10 em Autoestima no dia 06.10.2016

O que você faz quando não gosta do que vê no espelho?

Outro dia acordei, olhei no espelho e tudo me incomodava. Meu cabelo tava mais oleoso do que eu gostaria, minhas olheiras estavam gritando, reparei umas celulites que nunca tinha visto antes e minha barriga estava estranha. Odeio quando isso acontece, até porque em 99% do tempo eu curto o que vejo no espelho e não gosto de sem querer desconstruir uma relação que veio sendo construída por anos só por causa de um dia que eu acordei com o pé esquerdo.

Mas acontece. Acho que até Gisele Bundchen deve acordar algum dia do ano e achar que o peito tá caído, a bunda tá flácida e o cabelo tá com pontas duplas. Só para ter certeza, eu perguntei para a pessoa com a auto estima mais elevada que eu conheço – a Joana, óbvio – e ela me confirmou que isso acontece com ela também.

espelho-beautiful

Quando acordar e não curtir o que está sendo refletido é inevitável, eu sempre me pergunto o que eu deveria fazer, e avalio as opções que eu tenho:

A) Respirar fundo, se olhar no espelho (mesmo contrariada) e repetir para si mesma “isso vai passar” e seguir a vida: Tento seguir essa linha, mas nem sempre consigo exercer esse auto controle. Seria realmente ótimo se eu acreditasse em tudo que eu dissesse para mim nesses momentos.

B) Se esconder embaixo das cobertas e só levantar no dia seguinte: Adoraria poder fazer isso sempre, mas não dá. Pelo menos torço para que esses meus ataques de insegurança não aconteçam em dias importantes.

C) Ficar de mau humor e dar patada em todo mundo: Um clássico, sempre que estou me sentindo mal comigo mesma é quase impossível conviver comigo. Eu fico sem paciência, irritadiça com qualquer coisa, tudo me atrapalha, nem eu aguento ficar perto de mim mesma. É um saco, mas acho que é minha estratégia de defesa. Dessa última vez Joana e Bernardo tiveram que ter paciência comigo. rs

D) Apelar para a auto indulgência: Nem sempre consigo, mas diria que é a melhor saída para esses dias. Me maquiar melhor (queria ser aquela que bota um batom vermelho e tá tudo certo, não sou), ajeitar o cabelo, marcar uma unha ou massagem, botar a melhor roupa que eu tenho no armário, ouvir sua música mais animada a caminho do trabalho, tomar um banho mais demorado, dar um gás na academia, comer uma comida que você ama, enfim, fazer tudo que você sabe que vai te animar. Se der para fazer pelo menos 1/3 da sua lista auto indulgente, já ajuda. Se conseguir fazer a maioria é infalível.

Quase sempre eu misturo as opções, nada é tão preto no branco assim, a única coisa que eu evito terminantemente é deixar que esse dia específico me abale por mais tempo.

É normal nem sempre se curtir, é normal ter recaídas, é normal as vezes reparar nos detalhes que você menos gosta com uma lente de aumento, o que não dá é achar que um dia ruim vai definir a sua relação com você mesma pelo resto do ano.

O que vocês fazem nesses dias?

Beijos!

Gostou? Você pode gostar também desses!

10 Comentários

  • RESPONDER
    Aline Barros
    06.10.2016 às 11:07

    Nossa adorei seu poste muito bom , estou adorando visita este blog.

  • RESPONDER
    Maiara
    06.10.2016 às 11:14

    Carla,
    Esses dias passei por isso e, menina, como me afetou! Estava extremamente insatisfeita com meu corpo e acabei desabafando com a Jô no Snap mesmo e ela me ajudou muito! Nessas horas temos que respirar, minimizar a autocrítica e recorrer aqueles que nos amam no matter what! No seu caso acho que vale a pena pensar nas coisas boas que aconteceram na sua vida recentemente, a chegada do Baby Arthur que, óbvio, influenciou nas mudanças do seu corpo, hábitos de sono, etc mas que também te encheu de amor. Imagino que sejam mudanças grandes e é claro que nosso corpo e organismo reagem. Nessas horas de crise de autoestima precisamos ponderar, respirar e ser gentis com a gente mesma!
    Eu tô te achando ótima, adoro seu cabelo e sua pela tá mara!
    Um beijo, se cuide!

    • RESPONDER
      Carla
      07.10.2016 às 0:06

      Obrigada, Maiara! ahaha E sim, aprender a ser gentil com si mesma é a melhor coisa, tenho que aprender a fazer isso mais vezes!

  • RESPONDER
    Juliana de Paula
    06.10.2016 às 12:05

    Eu me sinto assim ás vezes, poucas vezes mas sinto isso. E é sempre á noite antes de tomar banho..rsrs Me olho no espelho e dou uma reclamadinha. Mas depois vem o pensamento que se eu quisesse mesmo mudar eu agiria de outra forma sei lá! Ou fechando um pouco a boca, ou indo 5x por semana na academia e não 3x, mas amo tanto comer! Então tento dar uma equilibrada. Me cuido na medida do meu possível, mas as olheiras gritam desde a minha infância! :-) Bjs!

    • RESPONDER
      Carla
      07.10.2016 às 0:04

      Sim, eu sou assim também!

  • RESPONDER
    Gabriela
    06.10.2016 às 12:41

    Nesses dias sempre tento dar uma “compensada”, me maquiando melhor, usando roupas que gosto mais e fazendo coisas que melhoram o meu humor. Adorei o post. http://www.alemdolookdodia.com

    • RESPONDER
      Carla
      07.10.2016 às 0:03

      melhor coisa! Obrigada! :)

  • RESPONDER
    Paula
    06.10.2016 às 16:36

    Me identifiquei demais com esse texto!
    Ultimamente tive uma sobrecarga muito grande no trabalho e acabei dando uma descuidada, engordando, etc… Inevitável se sentir mal ao se olhar no espelho nessas condições, especialmente quando não dá pra fugir dos compromissos.
    Daí nessas horas o que faço é um pouco de tudo o que vc falou também, mas uma coisa em especial é tentar ter um contato maior com a natureza. Gosto de caminhar num parque ou na praia ouvindo música. Na medida do possível, fazer uma massagem relaxante tb ajuda muito no meu caso.

    • RESPONDER
      Carla
      07.10.2016 às 0:03

      A Jô é super dessas que se reenergiza com a natureza! Eu não sou tanto, mas realmente é uma ótima maneira!

  • RESPONDER
    Marielly Andrade
    08.10.2016 às 15:12

    Carla,
    Que texto ótimo! Por isso que amo esse blog.
    Vou anotar todas as dicas. Sou a que tento me maquiar melhor, por o salto mais alto que eu encontrar (me sinto muito mais confiante de salto) e tentar escolher um look bom, porque nesses dias parece que nenhuma roupa presta.
    Beijos e obrigada pelo texto!

  • Deixe uma resposta