0 em Autoestima/ Destaque no dia 28.03.2018

Lá no #paposobreautoestima

Nossa hashtag do #paposobreautoestima lá no instagram já conta com mais de 5.500 publicações. Como tem muita história legal sendo compartilhada por lá, resolvemos trazer de vez em quando algumas delas para o blog, que tal? :)

Captura de Tela 2018-03-28 às 12.38.14

“Um Corpo é um corpo, né?!” Isso aí, um corpo é só um corpo, independente do formato e do tamanho dele. Bora se amar mais do jeito que somos e parar de tentar entrar num padrão inatingível de beleza! ❤️ – via @cindereladementira

“Essa é minha cara quando escuto “Coitada, ela se largou, engordou muito né?”
“Por que você não emagrece? Tem um rosto tão bonito…”
“É muito fácil emagrecer, é só fechar a boca e fazer exercícios!”
“Ela é bonita, mas tá gordinha né?”
“O peito tá caído, não acha que deve colocar um silicone?”
“E essas ruguinhas? Não vai usar um creme pra melhorar isso não?”
“E essas manchas no rosto? Tem que fazer um clareamento…”
.
Ninguém tem o direito de opinar sobre sua aparência, assim como não tem o direito de opinar sobre sua vida. A não ser que você peça, mas mesmo assim, tome cuidado com as pessoas que dizem o que pensam sem se preocupar se vão te magoar. Isso não é sinceridade, é egoísmo. .
Sim, nós somos ensinadas desde pequenas a nos compararmos para dizer que estamos melhores do que a Fulana. Também nos ensinaram a nos odiar dizendo que isso era “se cuidar”. Mas nós podemos mudar isso, vamos fazer uma revolução e nos amar como somos? ❤”- via @rafamussi_

“Quando eu olho no espelho
Tô gostando do que eu vejo
Tô gostando mais, e mais, e mais
E mais, e mais de mim
Mais bonita, mais contente
Eu mudei completamente. {espelho do navio precisando de uma limpadinha rsrs }” – via @thaubarbosaa

“Olhar pra si de forma amorosa, curtir a caminhada e não esperar para ser feliz só quando chegar, isso é #paposobreautoestima ❤️” – via @cacheiaaqui

“[alerta textão] “Vê se te enxerga”, eles disseram, e eu levei a sério. Então resolvi me olhar com mais cuidado, com atenção. Sem pressa de me esconder, sabe?
Sem correr pra murchar a barriga, ou espichar a calça pra tapar os culotes. Sem subir os seios pra ficarem suficientemente atraentes em um decote.
Resolvi me olhar sem medo das olheiras, sem antes colocar corretivos nas marcas das espinhas que se foram. Resolvi respeitar as memórias da minha pele. E enxerguei beleza em todas elas! Deixaram de ser defeitos e se tornaram história. A minha história!
Não vou ser hipócrita e dizer que foi da noite pro dia que a perspectiva mudou. Mas precisei decidir me enxergar. Foi uma decisão de amor por mim, mas antes de tudo: compreensão.

Decisão de não apenas olhar pra mim, mas de me enxergar de verdade. De me demorar em mim, sabe? De contar as pintinhas do meu braço, ao invés das celulites da perna. De tirar uma hora do dia pra hidratar meu corpo inteiro ouvindo minha playlist favorita. Espalhar hidratante e ir dizendo a mim mesma que cada partezinha ali merece uma atenção especial.
Então, menina. Talvez você já tenha ouvido isso como um insulto, mas agora queria dizer como uma palavra de encorajamento: Vê se te enxerga!” – @suhemerick

 

Gostou? Você pode gostar também desses!

Sem Comentários

Deixe uma resposta