Browsing Category

Beleza

10 em Beleza/ pele no dia 29.03.2017

Pele: o dia que a acne voltou!

Quem conhece minha história sabe que a coisa mais grave que eu passei em relação à minha autoestima na adolescência foi a minha crise de acne, inclusive foi bem mais complicada do que os 20kg que ganhei na mesma época. Tive um grave problema em casa, estudava em um colégio que demandava muito e ainda estava numa enorme confusão hormonal – na época, desconhecida – tudo isso no ano do vestibular, aos 18 anos. Complicado, não? Realmente, foi bem difícil.

Para vocês terem uma ideia, nesse período eu fui parada na rua para me ensinarem receitas caseiras para tratar minha pele! A coisa ficou tão peculiar – para sermos gentis – que desconhecidos se sentiam solidários a me dar receitas de cura. A intenção até podia ser boa, mas eu sofria com isso. A coisa não estava legal e quando decidi com a minha dermatologista começar o Roacutan a pele deu uma piorada sensível – coisa que ela me avisou que iria acontecer – mas mesmo assim eu não estava preparada para tanto. As pústulas mudaram o formato do meu rosto e além de tudo, doíam muito. Da primeira vez que passei por isso quase não usei maquiagem e por causa de tantas mudanças, eu fiquei meio pra baixo e não encarei bem o tratamento.

Hoje, no alto do meu achismo, lembrando do meu quadro e dos meus sintomas, diria que foi naquele ano que eu desenvolvi a Síndrome dos Ovários Policísticos, que muita gente (eu, inclusive) chama de SOP. Eu pesquiso muito esse assunto, mas na época tudo era menos simples. Em 2004, o melhor que conseguimos pensar foi em tratar a minha pele com o Roacutan, que não é o tratamento mais leve do mundo mas foi o que pareceu mais possível naquele momento.

Depois de tudo que vivi de 2004 para 2005, eu fiquei absolutamente neurótica com a pele. Pensa numa pessoa que não sabia a real proporção do problema? Esse alguém era eu. Tudo era um real pavor de reviver a experiência de acne. Um ano e pouco depois minha pele desandou de novo e lá fui eu tratar novamente com o remédio. Foi chato tomá-lo de novo, mas ao mesmo tempo foi muito mais tranquilo. O anticoncepcional ajudou e tudo ficou muito mais fácil do que da primeira vez. Eu também já usava mais maquiagem e fui conseguindo lidar.

De 2007 até 2017 esse monstro da acne me assombrou muito pouco mesmo. Os primeiros meses sem o anticoncepcional foram chatinhos, eu parei em outubro de 2014 e eu diria que só no segundo semestre de 2015 minha pele ficou BOA. Demorou uns meses para o tratamento que a minha ginecologista passou começar a fazer efeito, mas eu já sabia que seria assim e tudo correu conforme ela me disse que seria. Fui levando a pele numa boa, era uma queixa, mas muito pontual.

Outros efeitos colaterais do SOP, por sua vez, não se resolviam. Eu sempre fazia ultra e lá estava o quadro, minha menstruação não regulava, tudo isso ia se repetindo até que minha homeopata em pouco tempo resolveu tudo. Deu muito certo pra mim. Saiu um cisto, regulei a menstruação e nunca mais vimos a cor do SOP nas minhas ultras. O que não quer dizer que a síndrome não seja uma questão, quer apenas dizer que não tem mais o mesmo quadro que antes no exame de imagem. Em nome de rever quais remédios de alopatia eu realmente precisava tomar, resolvemos tirar o tratamento que vinha segurando a pele desde junho de 2015 e vinha cuidando da questão da testosterona.

As duas únicas queixas da retirada do primeiro tratamento? Queda de cabelo e acne. A queda de cabelo tem diminuído muito, então diria que em crise hoje só temos a acne. Motivo pelo qual eu estou fazendo esse post, que eu jamais pensei que teria que escrever de novo.

Hoje eu fico impressionada comigo por várias razões. A primeira e mais importante é pela tranquilidade com a qual estou lidando, mesmo nos dias mais difíceis. Durante esses dez anos eu passei a ter pavor da oleosidade da minha pele, das espinhas mínimas do dia da menstruação e de qualquer acne eventual que aparecia. Ter uma espinha era SUPER DIMENSIONADO pra mim, o trauma me fazia reagir de uma forma exagerada.

Fato é que a Joana de uns anos atrás estaria no poço sem fundo com a crise de acne na qual eu estou passando hoje. No entanto, eu fiz todas as escolhas muito consciente, pensando na minha saúde a longo prazo e eu sei que vamos encontrar uma solução, seja na homeopatia ou de novo na alopatia. Só estou me dando uma chance. Eu sei que vai ficar tudo bem e isso me ajuda a não cair na armadilha de super dramatizar o quadro – que já não é fácil – de acne.

Eu confio muito na minha homeopata, dermatologista e ginecologista, todas elas me explicaram tanto sobre essa questão que eu já entendo e vejo o que há em comum em todos os discursos, assim sendo, eu resolvi correr esse risco.

É mais difícil do que imaginei que seria? Com certeza. Mas nesse aspecto minha dermatologista Dra. Vanessa Metz está me dando uma bela retaguarda. Estamos fazendo um tratamento combinado de três ponteiras que eu nunca vi igual, nunca nada reduziu tanto meus poros. Além disso tento fazer uma ou duas vezes por mês limpeza de pele na clínica.

Para minha felicidade,  a SkinCeuticals comprou meu barulho e me mandou todos os produtos que estão na receita que a Dra. Vanessa me passou. Hoje eu uso desde o gel de limpeza da marca, até o blemish e o retinol. Já para dormir eu coloco a máscara de argila branca como secativo. Toda noite, em cima de cada espinha. Gasta a máscara? Com certeza, mas ela dorme doendo e acorda menos inflamada. É realmente impressionante.

gel de limpeza LHA 

BLEMISH + retinol 0.3

máscara de argila (tem tudo sobre ela nesse post aqui)

Se lá no passado me contassem que eu passaria por isso novamente eu diria que seria o fim, que eu ia sofrer muito. Agora, com a causa, o grupo e o projeto “papo sobre autoestima”, eu estou conseguindo olhar pra tudo de uma forma tão mais tranquila e redimensionara  Por causa desse olhar diferente eu me sinto mais forte, mais corajosa e pronta para qualquer coisa. 

Eu escolhi passar tudo isso por uma boa causa, eu estava tendo uns quadros que se repetiam e no fim, eu vivia à base de remédios pesados.  Eu era refém de remédios chatos, refém da emergência de otorrino e vivia com questões que hoje eu não tenho. Se o preço que tive que pagar é essa fase? Tudo bem, eu vou passar por ela e vai ser só uma fase. Por mais frágil e vulnerável que eu possa vir a ficar, eu tenho consciência real de que vai passar, e vamos encontrar uma solução pra isso.

Enquanto isso eu vou seguindo, fazendo instastories sem maquiagem, com máscara de argila ou com uma super base, com a pele toda corrigida. Eu me amo e me respeito das duas maneiras e quanto mais meu emocional me ajudar, melhor vou passar por tudo isso.

Coloquei todo o problema no seu tamanho real, nem sempre é fácil, mas nesse caso eu tenho conseguido e isso me deixa orgulhosa de mim. Eu jamais estaria passando assim por isso assim, sem o coletivo. 

Eu fico muito grata por tudo e por isso vim compartilhar minha experiência.

Beijos

0 em Autoestima/ Beleza/ Destaque/ Make-up no dia 20.03.2017

Um papo sobre sobrancelhas

Ao longo desses 7 anos de Futi eu já falei de alguns produtos para sobrancelhas. Poderia ter falado de mais coisas, não falei porque existem categorias de maquiagem que eu sou consumidora fiel, fico anos usando o mesmo e só procuro um substituto caso saia de linha ou eu tenha certeza que encontrei algo melhor. É assim com corretivo, com base e com produtos para preencher as sobrancelhas.

Por isso, essa semana estava de bobeira no Facebook e dei de cara com uma publicação da Mariana Ishizaka que fez meus olhos brilharem. A Mari é maquiadora e expert de sobrancelhas da Benefit – ou seja, ela entende bem desse assunto – e toda vez que a encontrei nos eventos, eu reparava na maquiagem dela, especialmente nessa área acima dos olhos, antes mesmo de saber que o foco dela era sobrancelhas! Acho que nunca parei para elogiá-la, mas aproveito para fazer aqui! rs

Enfim, voltando ao assunto, ela publicou uma série de vídeos usando três produtos da Benefit que eu ainda não conhecia: o Browvo, um primer condicionador; o Ka-Brow, um delineador em gel específico para sobrancelhas e o Gimme Brow, um gel volumizador.

 

Não resisti e comecei uma conversa com ela sobre sobrancelhas e eu amei algumas coisas que ela me contou sobre a relação dela com as suas sobrancelhas. Quis trazer para cá porque tem muito a ver com nosso papo! Agora me deem licença que vou dar a palavra pra Mari:

“Desde adolescente minhas sobrancelhas são meu dilema de beleza. Eu sentia que meu rosto ficava apagado sem as sobrancelhas e isso me incomodava muito. Eu fiz ballet muito tempo e foi nas apresentações que descobri essa coisa de maquiar sobrancelhas, para o rosto ficar mais expressivo no palco. No dia-a-dia eu era zero maquiagem, mas sempre dava um jeito de maquiar as sobrancelhas. Sem nenhuma técnica nem produtos bons, apenas usava um lápis nelas, todos os dias. Comecei a me sentir muito mais bonita com elas pintadas!

Eu simplesmente preenchia um pouco, da mesma maneira sempre. Acho que isso durou até uns 25 anos, quando eu comecei a me interessar por maquiagem mesmo. Nessa epoca eu era arquiteta e estava muito descontente com a profissão, então caçava hobbies para me sentir mais feliz. No Youtube descobri canais de maquiagem e comecei a assistir, fui pegando gosto e aprendendo técnicas até que em algum momento eu virei a amiga que fazia as sobrancelhas e a maquiagem da galera.

Em 2012 eu me formei no Liceu de Maquiagem fiquei trabalhando com make e arquitetura. Em janeiro de 2013 comecei a trabalhar na Benefit e estou até hoje! Com certeza uma das coisas que me fez querer trabalhar na Benefit foi o fato de que as sobrancelhas estão no DNA da marca. Me identifiquei muito e essa identificação com a Benefit me move no meu trabalho. Eu amo trabalhar com maquiagem, sobrancelhas e gente – pois 90% do meu tempo eu educo os vendedores das lojas da América do Sul. Minha principal função é treinamento, mas quando sobra um tempinho eu faço PR e eventos como Makeup & Brow Expert.

Na Benefit eu consegui entender mais a fundo essa minha coisa com sobrancelhas. Recebi muitos treinamentos de serviços de sobrancelhas (design e tintura) e maquiagem de sobrancelhas. Descobri a importância das sobrancelhas no rosto das pessoas (eu sabia que era importante mais não conseguia traduzir e perceber tudo) e como uma mulher pode ficar mais feliz e bonita só de dar um tapa nas sobrancelhas.

E também descobri que podemos explorar as sobrancelhas e estiliza-las de maneiras diferentes de acordo com a ocasião. Do mesmo jeito q não maquio os olhos do mesmo jeito sempre, não uso o mesmo batom, também não preciso maquiar as sobrancelhas da mesma maneira todo dia!

Antes era um pouco sem explicação pra mim, mas eu ficava mais confiante de sobrancelhas bem feitas. Depois eu comecei a ver que minhas amigas ficavam muito mais felizes e se sentiam mais bonitas depois que eu fazia as sobrancelhas delas. E hoje em dia é tudo bem claro e bem decodificado na minha cabeça a importância e o poder de transformação das sobrancelhas. É um privilégio trabalhar com sobrancelhas, maquiagem e mulheres, oferecendo ferramentas para elas se sentirem mais poderosas e bonitas…”

Alguém também usa as sobrancelhas para elevar a autoestima? Quem quiser seguir a Mari e ver mais dicas e novidades da Benefit, é só seguir o insta dela @marianaishizaka!

0 em Beleza/ Cabelo/ Patrocinador no dia 14.03.2017

Cabelo na piscina: creme de Silicone com Tutano

Fim de semana passada eu embarquei pra Olimpia, interior de São Paulo, para conhecer o parque aquático Thermas dos Laranjais. Foi um convite da Funtripcheckin junto com a Bio Extratus e Vita Premium. Ficamos no hotel com acesso exclusivo ao parque, o Royal Thermas Spa and Resort. A ideia era aproveitar a piscina sem medo de molhar os cabelos, e eu achei curioso pois é algo que eu sempre tenho por causa do cloro e do sal.

Para viver essa experiência do cabelo saudável e bem cuidado na piscina a Bio Extratus levou para testarmos o Creme de Silicone com Tutano, que é um dos produtos mais queridos e vendidos da marca desde sempre. 

Agora a embalagem deu uma repaginada, com mais cores, mais detalhes e um toque a mais de modernidade. O produto não perdeu sua identidade (nem pode por causa das consumidoras fiéis), mas está mais iluminada e elegante. No fim o que importa é que a fórmula continua igual, com a mesma eficiência pra desembaraçar, proteger e revitalizar os cabelos. 

Para quem não sabe, esse creme é salvador da pátria pra passar na praia e piscina, coisa que nessa viagem eu pude fazer todos os dias. Já me arrependi de não ter pedido ele pra pool party, acho que as meninas teriam amado testar.

Ele protege o fio da água salgada, do cloro e principalmente do sol, porque contém filtro solar – ponto positivo e importante.

Durante a viagem, usei no parque, na piscina e após curtir o sol, depois do banho. A ideia do Creme de Silicone era continuar tratando os meus fios e ele foi o finalizador que usei na viagem toda. Depois de lavar com a linha Botica de Arnica e Menta no chuveiro, usei o creme pra finalizar, sem enxáguar, como meu leave-in da vez mesmo. 

Shampoo & Condicionador | links da Onofre

Esse produto funcionou bem pro meu cabelo que com a ponta loira mais seca, puxou muito e muito rápido o creme. Ele deixa os cabelos mais brilhantes, macios e saudáveis. É leve, não pesou nos meus fios. Ele é indicados pra todo tipo de cabelo, não sei se a Ca já usou, mas eu indicaria pra ela testar também para ver se pesa no dela {nota da Ca: não, não usei  mas já fiquei curiosa}. 

Adorei a experiência de poder conhecer, usar e aproveitar esse produto – de perder o medo de botar meus cabelos na piscina – além de aproveitar minha escova pack and go, da Michel Mercier. Nunca tinha usado minha versão de viagem, adorei. É diferente, eu gosto da versão de cabo, mas que essa é pratica pra bolsa de praia, piscina e viagens, ela é! 

Com esse Creme de Silicone com Tutano eu achei que os cabelos ficaram bonitos, mas mais do que isso, ficaram protegidos dos danos causados por agentes externos. Desde poluição, poeira, vento e sol. O cabelo é como a pele e precisa de cuidados desse tipo diariamente pra garantirmos a melhor qualidade e saúde do fio. 

Acho que ganhei mais um produto pra lista de queridinhos da Bio Extratus; certamente um que não quero que saia da minha bolsa de praia! 

Adorei a experiência na viagem, foi libertador usar os cabelos livres, sem medo de nadar e curtir! Como mostrei no stories ele secou super bem ao ar livre, curtir assim ficou mais fácil! 

Testem esse produto e me contem! 

Beijos