias na rua.

Trabalho com beleza há exatos seis anos e posso contar nos dedos quantas meninas negras foram estrelas de campanhas, capas de revistas e chamadas para editoriais. Quando acontece, sempre optam por aquelas de pele mais clara, o chamado colorismo; onde a cor mais clara, mais próxima da considerada padrão, é melhor tolerada. Negras com a cor da Lupita Nyong’o pouco são consideradas para trabalhos neste mercado, e quando acontece é porque batalharam o dobro ou o triplo para tal.

Comemorar um fato deste é necessário para que as empresas, que as pessoas, que o mundo acorde e entenda que REPRESENTATIVIDADE IMPORTA! Negro consome, acreditam? Pois é! Eu consumo bases de 10 a 270 reais, eu quero me ver naquela ação de produtos para pele, eu consumo roupas de todos os valores, eu existo! Queremos ver modelos negras, atrizes, cantoras, apresentadoras, blogueiras fazendo campanhas. É Brasil, minha gente!

E voltando para Raissa: Obrigada, eu vivi pra me ver representada em uma MISS BRASIL NEGRA.

Hoje, diversas meninas podem pensar o que eu não pude: “Sim, mãe, tem miss negra e eu me vejo lá.”

Desculpem o palavrão, mas isso é foda demais!

Parabéns Raissa, você carrega milhares de mulheres com essa vitória, você nos representa! ❤️

Você quer ler o outro texto da Maraísa aqui no blog? Ele fala de cabelo e autoestima, é imperdível! Vem aqui!

banner-maraisa

 

4 em Beleza/ Cabelo/ Jabá que nós amamos: no dia 15.09.2016

Cacheadas: mais uma resenha de Botica Cachos Perfeitos, dessa vez da amiga!

Vocês lembram da minha amiga Anne Ribeiro, que contou da rotina e produtos de cabelo que ela usava nos cabelos cacheados aqui? Depois do sucesso que a linha Botica Cachos Perfeitos fez com a Ca, pedimos para a Bio Extratus mandar a linha pra ela e ver o que ela achava e como funcionaria no cabelo dela. Vamos ver o que ela achou? 

bioextratus

Apesar de ser daquelas enlouquecidas por novidades para cuidar dos cachos, eu ainda não tinha testado as famosas técnicas no poo e low poo, que já fazem a cabeça de várias cacheadas por aí há algum tempo. Estava super curiosa e, por isso, quando recebi a linha Botica Cachos Perfeitos da Bio Extratus, não tive dúvidas: guardei todos os outros produtos no armário e as embalagens verdinhas (lindas, por sinal!) tomaram conta do meu banheiro imediatamente!

O grande barato dessas técnicas é que os produtos são livres de sulfatos, petrolatos e silicone e, por isso, promovem uma limpeza mais suave dos fios. Bem resumidamente:

No poo: indica uma lavagem sem shampoo, substituída por um condicionador que deve ser livre de silicones e petrolatos.

Low poo: são utilizados shampoos livres de sulfatos.

A linha Botica Cachos Perfeitos é composta por cinco produtos:

– O condicionador de limpeza Co Wash – para aplicação da técnica No poo
– Shampoo Low Poo

– Máscara de nutrição
– Finalizador sem enxágue para hidratar e proteger
– Gelatina sem enxágue para definição dos cachos

Para iniciar o teste resolvi seguir as indicações do próprio folder da Bio Extratus que acompanhava os produtos. A sugestão lá era intercalar o Shampoo Low Poo com o Condicionador Co Wash para quem lava os cabelos todos os dias. Como são raros os dias em que não lavo o cabelo, optei intercalar da seguinte forma: Shampoo Low Poo nos dias em que meu cabelo precisava de uma higienização melhor, depois da academia ou da praia, por exemplo! E nos outros dias, técnica no poo com o condicionador Co Wash.

A primeira coisa que me chamou muito a atenção foi a falta de espuma na lavagem! O shampoo praticamente não faz espuma e confesso que, de início, isso me deixou meio tristinha pois adorava aquela espuma toda na hora de lavar os cabelos. Depois de poucos dias de uso comecei a ver os resultados, me acostumei com a textura do produto e hoje a espuma já não me faz falta nenhuma!

De cara, percebi o meu cabelo mais solto e com bastante movimento. Os cachos pareciam mais definidos, porém mais leves e naturais, sem aquele aspecto denso que os produtos para cachos normalmente deixam.  

Também fui alternando o uso do finalizador e da gelatina para ver qual tinha um resultado melhor no meu cabelo. O finalizador tem uma textura de creme leave-in e eu achei que dá um efeito bem natural, controla muito bem o frizz e mantém o movimento dos cachos. Já a gelatina tem uma textura e um efeito mais parecidos com um gel. Achei interessante para fazer penteados, mas para uso cotidiano com o cabelo solto acabei optando pelo finalizador.

A máscara de hidratação foi paixão à primeira utilização! Gostei tanto do brilho e da maciez que comecei usando mais de uma vez por semana. Após o primeiro mês voltei para o uso semanal e acho que é o suficiente para manter a nutrição.

bio-extratus-2

antes de começar a linha

Outra mudança que senti foi uma leve redução do volume. Mesmo amando volume como eu amo, essa redução não me incomodou pois os cachos estavam bem soltos, com movimento e sem frizz!!! Isso foi inclusive o que me animou a fazer um corte meio Chanel que eu já tinha pensado há tempos, mas tinha medo por causa do caimento dos cachos. E tcharannnn….super curti o novo visual!

bio-extratus-1

Depois :)


Enfim, pra mim a linha Botica Cachos está mais que aprovada e as embalagens verdinhas da Bio Extratus já ganharam lugar cativo no meu banheiro!!!

 

banner-anne

Se você se interessou por Botica Cachos pode ler os outros posts que falam da linha:
post da linha completa da Carla  * publieditorial com informações 100% referentes a experiência
– post orgânico da Carla sobre a máscara da linha
– post orgânico da Jô sobre o finalizador da linha
5 em Beleza/ Parceria/ pele no dia 12.09.2016

Preenchimento: corrigindo a minha boca com a Dra. Vanessa Metz

Quem me conhece sabe que uma das coisas que eu mais amei fazer na vida foi o preenchimento com ácido hialurônico nas olheiras. Hoje, quase dois anos depois, eu ainda tenho o restinho de produto em mim e não posso negar que o resultado superou todas as minhas expectativas. Vou esperar um ou dois meses (completando mesmo 2 anos) para fazer de novo com a minha fiel escudeira, minha dermatologista Dra. Vanessa Metz.

Ter feito o botox pra ajudar na ruguinha do olho (mais conhecido como pés de galinha) e levantar o olhar e a sobrancelha, também foi um procedimento que me surpreendeu positivamente. Sei que foi um capricho, mas foi um daqueles caprichos que fizeram um bem danado pra minha autoestima. Depois deles, duas coisas ficaram pendentes: meu novo tratamento de pele, que tá dando resultados bem legais que logo mostrarei pra vocês, e um segredinho que me incomodava em silêncio.

Resolvi contar pra Dra Vanessa que tinha uma coisa bem sutil da qual eu não gostava: Minha boca era um pouco “desigual”. Poderia deixar isso ali, não era nada que influenciava diretamente na minha vida, mas nessa de tentar sempre novas coisas que turbinem a minha autoestima resolvi mudar e tentar corrigir essa diferença para ver o que eu achava.

Pausa para uma info bacana: Eu sabia que era possível corrigir o falar com a boca meio torta com fono estética, dizem que esse tipo de tratamento previne muitas rugas e corrige várias coisas. Agora não estou podendo me dedicar a isso mas acho válido a pesquisa. Eu mesma tenho bastante interesse no assunto.

Voltando, com muita calma e paciência a Vanessa ouviu minha queixa, pensou no assunto e topou abraçar a causa. Eu queria corrigir meu lábio porque meu lábio superior tinha alturas bem diferentes e quando eu falava um lado repuxava muito mais do que o outro. Pouca gente via, mas eu andei numa fase incomodada e como não seria definitivo, resolvi tentar o preenchimento.

Aproveitei para dar um pouco mais de proporcionalidade pra o lábio inferior em relação ao superior, mas de uma forma muito natural porque eu tenho pavor de ficar com aquela boca de pato, bem artificial. Foi tão sutil que acho que não será tão fácil mostrar os resultados nesse post, mas vamos tentar.

boca-2

Depois de ter quebrado esse tabu, já acho que poderia ter colocado um tiquinho a mais de preenchimento, mas nós duas ficamos muito focadas na correção e no ajuste fino. Para que fosse algo que não mudasse meu rosto, apenas ajudasse na harmonia dos lábios. 

Uma surpresa que eu realmente não imaginava que aconteceria foi a textura dos lábios, mais bonitos e com aspecto de hidratados, menos enrugados. Acho que isso fica bem claro na foto do antes (de cima) e do depois (de baixo).

O resultado do dia um pouco mais inchadinho foi algo que eu curti bastante, no futuro acho que teria coragem de pedir um pouco mais. Por motivos 100% estéticos, nesse caso.

Algumas pessoas adoram demonizar esse tipo de preenchimento, cada dia que passa acho isso uma besteira maior. Não podemos ser reféns de nenhum padrão de beleza, muito menos dos que não ressoam pra gente, mas na prática poder corrigir algo que não amamos sem fazer uma cirurgia complexa é algo bem legal. Adoro saber que existem possibilidades de calibrar a autoestima de diferentes maneiras, e não sendo perigoso ou invasivo, acho uma ótima saída.

Agora as perguntas que não querem calar: Joana, doeu? Sim, doeu um pouco, mas nada demais pra mim. Rápido e rasteiro. Se no preenchimento das olheiras não senti quase nada, nesse eu senti uma dorzinha. Ficou roxo? Os roxinhos também ficaram uns dias mas vivi bem de corretivo e base de alta cobertura por uns 3 a 4 dias. Você faria de novo? Sim, mas acho que da próxima seria menos medrosa e pediria um pouco mais.

Acho que temos que nos sentir bonitas do jeitinho que a gente gosta. Ainda não tenho uma opinião definida de quais são os limites que valem a pena para as intervenções no nosso corpo mas pra mim, hoje, vale o que me deixa feliz e segura com minha beleza, meu corpo, minhas curvas e meus traços. Não quero fazer nada para pertencer a um grupo, para agradar algum cara, ou para seguir algum padrão. Procuro fazer coisas que tragam harmonia para o meu biotipo, meu perfil de beleza – que não é padrão mas é meu e por isso é perfeito de um jeito único.

Não sei se vocês notaram, muito menos se vocês gostaram, mas como sempre divido essas experiências com vocês, não faria diferente agora.

Beijos

banner-snap