2 em casamento/ Comportamento/ Convidadas/ Roberta Drable no dia 02.12.2016

Noiva: e agora? A organização do casamento!

Oi, meninas, I am back! Me empolguei tanto contando sobre os preparativos para o casamento que, mais uma vez, pedi licença para invadir a “casa” super bacana e querida da Jo e da Carlinha, para falar sobre como estou conduzindo a organização do meu casamento. Vai que ajuda, né?

Não é sempre que eu me estresse com os detalhes do casamento, mas quando isso acontece é sempre por volta de 1 da manhã quando eu tenho que acordar as 7 para trabalhar

Não é sempre que eu me estresse com os detalhes do casamento, mas quando isso acontece é sempre por volta de 1 da manhã quando eu tenho que acordar as 7 para trabalhar

Então, lá no início pensávamos em um mini wedding, mas depois da informação de que seria necessário reduzir as pessoas queridas em 40 convidados, a ideia nos pareceu impossível.

Devidamente descartada essa opção, partimos para a escolha da casa de festas. Detalhe: tinha em mente um local de fácil acesso, principalmente considerando os convidados que não moram aqui no Rio de Janeiro.

Olha, eu sempre fui muito de escutar a opinião de quem já passou pela situação e, dessa vez, não foi diferente. No total, foram só 2 Casas visitadas até a escolha final, mas a nossa decisão teve tudo a ver com toda a atenção e a gentileza que recebemos, antes mesmo de “batermos o martelo”. Isso pesou muito!

Rolou a visita e a degustação na primeira casa visitada… tudo estava indo bem até que nos informaram que tudo, absolutamente tudo, tinha que ser dali! Gente, se tem algo que não me encanta é esse tipo de venda que te impede qualquer outra opção… travei!

Tenho certeza de que naquele momento, “Nossa Senhora Protetora das Noivas”estava ali de plantão e sentiu a minha indignação pois, dali mesmo, consegui o contato de uma casa em que já havia ido em um casamento e adorado.

Então, em uma noite de sábado, mandei uma mensagem (SOS!) pelo Facebook e, pasme, a resposta veio na manhã do domingo! Yey! Achei o máximo toda aquela dedicação e cuidado e o resto não foi nada diferente!

Escolhido o local, partimos para o restante dos itens. No meu caso, trabalho o dia inteiro e não tenho muito tempo para procurar opções e decidir entre tantas, então, segui à risca as indicações da Cerimonialista. Ana, aqui fica o meu muito obrigada, você tem sido uma anjinha! Meninas, Cerimonialista é vida no casamento! Pra mim está sendo super importante.

Além disso, os fornecedores indicados já conhecem o local do evento e a Cerimonislista, daí a possibilidade de dar “chabu” é mínima. Também evitei procurar serviços longe do local do casamento. Por exemplo, na Região Serrana aqui do Rio tem várias doceiras “to die for”, mas vai que na data São Pedro acorda meio mal humorado e resolve trazer aquela chuva? Sei lá, fiquei preocupada com a logística.

Também sugiro não inovar muito nos itens, a não ser que você possa se dedicar muito. Eu, por exemplo, como “perita em trabalhos manuais” sou uma excelente advogada!

Por fim, foco, força e fé no orçamento. Não se engane, o budget inicial será ultrapassado e, por isso, muita calma nessa hora! Faça contas, não dê um passo maior do que as suas pernas. 

Uma dica que tem dado muito certo comigo é deletar todas as minhas referências depois que eu “bato o martelo”em determinado item. Vai que eu encontro algo que eu considere mais bacana, terei um treco! Tá, é um exagero, mas sempre é bom preservar o psicológico nesse momento e lembrar aquele bom e velho ditado que diz que “o que os olhos não vem, o coração não sente”.    

E, please, respeite a sua vontade! Com certeza, alguém vai sugerir algo lindo que viu no casamento da “Fulana”, da “Cicrana”ou da “Beltrana… na, na, ni, na não! Aliás, nesse momento, o “não” vira até palavrinha mágica! Noivas precisam falar não. É muito importante focarmos naquilo que queremos e, sobretudo, podemos.

Tratando tudo com carinho e dedicação, eu tenho certeza de que a festa sairá exatamente como imaginamos! 

Depois eu conto como decidi o meu vestido….

banner-roberta-drable

Não deixe de ler o outro post sobre o que a Roberta está aprendendo desde que ficou noiva!

Gostou? Você pode gostar também desses!

2 Comentários

  • RESPONDER
    Bárbara Miranda
    05.12.2016 às 14:09

    Nossa!! Drama de toda noiva… também tô nessa. Pior que a lista (citada no post anterior) é a escolha das madrinhas… sem contar as mães que oferecem so filhos para damas/ pajens… boa sorte pra gente rsrs

  • RESPONDER
    Lily
    05.12.2016 às 14:27

    Oi Roberta! Estou gostando dos posts!
    Qual o lugar que você escolheu afinal? Também tenho convidados de fora do Rio e penso muito na questão do acesso como você.
    Bjs

  • Deixe uma resposta