0 em Autoestima no dia 31.08.2018

5 aplicativos para ajudar a nossa relação com as emoções!

Sempre falamos por aqui da importância da terapia para cuidar da nossa saúde emocional, mas em tempos que vivemos no piloto automático em tantos momentos acreditamos que outras ferramentas podem nos ajudar a lidar com nossas emoções. Hoje em dia ninguém vive sem celular e essa é uma verdade que já faz parte da vida de todo mundo há muitos anos. Enquanto o aparelho foi criado para ser uma facilitador de várias coisas na nossa vida, em alguns muitos momentos, ele também atrapalha, como quando vemos por aí apps que mudam corpos em vídeos e fotos, aplicativos mil para retocar corpos e fotos para redes sociais e os aplicativos de dieta, que contam calorias, dizem o que você deve comer, entre outras coisas que só prejudicam a nossa relação com nosso corpo, nossa imagem ou alimentação.

Porém, nem tudo está perdido! Tem um pessoal por aí fazendo coisas bem legais que podem nos ajudar muito na nossa caminhada de autoestima, autoconhecimento e também para relaxarmos em momentos de tensão e podermos lidar melhor com as emoções.  Acho interessante esse segmento, porque é uma forma de virar o jogo. Enquanto tudo isso que está popular por aí não nos ajuda em nada diante das pressões da vida, existem esses apps que podem nos ajudar a lidar com as emoções de formas diferentes e isso pode refletir em muitos aspectos da nossa vida.

Vamos aos aplicativos que eu escolhi!

1 – Daylio

daylio

O Dailyo é um diário onde você não precisa ter o compromisso de escrever todos os dias, muito menos escrever páginas e páginas como fazíamos antes (quem aí amava um diário?). Com o Daylio, você pode acompanhar sua mudanças de humor e escrever frases breves sobre seu dia. Ele prepara um gráfico de humor mensal que permite ver todos os altos e baixos pelos quais você passou. Não é super específico, mas pode te dar uma boa ideia de como tem sido a média dos seus dias, para aquela autoanálise importante (ou mesmo para levar e conversar com seu terapeuta).

2 – Happy Not Perfect

happy-not-perfect

Esse app já poderia entrar na lista só pelo nome maravilhoso (em português pode ser traduzido como “Feliz, não perfeito”). Ele tem mais de 200 exercícios de Mindfullness (plena consciência)  que nos ajudam a meditar, praticar a gratidão, a positividade e deixar o nível de stress. Dá para criar uma rotina de exercícios pra gente trabalhar melhor nossa atenção plena e relaxar e até mandar good vibes por aí! A gente amou esse.

3 – What’s Up

whats-up

Com esse nome parecidíssimo com o nosso WhatsApp de todo dia, é um app inspirado em TCC (terapia comportamental cognitiva) e TCA (terapia de compromisso de aceitação) e métodos para ajudar a lidar com a ansiedade, estresse, depressão, pensamento negativo e muito mais. Além disso, tem possibilidade de você jogar alguns joguinhos para relaxar.

4 – Koko

koko

Antes de virar um aplicativo, KoKo foi um site chamado Panoply desenvolvido por um pesquisador do MIT como uma rede social para pessoas com depressão. Nele os usuários podem compartilhar problemas, sentimentos ou pensamentos com a comunidade e obter feedback de outras pessoas. Como isso ajuda? A ideia é baseada em uma forma de terapia cognitivo-comportamental (TCC) bem estabelecida, chamada “reavaliação”, que é uma maneira de ajudar a reestruturar os pensamentos negativos. Por exemplo, você pode compartilhar uma experiência como ter um dia ruim no trabalho ou uma briga com seu filho, e a comunidade pode oferecer leituras alternativas dessa situação para ajudá-lo a não chegar a conclusões negativas. (Como se você fosse ser demitido ou você e seu parceiro estão se separando.)

A melhor notícia de todas: Um estudo de 2015 do site original descobriu que essa abordagem melhorou significativamente os sintomas de depressão dos participantes após apenas 25 minutos por semana durante três semanas. Olha a rede de apoio aí!

5 – Flowy

flowy

O Flowy é um app para ajudar pessoas com ataques de pânico e ansiedade, ele não substitui o tratamento com profissional, mas é um app que vale a indicação. É uma espécie de jogo, onde você resolve o quebra cabeças através de exercícios de respiração. Você mantém um botão pressionado enquanto inspira e solta enquanto expira, enviando seu barquinho para frente ao longo do caminho. O objetivo aqui é treinar a maneira como você respira: ao invés de respirar com os músculos do peito, o que pode causar uma sensação semelhante como um ataque de pânico que se aproxima (e realmente começar a fazer você se sentir em pânico), você aprenderá a respirar com seu diafragma. Você respirará mais fundo, seu coração desacelera e você segue com seu barquinho calmo nas ondas.

Nenhum desses aplicativos substitui tratamentos com profissionais, mas podem ser usados como ferramenta de auxilio nos processo de trabalhar a consciência do “aqui e agora”. Trabalhar a atenção plena é fundamental no nosso ponto de vista.

Gostou? Você pode gostar também desses!

Sem Comentários

Deixe uma resposta