4 em Book do dia/ Comportamento/ Destaque no dia 22.02.2018

Book do dia: Ainda Sou Eu, de Jojo Moyes

Quando “Depois de Você”, a sequência do sucesso “Como eu era antes de você”, foi lançado, eu fui com tanta sede ao pote que terminei o livro bem decepcionada.

A Lou que tinha me encantado no primeiro livro estava irreconhecível, as histórias que se desenrolaram não me cativaram e não achei em nenhuma página aquela sensação aconchegante de se envolver com os personagens e se encaixar dentro do livro de tal forma que fica até difícil de sair depois.

Quando a Intrínseca nos convidou para ler “Ainda Sou Eu” antes do livro ser lançado, eu fiquei com sentimentos bem misturados. Felicidade por esse convite ter sido feito, ansiedade para reencontrar Lou e um pouco de medo, afinal, não queria me sentir novamente decepcionada com essa história como  me senti com o 2º. livro, quem me conhece sabe que sou fã de carteirinha da autora.

ainda-sou-eu-jojo-moyes

Qual não foi minha surpresa quando fiquei sabendo que nesse livro, Louisa Clark recebe uma proposta para trabalhar em NY. A sinopse, para quem quiser saber:

Lou Clark chega em Nova York pronta para recomeçar a vida, confiante de que pode abraçar novas aventuras e manter seu relacionamento a distância. Ela é jogada no mundo dos super-ricos Gopnik — Leonard e a esposa bem mais nova, e um sem-fim de empregados e puxa-sacos. Lou está determinada a extrair o máximo dessa experiência, por isso se lança no trabalho e, antes que perceba, está inserida na alta sociedade nova-iorquina, onde conhece Joshua Ryan, um homem que traz consigo um sopro do passado de Lou.
Enquanto tenta manter os dois lados de seu mundo unidos, ela tem que guardar segredos que não são seus e que podem mudar totalmente sua vida. E, quando a situação atinge um ponto crítico, ela precisa se perguntar: Quem é Louisa Clark? E como é possível reconciliar um coração dividido?

Talvez Louisa precisasse ter passado por aquele período estranho de “Depois de Você”, afinal, toda sua vida tinha virado do avesso. Só sei que fiquei feliz de reencontrar aquela mulher meio doidinha, desbocada, irreverente, sempre positiva, leal e com um coração enorme novamente. Só que não foi isso que me pegou.

Vê-la como recém chegada em Nova York, sendo engolida pela cidade e tentando se encontrar nesse lugar novo e um tanto quanto hostil me fez enxergar minha própria experiência um pouco de fora, e com um olhar um pouco mais gentil, eu diria. Só que também não foi só isso que me pegou.

Nesse livro, Lou amadurece a olhos vistos (ou seria páginas lidas?) e se torna responsável pelo seu próprio destino e felicidade, e isso é lindo de se ver. O autoconhecimento, inclusive, é a palavra chave desse livro onde a narrativa é muito envolvente e cheia de momentos que nos deixam sem saber o que queremos para a personagem, mas confiando em Jojo para dar um final à altura de Louisa. E, spoiler, eu achei que deu (e agora, Jojo, pode deixar Louisa em paz e pensar em outras personagens tão cativantes quanto para novos livros – obrigada, de nada).

Uma frase que eu retirei do livro que achei incrível e um resumo do que “Ainda Sou Eu” significou para mim, só para dar um gostinho em quem ainda não leu: “‘Pensei em como somos moldados pelas pessoas que nos cercam e como precisamos ser cuidadosos ao escolhê-las exatamente por esse motivo. Então pensei também que, apesar de tudo, no fim talvez seja necessário perder todas elas para de fato descobrirmos quem somos.”

Sei que, assim como eu, muita gente se decepcionou com “Depois de você”, mas eu acho que vale dar a nova chance. Depois me conta o que achou! E quem já leu, também sentiu essa felicidade que eu senti ao terminar?

Gostou? Você pode gostar também desses!

4 Comentários

  • RESPONDER
    Flavia Vigoder
    26.02.2018 às 12:05

    Achei o livro bem mehhhh, não odiei o livro mas achei bem sem graça, mais do mesmo.

    Sou muito fã da Jojo, mas acho que essa obrigação de lançar livros sempre está desgastando a escrita dela.

  • RESPONDER
    Heloise
    27.02.2018 às 16:29

    Sou muito fã da Jojo, e, talvez por isso o segundo livro tenha sido uma grande decepção para mim. Comecei a ler o terceiro meio desacreditada, mas ele me pegou muito, reconheci a Lou do primeiro livro, e voltei a torcer por ela e a acreditar num final melhor.

  • RESPONDER
    Rhuane
    28.02.2018 às 13:20

    Acho que sou “do contra”, gostei do segundo livro! kkk – Deixa eu me explicar: acho que o primeiro livro “romantiza” um pouco a idéia do suicídio, principalmente pra adolescentes que são grande parte das leitoras deste tipo de livro, fica parecendo que a morte dele resolveu a vida de todo mundo, da Louisa que ficou cheia da grana, da mãe e do pai que se separaram… Achei que o segundo livro mostra a realidade nua e crua, que a morte dele, mesmo que seja uma escolha dele e a família respeite isso, bagunçou todo mundo, deixou todos meio perdidos procurando uma nova forma de lidar com a vida depois dele… Agora estou ansiosa pra ler o terceiro! hehehe

  • RESPONDER
    Mari
    04.05.2018 às 12:48

    Eu amo esta trilogia ….!

  • Deixe uma resposta