6 em Autoestima/ Moda/ Patrocinador no dia 17.10.2017

Nós duas, nossos looks e o Outubro Rosa da Marcyn

Durante esse ano de #paposobreautoestima, nós nos deparamos com os mais diferentes tipos de relatos sobre vitórias, dificuldades e superações em histórias de vida que nos comovem, nos inspiram e nos fazem rever muitos conceitos. Convivemos e conversamos diariamente com mulheres que estão em diversos estágios de relação com a autoestima e essa troca tem sido essencial para fortalecer ainda mais esse projeto que ganhou proporções que não imaginávamos.

Talvez, por causa disso, o mês do Outubro Rosa ganhou toda uma nova (e maior) importância para nós duas. Se antes a gente já achava essencial esse movimento para conscientizar sobre o câncer de mama, uma das doenças que mais atingem mulheres pelo mundo (só no Brasil são mais de 2 milhões de casos por ano) e cujo tratamento mexe diretamente com a autoestima das pacientes, hoje nós vemos que apoiar essa causa é mais do que botar uma fitinha rosa e lembrar os outros da importância do autoexame ou da ida ao médico. Pode e deve ser mais do que isso. Julgamos muito importante ver quais marcas e lugares estão com projetos bacanas para fazer a diferença na vida de quem enfrenta essa doença. Queremos apoiar iniciativas que visam ajudar outras mulheres num momento de fragilidade, onde todo o incentivo pode fazer a diferença na cura.

sutiã e calcinha da linha Outubro Rosa Marcyn

Quando a Marcyn nos contou sobre a ação que eles estavam fazendo para esse famoso “outubro rosa” nós nem pensamos duas vezes ao propor algo diferente para apoiar o projeto. Eles lançaram dois conjuntos de lingerie cuja parte da renda vai para o instituto Imama, adoramos a iniciativa e pensamos o que poderíamos fazer para incentivar a venda desses dois conjuntos, para ajudarmos de alguma forma nessa causa. Foi assim que resolvemos fotografar de lingerie, as duas juntas, com as peças desse projeto. Vestimos a camisa, as lingeries do outubro rosa e viemos aqui falar sobre isso pra vocês. Se conseguirmos unir tudo que isso envolve o #paposobreautoestima e somar à importância do mês de Outubro para ajudar outras mulheres, nossa missão está cumprida.

O instituto Imama é do Sul e tem projetos bem relevantes na parte de prevenção do câncer e na reconstrução da autoestima das mulheres, como investir em um mamógrafo móvel para que mulheres com menos renda possam fazer a mamografia anual ou o acervo de perucas para que pacientes possam usar sem custos. A Marcyn elaborou dois conjuntos – sendo que um deles é plus size especialmente para o Outubro Rosa – e a cada peça vendida eles vão doar R$2 para esse instituto.

Eu, que sempre tive vergonha de tirar foto de biquíni e um certo pudor para fotos de lingerie, achei que valia a pena apostar nesse tipo de ensaio e deixar meus medos um pouco de lado. A Jô, que quebrou seus paradigmas sobre fotografar de lingerie nas fotos do dia dos namorados não quis deixar de estar comigo nessa. Ela me contou muito sobre tudo que leu das meninas e nos impressionou muito como aquelas fotos inspiraram diferentes mulheres a se sentirem confortáveis com seus corpos, buscando se ver sexy e vestir suas curvas da maneira que mais combina consigo. Para muita gente soa libertador ver mulheres comuns, com corpos fora dos padrões da ditadura da beleza se sentindo felizes de lingerie. Isso tudo somado à essa campanha era mais do que um bom motivo para fotografarmos esse conjunto para o blog.

As peças são muito confortáveis, vestem super bem, o sutiã tem uma sustentação bem bacana e no caso, tanto eu eu a Joana escolhemos as mesmas peças: o sutiã plus size e a calcinha biquini, que tem essas rendas laterais que dão todo um charme. Existe também uma calcinha cintura alta da linha plus size e um sutiã com bojo e laterais de renda. O legal é que elas não são o tipo de produto que a gente compra para incentivar um projeto e depois fica guardado no fundo da gaveta, elas realmente dão um toque delicado para quem gosta de se sentir bem no look já desde a lingerie. A Jô, que nunca se imaginou com esse tom de rosa, se surpreendeu com a sensualidade discreta que ele imprime, e eu posso dizer o mesmo.

Os preços vão de R$49,99 a R$99,99 e as peças podem ser encontradas no site da Marcyn!

Ah! Ainda em tempo, temos todo o interesse do mundo que nossas leitoras que gostaram das peças comprem e ajudem a marca nessa causa, mas mais do que isso, gostaríamos de lembrar da importância de ir ao ginecologista, de fazer o autoexame, de ver quando é hora de fazer os outros exames e de acompanhar de perto as nossas mamas. Seja com uma ultrassonografia mamaria ou uma mamografia na hora certa, o mais importante é cuidar desse monitoramento de perto, pois quando qualquer anormalidade é descoberta cedo, a cura é muito mais provável. A prevenção é o melhor remédio e por isso é tão importante lembrarmos da verdadeira razão do outubro rosa. 

Beijos

Carla e Jô

Gostou? Você pode gostar também desses!

6 Comentários

  • RESPONDER
    Patrícia
    17.10.2017 às 21:34

    Emocionada!! 🙏🏾

  • RESPONDER
    Renata Castro
    18.10.2017 às 10:12

    Gente, esse ensaio ficou maravilhoso!! Que fotos lindas, delicadas!!

    Parabéns pela iniciativa, meninas!!

    Bjo

  • RESPONDER
    Renata Bittencourt
    18.10.2017 às 12:22

    Não sei se quem achou tudo maravilhoso ja passou pelo cancer de mama mas como ex paciente gostaria de deixar meus comentarios. Super valido divulgar a marca mas colocar a estetica como o principal ponto da campanha é desqualificar um movimento mundial a favor da saude da mulher.
    Talvez vcs nao convivam com grupos de mulheres que passam ou que passaram pela doença, não viram e veem amigas morrerem a cada ano.
    A auto estima é importante sim mas trata-la como prioridade é leviano.
    E pq não usaram mulheres que realmente precisam desse tipo de lingerie? Aposto que várias topariam fazer o ensaio para vcs.
    Pode ate ter sido uma boa intenção mas pra mim isso não passa de oportunismo.

    • RESPONDER
      Joana
      18.10.2017 às 14:21

      Oi Renata,

      Uma pena que você tenha visto as coisas dessa forma. Refletindo aqui acho que não colocamos a autoestima como prioridade acima da saúde, só falamos que ela é importante e vale olhar pra ela, afinal ela tem uma importância relevante no quesito de saúde psicológica. Agora a saúde física sem dúvida nenhuma é uma prioridade nessa hora, curar a doença é a prioridade por mais que o psicológico influa e se passamos uma imagem diferente disso pedimos desculpa porque não era intenção, não seríamos levianas dessa forma.

      Quanto as mulheres vivendo isso, nós convidamos mulheres em diferentes de estágio do câncer de mama para escrever pro blog nesse mês, estamos aguardando algumas das matérias e agendando outras, mas especificamente falando no caso da fotos… Elas não foram uma campanha da marca, foram apenas fotos que nós quisemos fazer no nosso blog para chamar atenção para o assunto dentro das nossas possibilidades de verba e logística. Nossa ideia era chamar atenção para a importância da prevenção e da possibilidade de descobrir cedo a doença, não invalidar o discurso (e nem mesmo fazer um discurso) de quem já viveu isso, porque nós duas realmente não temos essa experiência e nem vivemos isso muito de perto com ninguém. Para isso vamos trazer esses relatos para o blog. Como nunca fotografamos de lingerie antes, conseguimos fazer um buzz para mais gente refletir sobre isso, era essa nossa intenção. Levar mais mulheres ao autoexame e aos devidos médicos, além de poder ajudar de alguma forma prática quem passa por isso e não pode pagar pelos exames.

  • RESPONDER
    Sâmia Laços
    19.10.2017 às 0:14

    Não tenho a propriedade da colega acima, mas acho que a autoestima é sim importante nesse processo. Porque autoestima também é autoconhecimento e isso leva a mais cuidados com a saúde, preocupação com exames de rotina… significa entender mais o nosso corpo, o que funciona e o que não funciona.
    E se meio a tantos outros conteúdos vocês já trouxeram coisas tão boas, dá pra utilizar sim, e muito bem, alternativas para divulgar o outubro rosa, como é o caso do post, independente das parcerias ou qualquer coisa.
    Beijo (reescrevendo pq usei o hífen errado no comentário acima)

  • Deixe uma resposta