0 em Beleza/ Cabelo/ Destaque/ Patrocinador no dia 03.05.2018

Cabelo: uma incontrolável vontade de mudar a cor!

Desde que comecei a fazer química no meu cabelo eu sabia que mudar a cor não era uma opção. Meus fios iriam se destruir e, por essa ideia, o alisamento era sempre a prioridade. Os anos foram passando e a tecnologia foi me ajudando, assim como a descoberta de produtos maravilhosos pra usar em casa. As técnicas de mudança de estrutura de fio foram ficando cada vez mais elaboradas e permitindo resultados mais suaves. Os produtos de tratamento cada vez mais tecnológicos e a tendência cada vez menos lisa, o que aos poucos foi permitindo que meu alisamento deixasse de ser algo radical para se transformar em algo mais livre e sutil. Hoje eu faço uma escova que facilita a rotina com meus fios, mas me dá a chance de ativar cachos e ondas. Com todos esses avanços eu pude clarear meus fios pela primeira vez no verão de 2016. Sai do cabelo preto chapado que me acompanhou durante toda a vida para um iluminado muito sutil, mas que foi dando vida ao meu cabelo.

Antes e depois no dia que eu mexi na cor

Antes e depois no dia que eu mexi na cor – janeiro 2016

Ao longo dos últimos 2 anos eu fui mudando aos poucos, tanto a cor quanto o corte. Cada semestre que passava eu ia me tornando uma morena um pouco mais iluminada e sempre gostando mais e mais do resultado. Mesmo assim, estava sempre com a sensação de que não poderíamos ir mais longe nas mudanças de cor. Minha base de cabelo é muito escura e eu faço química, então, para que eu pudesse mudar meu cabelo, eu precisaria de produtos que me ajudassem nessa jornada.

cabelo-marco joana-cannabrava

fotos do meu cabelo em março de 2018

A verdade é que quando a Bio Extratus lançou a linha de Bio Extratus Color eu fiquei encantada com a possibilidade de usar uma tinta que tivesse tutano e micro queratina, mas ainda parecia um universo distante pro meu cabelo, mesmo ele não sendo mais virgem, já que naquele momento tinha duas químicas: o alisamento suave (uma escova sem formol) e as luzes que me permitiam o visual morena iluminada.

bio-extratus-color 11.21-bio-extratus-color

Quando a Carla fez o post sobre a tinta que hidratava, tratava e protegia uma pulga se instalou atrás da minha orelha: será que agora eu poderia ousar mais? Optei por esperar e ver o que iria acontecer com esse produto à minha volta, mas a vontade de mudar de uma forma um pouco mais expressiva bateu. Queria manter minha base escura, mas buscando luzes com a cor que eu desejasse naquele momento.

Quanto mais minhas amigas começavam a mudar suas cores de cabelo, mais eu ficava apaixonada. Carla entrou para o universo do ruivo com a Bio Extratus eu fiquei de olho no como aquilo deixou o cabelo dela mais bonito, mais sofisticado e ao mesmo tempo mais urbano e moderno. Achei chiquérrima a mudança, me deu vontade de mudar, mas resolvi esperar um pouco mais.

antes-depois

1ª vez que Carla usou a marca em NYC, ela não descoloriu na primeira vez.

cabelo-ruivo-1

2ª vez que a Carla usou a tinta aqui no Rio, descolorindo e pintando com a marca.

Depois foi a vez da Andreza, que eu achei que ficou mais elegante, Ana Luiza virou uma deusa loira e Maraísa com a cor mais viva que nunca (e olha que Mara já trocou de cor mil vezes). O tempo foi passando e eu fui ficando encantada com os resultados das meninas, vendo os cabelos de perto e conferindo o quanto sua qualidade e textura se mantinham ótimos.

andreza-goulart

Andreza Goulart – @andrezagoulart 

maraisa-fidelis

@blzinterior – Maraisa Fidelis

ana-luiza

Ana Luiza do @cindereladementira

Vendo e sentindo os resultados de perto entendi que quem precisou descolorir, precisou gastar mais máscara e creme, afinal, quando descolorimos o cabelo ele precisa mais de hidratação e passa a sugar mais do que nunca os produtos. Fui me dando conta que a  tecnologia da tinta da BIO EXTRATUS realmente era superior e vi que somando ela aos tratamentos em casa com linhas de cuidados mais fortes, eu poderia sim encarar uma mudança bacana sem destruir meu cabelo.

A verdade é que há alguns anos aquelas luzes super discretas já seriam abrasivas o suficiente, mas tudo mudou pra melhor e hoje eu posso sustentar uma mudança maior. Isso é uma enorme alegria, mas nem por isso eu teria coragem de descolorir o cabelo inteiro de uma vez, eu queria mudar, mas mantendo a base, a qualidade e respeitando os limites do meu alisamento pra seguir com um cabelo bonito.

Assim sendo, marquei meu horário com a Jussara, levei todos os produtos de Bio Extratus Color e embarquei nessa vontade de ter um novo visual, dessa vez menos sutil. Para não descolorir ele todo e mudar radicalmente optei por fazer mais luzes e matizar as mesmas com a cor que eu tanto amo nos outros: 11.21 louro platinado irisado acinzentado. Desde que Aline Weber apareceu na passalera da Balmain de cabelo platinado muitos anos atrás, eu me apaixonei por essa opção de loiro e matizar minhas luzes nesse tom foi o que fez meu coração bater mais forte nessa necessidade que eu senti de mudar.

ANTES & DEPOIS

antes-e-depois-cabelo-2

Olhando o resultado eu só posso pensar em agradecer por ter tido essa vontade tão grande de mudar um pouco. Ao cortar e pintar o cabelo eu fiz internamente um rito de mudança, me senti marcando a entrada de um novo eu, com novas vontades e um novo momento. Mudar a cor do cabelo não teve a ver com adentrar a um padrão de beleza, tampouco o corte, o que eu senti na verdade foi uma vontade enorme de me colocar de outra forma, de me ver de outra maneira. Senti uma necessidade muito grande de me dar um novo look nesse momento, isso costuma acontecer quando estou em processos importantes de mudanças pessoais e foi isso que eu senti: uma vontade enorme de me encontrar de novo.

cabelo-joana-cannabrava cabelo-joana-cannabrava-2

fotos Pedro Mena |@menaphotography

Sei que faço isso na terapia, através do autoconhecimento, mas marcar isso fisicamente, numa mudança diária que eu possa ver  no espelho me fez sentir muito bem comigo mesma. Mudar a cor do cabelo foi totalmente uma experiência relacionada ao #paposobreautoestima.

Bio Extratus Color é a primeira tinta com tutano no mercado, vale a pena navegar no site, ver as cores e entender a tecnologia desse produto, feito por essa marca que é tão responsável e séria quando o assunto é respeito a natureza e ao meio ambiente como um todo. Conheçam a Bio Extratus, nós temos um orgulho danado de sermos embaixadoras de uma marca como essa, que tem qualidade, causas, lutas e verdade no coração.

Espero que vocês se surpreendam como eu me surpreendi!

Beijos

Gostou? Você pode gostar também desses!

Sem Comentários

Deixe uma resposta