5 em Destaque/ Publieditorial/ Relacionamento no dia 09.08.2017

Se eu pudesse dar um único conselho para minhas amigas solteiras…

Ele seria…Entre no happn!

Há dois anos o happn vem fazendo parte da minha vida. Inicialmente me sentia apreensiva com a ideia de conhecer um cara por meio de um aplicativo de relacionamento, mais especificamente um “catálogo humano”. Apesar disso, encarei esse desafio e em pouco mais de uma semana já estava totalmente adaptada a esse nova configuração de paquera. Foi depois de um “charm” completamente inesperado que o mundo se abriu e pude viver uma das histórias mais sensacionais da minha vida (tem post aqui).

Ao longo das minhas experiências, algumas narradas aqui no blog, descobri gostar mais das paqueras digitais do que das analógicas, por me permitirem ultrapassar a barreira de uma tela e conhecer de verdade a pessoa do outro lado. Foram longas conversas antes de encontros, capazes de revelar afinidades e alinhar expectativas. Assim como nos bares e festas tem de tudo no aplicativo. 

Se eu pudesse recomendar algo para uma amiga solteira seria: entre no happn, se permita viver o autoconhecimento de quem experimenta novas relações. Se abra para um mundo de possibilidades. Você pode se surpreender e viver um história incrível assim como de várias leitoras e amigas que foram influenciadas pelo futi a entrar no app. Eu ouço diariamente sobre encontros bacanas, alguns despretensiosos e outros que chegaram ao altar.

Se tem uma coisa que eu aprendi até aqui é que vibração e energia transcendem a foto, então, se sentir bem e se jogar no happn com o coração aberto pode ser o início de novas páginas divertidas na história da sua vida. Certamente essa ferramenta mudou a minha vida e quem convive comigo pôde ver isso de perto, mas lembre-se que não é o aplicativo que faz bem pra sua autoestima, sua autoestima é que pode fazer bom uso do aplicativo.

Fica aqui uma breve análise de perfis que cruzaram o meu caminho:

Crush Don Juan 

É aquele que te busca em casa, te elogia, sabe que é foda, mas faz você se sentir foda também. Usa todo seu poder de sedução até você ficar abestalhada. Ele consegue te envolver, mexe com todos os seus sentidos, mas na hora de se entregar emocionalmente parte para um novo desafio. Ele só não deleta seu telefone da agenda, nem esquece as tardes memoráveis.
Obs: Vamos combinar? A gente também não esquece.

Crush Apaixonado

É aquele que começa a suspirar com a foto do aplicativo, se encanta com a sua voz ao telefone (sim, esses são do tipo que ligam) e mal consegue conter a ansiedade. Esse crush é capaz de render dois encontros em menos de 24 horas (sim, isso também acontece) e já desenha a possibilidade de um relacionamento mais sério antes mesmo de te conhecer melhor.

Crush Esotérico

Um verdadeiro encontro de almas, segundo ele. Seus signos se encaixam perfeitamente e o cruzamento de suas vidas já é desenhado nas linhas de suas mãos. É do tipo que fala “coisas sobre o céu, a terra, a água e o ar” (bem no estilo Eduardo e Monica). Só tome cuidado, você pode não ser a única alma gêmea dele.

Crush para casar 

Talvez seja o tipo mais procurado, ele quer um relacionamento sério para ontem. Já tem um croqui da mulher ideal e até mesmo a data do casamento. É do tipo que vai ficar muito feliz em te colocar nos planos dele. Tem um coração aconchegante, pronto pra te abraçar. Resta saber se é o que você busca naquele momento.

Crush que não sabia que era crush 

É um tipo curioso. Aparentemente vocês vibram na mesma frequência. O papo flui, ele se interessa pela sua vida, mas na hora do cara a cara não toma nenhuma atitude. O que seria simples se ele não te chamasse pra sair de novo e não te beijasse novamente. Arriscaria dizer que seria uma questão cultural, se não estivéssemos falando de um brasileiro. No entanto, relaxe! Vocês podem se tornar ótimos amigos, afinal, vale tudo.

Crush sincerão

Esse é meu tipo preferido, é aquele que alinha totalmente as expectativas, diz o que quer, o que não quer, sinaliza quando está disponível, toma iniciativa e é capaz de falar sobre os seus sentimentos de todas as naturezas. Ele é seguro na medida certa, mas quando aparece um texto do blog é capaz checar se é com ele.

Crush Cafajeste

É aquele que te adiciona numa planilha de excel para ter um melhor gerenciamento de encontros. Ser crush é a sua segunda profissão, talvez até mesmo a primeira. Ele não se envolve, deixa isso claro e espera que você também entenda, mas fica chocado se você sumir.

Crush que deixa rolar

Chegamos ao equilíbrio, é aquele que permite que as coisas aconteçam naturalmente. Vai ficando junto sem pensar muito, conhece seus amigos, passa o ano novo com você e marca até viagem de férias. Não tem medo de viver essa história por vários meses e se permite te conhecer melhor. Por esse tem chance de você se apaixonar.

Crush Fantasma

Nesse caso o nome já diz tudo, é aquele que some sem dar qualquer satisfação. Você viu ele por aí?

Esses perfis poderiam ser fictícios (só que não!). Eles se repetem, trazendo dezenas de histórias para o repertório da uma vida de solteira divertida.

 

Gostou? Você pode gostar também desses!

5 Comentários

  • RESPONDER
    Amanda Britto
    09.08.2017 às 11:49

    AMEI!! E identifiquei alguns desses crushes na minha vida!! Nunca vou me esquecer do dia que você me apresentou o happn! rs… <3

  • RESPONDER
    Heloise
    09.08.2017 às 12:00

    Amei tanto esse texto, vou baixar o aplicativo novamente! rsrsrs

  • RESPONDER
    Danielle
    09.08.2017 às 20:19

    Mesmo antes da era dos app acabei conhecendo e até me envolvendo com alguns dos perfis que mencionou hahahaha tenso :/
    Já estive no happn e no tinder, não curti :/ acho que fui com muita expectativa.
    Acabei deletando os dois e estou num grupo de paquera no face, mas ainda não rolou nada rs #oremos

    Bjins

  • RESPONDER
    Renata Castro
    10.08.2017 às 9:05

    Com esse texto, fiquei mais curiosa em relação ao aplicativo! Mas confesso que ainda tenho meus poréns rsrsrs

  • RESPONDER
    Janaína Vasconcelos
    20.08.2017 às 15:12

    Amei!! hahah

  • Deixe uma resposta