1 em Autoconhecimento no dia 18.10.2018

Para pessoas controladoras, uma notícia: controle é uma ilusão

Eu sempre achei que eu era alguém tranquila em relação ao futuro. Eu não me pressionei em relação à certas questões da vida. Não tive grandes expectativas ou cobranças ao fazer 30 anos e nunca acreditei que eu precisava me resolver em diversas áreas que costumam ser as questões que rodeiam a cabeça da maioria de nós nessa idade, como relacionamentos ou carreira, por exemplo.

Até que a minha vida virou de cabeça pra baixo. Em todos os sentidos. Tudo o que eu achava que era apenas uma parte da minha vida, era sim, o centro de muita coisa que eu considerava como certa e em ordem. Quando eu vi tudo saindo do lugar, lá se foram muitas noites em claro, muito choro e medo, muito medo. Me vi sem saber como seria a minha vida dali a um tempo e isso me apavorou. E daí fiquei nervosa novamente já que descobri que eu era, sim, uma pessoa controladora. 

foto: neven krcmarek

foto: neven krcmarek

Por mais que eu não tenha nunca tentado controlar pessoas, como normalmente se sugere sobre as pessoas controladoras, eu descobri que queria ter controle absoluto de toda a minha vida. Eu não deixo a vida me levar, nunca deixei. Eu sou dona do meu destino, eu faço o meu caminho, e eu me considerava extremamente empoderada por causa dessa minha característica. Orgulhosa até. Não é isso que a gente vê por aí em todo canto? Olha eu aí, caindo em outra cilada…

Precisei me ver em ruínas, sem nada de certo na minha vida, para me dar conta do óbvio: o controle é uma ilusão. Na vida, pra gente perder algo, basta ter. Seja trabalho, relacionamento…até mesmo a própria vida. Nada dura pra sempre, mesmo que dure até o fim da vida. Parece triste? Por um lado, talvez sim. Por outro, digo que foi exatamente quando me dei conta dessa ilusão que eu senti uma verdadeira liberdade. 

Quando a gente se dá conta que o controle é uma ilusão, começamos a notar que viver atrás de certezas é uma grande cilada. A gente passa a vida procurando uma carreira que nos dê estabilidade, um relacionamento sólido e seguro, e por aí vai…Não estou falando que a gente precisa ficar em situações limite o tempo todo, mas ter a consciência de que está tudo bem em não ter nada garantido sempre te dá um alívio enorme, por mais estranho que isso pareça.

Porque a gente passa a vida tentando manter coisas que durem pra sempre, mas ao mesmo tempo, a graça da vida é que as coisas mudam o tempo todo, não? Quando a gente para de querer ter controle das coisas ou de correr atrás da tal estabilidade, a gente abraça essa incerteza e descobre que o bom mesmo é não saber o que vai ser da vida daqui a um tempo, e que isso te coloca muito mais no controle da sua vida do que qualquer outra coisa.

Gostou? Você pode gostar também desses!

1 Comentário

  • RESPONDER
    Maiara Borges
    23.10.2018 às 15:21

    Eu já tinha uma certa noção de que gostava e ainda gosto em uma certa medida de ter as coisas sob meu controle mas em 2016 descobrimos que meu pai estava com um câncer raríssimo que nos tirou o chão, o ar e tudo mais que tinha direito e foi aí que me dei conta do quanto somos vulneráveis e do quanto não temos o controle de nada. Hoje ele ainda está em tratamento, está bem mas sem chances de cura. Procuramos viver um dia após o outro e isso nos dá uma sensação de que só temos o presente, o que é a mais pura verdade né?
    Amei o texto

  • Deixe uma resposta