4 em Book do dia/ Comportamento no dia 22.12.2016

Book do dia: A vida de aparência de Evelyn Beegan, de Stephanie Clifford

A Joana trouxe esse livro quando veio para cá em Setembro e a capa me ganhou de cara. Infelizmente não consigo mais ler na velocidade que eu lia antes do Arthur e esperei terminar Orfanato da Srta Peregrine para começar esse. Acho que o título e a ilustração já dão boas dicas do que está por vir e se você imaginou uma vibe meio Gossip Girl, você não está tão errada assim.

book-do-dia-vida-de-aparencias-evelyn-beegan

A sinopse é a seguinte (que eu cortei uma parte grande, porque praticamente contava a história toda)Todo mundo quer pertencer a um grupo. Mas até onde você iria para ser aceita? O ano é 2006, o lugar é Manhattan, lar de jovens cheios de charme e estilo. Dinheiro e classe colidem numa cidade prestes a mergulhar em um precipício financeiro, carregando com ela boa parte do país. Aos 26 anos, Evelyn Beegan é uma pessoa inteligente e engraçada que está determinada a traçar o próprio caminho e se libertar das garras da mãe – uma alpinista social que a criou para se casar com um homem de uma família tradicional e influente. Evelyn se sente uma estranha em meio á elite nova-iorquina, mas, quando consegue emprego em uma rede social voltado exclusivamente para ricos e milionários, vê uma oportunidade de se juntar a eles.

Logo nos primeiros capítulos eu fiquei impressionada com a relação mãe e filha, que estava bem relacionada com o post que a Bruna tinha acabado de postar aqui. Até levei um susto com a sincronicidade e de certa forma senti que Evelyn poderia ter escrito um post parecido aqui no blog. Ela é muito refém e dependente da mãe e de certa forma todas as suas ações no livro só acontecem porque ela queria impressionar Barbara a todo custo.

Conforme eu ia passando as páginas, eu fiquei totalmente absorvida na história mesmo odiando a personagem que dá nome ao livro. Juro, eu a odiei 90% do tempo justamente pelo fato dela ter valores distorcidos e total falta de limites. Evelyn é aquela personagem que faz tudo pelos motivos errados, que prefere inventar uma versão de si mesma que ela acha que vai agradar mais as pessoas, é ambiciosa de uma forma horrível e vai até o limite para passar uma imagem de algo que não é. Além disso ela também mente,  inventa e, como diz o título, vive de aparências.

Eu não consegui sentir compaixão ou até mesmo pena, mesmo me identificando em alguns momentos – principalmente nessa história de querer entrar em grupos que eu não me encaixava ou tentar agradar pessoas que não se importavam comigo. Graças a Deus essa fase passou há algum tempo. rs

Não vou falar mais porque se eu contar mais um pouco posso dar spoiler. O livro é bem previsível, mas não tem necessidade de atrapalhar a leitura de ninguém, né? hehe Quem curtiu a ambientação de Gossip Girl ou até mesmo curtiu filmes como Meninas Malvadas e até mesmo Segundas Intenções, pode ler sem medo!

Beijos!

banner-SNAP-ca

 

 

 

 

Gostou? Você pode gostar também desses!

4 Comentários

  • RESPONDER
    Bruna
    23.12.2016 às 0:47

    Vou procurar depois esse livro!
    E se alguém estiver buscando um YA / ficção / magia e protagonista feminina forte: leiam os livros da série Throne of Glass da Sarah J. Maas… Em breve vai virar seriado, mas eu não esperaria… é daqueles que você não consegue desgrudar… Eu comprei os 5 livros de uma vez e em uma semana (com finals) já estou terminando o 4…

    • RESPONDER
      Carla
      23.12.2016 às 11:21

      Depois de orfanato da srta peregrine eu confesso que fiquei com medo de young adults rs, me senti uma velha porque não curti! Será que vou curtir esse? Vou dar uma olhada!

  • RESPONDER
    Rafa
    23.12.2016 às 9:47

    Adoro o book do dia! Eu estava louca pra ler esse livro, depois de ter visto resenha e indicações em alguns blogs gringos! É bom pra passar o tempo, mas nao é uma leitura memorável RS! Também nao senti compaixão pela Evelyn em momento algum..esperava mais!

    • RESPONDER
      Carla
      23.12.2016 às 11:26

      Eu até achei bem bom, sabia?? Mas não me conectei mesmo com a Evelyn, se bem que acho que nem era o propósito!

    Deixe uma resposta