0 em Destaque/ Oriente Médio/ Trip tips/ Viagem no dia 12.09.2017

O imponente hotel Atlantis The Palm em Dubai

Quando eu pensava em Dubai, a primeira coisa que vinha na minha cabeça era a tal da The Palm, a ilha artificial em formato de palmeira, uma das maluquices emiradenses de que tanto já ouvimos falar. Pois bem, todas as vezes que via uma foto da The Palm, aparecia uma construção de cor rosé, lá na ponta externa da palmeira, de frente para o mar aberto. Sempre fiquei intrigada com o que seria aquilo e acabei descobrindo que se trata do Atlantis The Palm, um hotel enorme e imponente com uma localização privilegiada e uma baita infra estrutura de atividades.

Apesar de não termos nos hospedado lá (contei aqui sobre a nossa hospedagem), resolvemos ir até o Atlantis para explorar algumas das muitas programações que o hotel oferece.

Nossa primeira parada foi no heliponto do hotel, localizado na parte externa e anexo ao estacionamento. Fomos recebidos no lounge da Fly High Helicopter, a empresa que opera os passeios de helicóptero que saem do Atlantis. Depois de entregar nossos passaportes e assistir o vídeozinho de segurança (muito engraçado, por sinal), estávamos prontos para decolar!

Escolhemos o Fun Ride, um passeio de 15 minutos que percorre os principais pontos turísticos de Dubai. Decolamos no Atlantis, demos uma volta pela palmeira e seguimos até as World Islands, um conjunto de ilhas artificiais que, ao menos em tese, formam o mapa mundi. Esse arquipélago não está 100% concluído, mas sinceramente não entendo como aquilo pode parecer o mapa mundi… pra mim eram só bolinhas soltas! 

Vai dizer que não são só bolotinhas?

O piloto vai mostrando os pontos de interesse e contando algumas curiosidades, como o fato de que, atualmente, só o Líbano está aberto e lá funciona um beach club.

Depois, seguimos para a praia de Jumeirah e passamos ao lado do Burj Al Arab. Continuamos até o Burj Khalifa e depois para downtown Dubai, onde vimos o Dubai Creek, um rio que corta a cidade. Por fim, retornamos para a The Palm e pousamos no Atlantis novamente.

Amamos ver a cidade toda de cima, numa perspectiva bem diferente do que vimos do chão. O único defeito desse passeio for ser tão rápido – os 15 minutos passam voando e deixaram um super gostinho de quero mais!

Ah, a reserva desse passeio foi feita com a Alpha Tours e está mais que recomendada!

Depois da nossa aventura matinal pelos ares de Dubai, fomos para dentro do Atlantis, onde de cara já ficamos impressionados com a grandiosidade e a riqueza de detalhes. O hotel é todo decorado com tema do fundo do mar, inspirado na história da cidade (ou continente) perdida de Atlântida, que supostamente afundou no oceano.

Logo na entrada, no lobby, existe uma escultura enorme e super bonita que representa a volta de Atlântida do fundo do mar para a terra, com a mudança dos tons de azul para vermelho. Eu ainda acho que o vermelho representa o calor de Dubai, mas tudo bem.

Fomos conhecer a suíte Royal Bridge do Atlantis, que fica no último andar, na ponte que liga as duas torres do hotel. É o maior quarto e conta com “apenas” 924 metros quadrados de área, com 3 quartos, vários banheiros, escritório, sala de jantar, sala de estar, salas de tratamento, duas varandas (uma para o mar aberto e outra para o lado da palmeira), além de um elevador privativo.

E tudo, claro, decorado no mesmo estilo do resto do hotel! Dá pra se perder de tão grande que era. Um luxo só! Sem falar na vista para a palmeira, a mais bonita que vimos do chão.

Quer ver mais detalhes desse quarto único e escandaloso? No fim do post tem um vídeo mostrando tudinho!

Depois, fomos conhecer o The Lost Chambers, um aquário fantástico (sem falar IMENSO) que fica dentro do hotel. Também com decoração inspirada na história de Atlântida, o The Lost Chambers tem centenas de espécies de peixes, arraias e tubarões que ficam nadando e dançando pra lá e pra cá. Além do aquário principal, ainda existem outros aquários menores com outros animais como águas vivas que brilham no escuro e o nosso querido Nemo!

Ficamos um tempão dentro do The Lost Chambers sentados nos pufes que tem espalhados na frente do aquário grande, só vendo a vida (marinha) passar. A luz do lugar é baixa, ficando mesmo só os peixinhos iluminados. Achamos incrível!

Na saída, ainda vimos um aquário redondo em que existe uma corrente que deixa a água girando, formando tipo um tornado de peixinhos! Muito fofo.

O hotel oferece vários programas relacionados ao aquário como mergulho de cilindro, yoga dentro do The Lost Chambers, além de ter um restaurante super famoso com uma experiência que simula um jantar debaixo d’água, o Ossiano, em que as janelas são na verdade os vidros do aquário. Outra maluquice curiosa é que você pode contratar um mergulhador para mostrar uma mensagem para você de dentro do aquário enquanto você estiver jantando, tipo “feliz aniversário”ou até “quer casar comigo?”. Já imaginou?

Logo na frente do aquário demos de cara com o The Bread Street Kitchen, um restaurante assinado pelo chef Gordon Ramsay. Sem nem pensar duas vezes, entramos lá para almoçar.

Pedimos couvert, um carpaccio de vitela e um parfait de frango e foie gras de entrada e, como não poderia ser diferente, o Wellington Steak para prato principal! Já tínhamos experimentado esse prato no restaurante do chef em Vegas e sabíamos que era maravilhoso.

Os pratos vem super bem servidos e muito bem feitos. Não sei como ainda tive coragem de pedir uma sobremesa mas no fim valeu a pena porque também estava deliciosa.

Além do The Bread Street Kitchen e do Ossiano, o Atlantis ainda tem outros restaurantes famosíssimos e premiados como o japonês Nobu, o italiano Ronda Locatelli e o chinês Yuan. Opção não falta.

Depois de fazer a digestão, fomos para uma nova aventura, dessa vez num encontro com um leão marinho. Na verdade, conhecemos de pertinho uma leoa muito simpática, a Sangha, e aprendemos muito sobre a vida dos leões marinhos e sobre seus cuidados em cativeiro. Eu sempre fico muito desconfortável de ver animais presos, por isso gosto de entender como eles são tratados. Ao longo da experiência, os treinadores explicaram tudo do dia a dia da Sangha, e de seus tratamentos de saúde, contando também que leões marinhos bem cuidados em cativeiro vivem até 10 anos a mais que os soltos na natureza (por conta de menos perigos e melhor controle de saúde).

Nos deram instruções sobre como se comportar perto da Sangha e então foi hora de entrar na água (geladíssima!!!) com ela. Ganhamos beijinhos e abraços e pudemos fazer carinho nela à vontade. O treinador nos mostrou como o pelinho dela era meio loiro e como na verdade a pele da Sangha estava seca, devido a uma camada de óleo que a protege do frio e dá a sensação de que o pelo dela é preto e está molhado. Muito interessante!

Nós amamos conhecer um pouco mais da vida da Sangha e dos leões marinhos e no final ainda aprendemos com ela através de uma demonstração que lugar de lixo não é no mar, é na lixeira! Fofinha demais e muito esperta!

Além dos leões marinhos, no Atlantis é possível fazer ainda o encontro com golfinhos e a alimentação de arraias.

Por fim, para fechar o dia com chave de ouro, fomos passar o fim da tarde no Aquaventure, um parque aquático bem grande e muitíssimo divertido que também faz parte do Atlantis. São várias atrações para todas as idades, desde o Lazy River, aquela piscina em que você fica só boiando, a atrações mais radicais como o Shark Attack e o Leap of Faith, dois toboáguas que passam por dentro de um aquário cheio de tubarões. Quase tive um troço do coração quando vi a altura do Leap of Faith e como o toboágua tem uma queda quase vertical, mas tomei coragem e encarei! Pior que ele, só o Poseidon Revenge, que além de super inclinado é daqueles que o chão abre e você despenca! Socorro!

Foi um dia cheio e muito divertido. Com certeza inesquecível!

O Atlantis é sem dúvida uma ótima opção de hospedagem em Dubai, em especial para famílias viajando com crianças. São muitas atividades e entretenimento, o que faz com que sair do hotel seja até desnecessário. E mesmo para quem não estiver hospedado ali, vale a pena separar um dia para conhecer o The Lost Chambers, o Aquaventure e alguns dos muitos restaurantes que o Atlantis oferece.

 

Quer ver mais detalhes do Atlantis The Palm? Confira a galeria abaixo.

Gostou? Você pode gostar também desses!

Sem Comentários

Deixe uma resposta