2 em Comportamento/ Convidadas/ Roberta Drable no dia 30.12.2016

Críticas infundadas em redes sociais: o novo “candy crush” do momento?

Leitoras lindas e mega queridas do Futi, hoje não estou aqui para contar nada relacionado ao meu casamento, mas sim trocar ideias sobre uma nova “onda” que tenho percebido que cada vez mais cresce nas redes sociais: “a cultura da crítica desconstrutiva”.Vocês também têm notado que muitas personas virtuais estão cada dia mais juízes da internet? Buscando dar uma sentença pública e notória para algo que não lhes diz respeito, muitas vezes gerando rótulos que não fazem sentido algum?

khloe-kardashian-theres-some-shady-sh-going-on-gif

Queria que alguém pudesse me explicar o motivo de tantos bombardeios desnecessários. Não faz nenhum sentido procurar o lado negativo de tudo, muito menos atacar tudo que não te parece perfeito. O dono do perfil está lá, todo feliz  “postando” algum comentário ou uma foto legal e como num passe de mágica, uma “sapatada de Itu” é lançada com um comentário muito negativo.

Confesso que essa cultura me choca! Primeiro porque eu tenho certeza de que a pessoa não teria tal postura deselegante ao vivo e a cores e, segundo, porque gente, falar é de graça mas o bom senso, até onde me consta, ainda é bem necessário e atual, certo?

Outro ponto: qual o motivo de magoar a pessoa que está ali, dividindo um pouquinho da sua rotina? Vejam bem, não estou “batendo palmas” para perfis que disseminam posturas totalmente deturpadas, mas sim sobre pessoas como eu, “mera mortal”, esclarecida, que está ali no seu quadradinho e quietinha, apenas buscando transmitir algo de bom.

Quando questiono fazendo alusão ao joguinho “viciante” aí de cima é porque sinceramente deve estar faltando “candy crush” ou “pokemon” suficientes para atrair a atenção alheia e, dessa forma, desfocar um pouco esse tal “joguinho de magoar pessoas”

Muito me entristece acompanhar pessoas muito legais sendo julgadas quase todos os dias por suas condutas. Sendo criticadas por serem elas mesmas. Sendo “apedrejadas” por suas opções sem a menor necessidade.

Em um momento em que o mundo precisa (e muito!) que as pessoas compartilhem boas ações e bons sentimentos, esses ataques gratuitos com afirmações infundadas não estão nada na moda. Pode ser tendência? Pode, mas é uma tendência negativa que a gente tem que evitar aderir. 

Tia Teteca, please, está na hora da senhora ensinar novamente aos seus alunos como resgatar a gentileza, a educação e a elegância!

E viva a nossa liberdade de expressão, a nossa liberdade de ser quem queremos ser e chutar o balde para os padrões! (e, como dito acima, não se identificou? Beijinho estalado com “Ruby Woo” no ombro e não me ligue, okay?).

banner-roberta-drable

Gostou? Você pode gostar também desses!

2 Comentários

  • RESPONDER
    marcia
    01.01.2017 às 15:10

    O compartilhamento espontâneo, de rotina, de dicas, de vivencia, OK. O que nao pode acontecer é o publipost nao identificado como “dica”,

    • RESPONDER
      Joana
      01.01.2017 às 16:08

      Marcia,
      São 7 anos sem fazer isso, por que iríamos começar agora? Os públis serão de coisas mais relacionadas a gente, a experiências pessoais, mas obviamente todo patrocínio será sinalizado! Como sempre foi.

    Deixe uma resposta