6 em Autoestima/ Destaque/ Deu o Que Falar no dia 28.07.2017

A Rihanna engordou. E a gente com isso?

Essa semana só se falou em uma coisa: o peso da Rihanna. Por causa das pre estreias de Valerian, filme que ela está participando, a cantora apareceu em alguns tapetes vermelhos pela Europa, e qual não foi a minha surpresa ao me deparar com milhões de comentários ofensivos sobre ela estar gorda.

E se você imagina que estou falando de revistas e portais de notícia, é aí que a surpresa fica maior ainda. Quase não cruzei com aquelas famosas matérias que deveriam noticiar um acontecimento mas metem o corpo das celebridades (mulheres apenas, claro) no meio da notícia. Claro que vocês sabem do que eu estou falando, afinal quem nunca cruzou com um link cujo título parecia com esse?

Pois é, dessa vez eu mal vi isso. Nos perfis do Instagram de várias revistas e perfis de fofoca vi posts noticiando apenas que ela vestia estilista X e estava ali para a pré estreia de seu filme e ponto final. E tudo estaria lindo se não fossem os comentários. Me desiludi muito e por um momento até entendi porque tanto veículos se mostram resistentes a incluírem mulheres de todos os tipos físicos em suas publicações. Afinal, como se encorajar quando aparece esse tipo de comentário em uma publicação?

99% dos comentários que eu li nesse naipe foram de…MULHERES. E aí vocês me respondam: como uma revista consegue quebrar o padrão se teoricamente seus seguidores – e supostos consumidores – fazem comentários como esses?

Se formos ver os comentários nas fotos que a cantora postou, que supostamente deveriam ser de fãs dela ou admiradores de seu trabalho, mais um choque. A premiere que ela estava divulgando? Ninguém estava nem aí. Até quem deveria estar elogiando, estava chamando-a de “gorda mas continua rainha” ou então “parabéns, hot mama, com esses peitos e essa cara redonda, certeza que está grávida!”.

Nessas horas eu me desanimo e penso como parece que nós, com nosso #paposobreautoestima e continuamente falando sobre a aceitação e a celebração de todos os corpos, perdendo nossos medos de postarmos fotos de biquini ou com gordurinhas aparecendo e recebendo tanto feedback positivo e encorajador de volta, estamos vivendo numa bolha.

É triste ver que a gente luta tanto para um padrão ser quebrado, mas a ditadura da magreza ainda está tão enraizada que é só uma celebridade conhecida por ter um corpo magro sair um pouquinho desse padrão (e um pouquinho mesmo, porque pra mim Rihanna continua sendo magra), que é recebida com comentários como esses que eu postei acima e tem seu trabalho eclipsado pelo número – que ninguém sabe qual é, acho válido lembrar – na balança.

Rihanna vai continuar sendo uma ótima cantora e um verdadeiro mulherão da porra independente do seu peso, então por quê dar tanto valor à isso? Enquanto isso continuar gerando polêmica ou pauta, enquanto comentários como esses que eu botei aqui continuarem acontecendo, ainda veremos mulheres com todos os tipos de corpos se achando inadequadas. E onde isso tudo vai nos levar? À eterna insatisfação.

E eu termino esse texto com a conclusão mais direta e bem colocada que eu li sobre o assunto até agora, feita pela Miriam Bottan (quem não segue, comece agora, @mbottan).

Gostou? Você pode gostar também desses!

6 Comentários

  • RESPONDER
    Milena
    28.07.2017 às 10:45

    Eu vi vários desses comentários a respeito do corpo dela e, na mesma hora, me vi totalmente desiludida…é muito triste ver que, embora a gente tente pregar a ideia de aceitação, de auto estima e amor próprio, as pessoas ainda insistem em cobrar um padrão surreal e cruel, como se todas nós fôssemos iguais ou tivéssemos que seguir regras…estamos num caminho, por sinal bem árduo, mas não devemos perder as esperanças e vocês têm feito um trabalho diário incrível pra alcançarmos isso!

  • RESPONDER
    Sabrina
    28.07.2017 às 11:24

    Riri é musa com qualquer peso, com qualquer corpo. Mania ruim que as pessoas e a mídia tem de reduzir as pessoas a corpos e padrões. Por que não focar no talento dela? Algumas pessoas sentem prazer em ver defeito e falar das outras. E a mídia sensacionalista estimula esse comportamento. Se tá difícil pra musa Riri, imagina pra nós?

  • RESPONDER
    Bruna
    28.07.2017 às 14:36

    Comentei isso com uma amiga minha essa semana! Bizarros os comentários.
    E eu qndo vi a foto da Riri com a Cara só pensei “nossa, esse estudio errou nesse filme, vai ser fracasso de bilheteria e não vai se pagar, mas pelo menos Riri e Cara tão brilhando nos red carpets “

  • RESPONDER
    Gisele
    28.07.2017 às 16:15

    É natural as pessoas ficarem confusas quando uma das poucas referências que temos e que consegue atingir às expectativas impossíveis impostas à nós mulheres, mostra que não é “perfeita”. Ao meu ver a Rihanna fora do padrão e ainda linda, dá autorização para mulheres “normais” perceberem que não há nada de errado com elas, isso gera um desconforto que muitas vezes é canalizado em agressão gratuita. Para quem está na mesma vibe do #paposobreautoestima é bem difícil ver essa repercussão, e sim, talvez vivamos numa bolha, mas a mudança tem que começar em algum lugar, não é? Não vamos perder a fé nas pessoas, quem sabe elas ainda não tenham percebido que é possível olhar o outro a si com mais amor e menos julgamento.

  • RESPONDER
    marcela
    28.07.2017 às 16:40

    Acho que tá grávida. Já saíram várias fotos dela depois disso em que ela tá sempre “disfarçando” a barriga, com roupas largonas…. vide o encontro com o Macron.

  • RESPONDER
    REALIDADE
    02.08.2017 às 14:43

    Pessoal desculpe, mas não há como negar que uma mulher mais magra é esteticamente mais bonita (pelo menos para grande maioria das pessoas). As únicas pessoas que se chateiam com isso são aquelas que não conseguem emagrecer, e o único remédio para isso é fechar a boca.
    Dizer para uma pessoas parar de fumar, para de beber é visto como um ato louvável de preocupação com o próximo, mas se dizemos que alguém está gordo e aconselhá-lo a parar de comer é visto como um ato de preconceito. Gente pelo amor de Deus, sou mulher, não acho que ninguém tem que ser um esqueleto, como essas modelos que andam por aí, mas nem a gordura da Rihanna é bonita.

  • Deixe uma resposta