3 em Celebs/ Deu o Que Falar no dia 18.07.2016

DQF: O preço de Famous

Eu adoro fofoca de celebridades mas não sou dessas pessoas que acompanha revistas e sites especializados no assunto – tenho um pouco de preguiça, confesso. Porém, vejo quase tudo que aparece para mim e quando o assunto dá o que falar, obviamente me interesso. Por isso, quando acordei hoje e fiquei sabendo que rolou barraco entre Kim Kardashian e Taylor Swift, fui ver o que aconteceu.

Para quem tá por fora do assunto, Hugo Gloss resumiu bem a história toda:

Não vou dizer que não curti o barraco. Adorei os memes que surgiram e confesso que curti ver Taylor na saia justa. Apesar de adorar várias de suas músicas, não curto esse estilo dela de fazer com que todos seus relacionamentos e amizades que não dão certo parem em letras que pintam ela como vítima. Mas não quero focar na treta, e sim na música que originou a confusão toda: Famous.

Apesar de não curtir a maioria das músicas do Kanye, a primeira vez que eu ouvi Famous eu fiquei apaixonada pela batida e com o começo cantado pela Rihanna, mas algo soou errado. Logo depois parei para ler a letra, fiquei horrorizada e não consegui mais ouvi-la. Até comentei com a Joana sobre a primeira parte que fala: “Para todos os meus manos do Sul que me conhecem muito bem/Eu sinto que eu e a Taylor ainda vamos transar/Por quê? Eu fiz aquela vadia famosa (caramba)/Eu fiz aquela vadia famosa/Para todas as garotas que receberam um pinto do Kanye West/Se você as vir nas rua, dê a elas o melhor do Kanye/Por quê? Elas estão loucas porque não são famosas (caramba)/Elas são loucas, elas ainda são umas desconhecidas”.

Esses poucos versos são o exemplo perfeito daquela frase: “falou pouco, mas falou bosta”. Fiquei tão chocada que nem pensei no que poderia dar de errado com a Taylor Swift. Quando comentei com a Jô só conseguia focar no quanto ficaria muito revoltada se eu fosse Kim Kardashian e ouvisse meu marido cantando isso. Não só pelo desrespeito à própria esposa, mas por ver o posicionamento completamente machista que ele escancara em forma de rap. Ele tem uma filha, pelo amor de Deus! E um filho que mesmo em uma família formada por figuras femininas bem poderosas, corre grandes riscos de crescer achando que mulheres devem lhe beijar os pés apenas por causa de sua influência.

rs_1024x425-160624202547-1024.Kanye-West-Famous-Screen-Grab.tt.062416b

Quando eu achava que não dava para piorar, o clipe foi lançado e vimos Kanye em uma espécie de pós-orgia com Kim Kardashian, Taylor Swift e outras figuras como sua ex Amber Rose, Chris Brown (do lado da Rihanna, o que eu achei de extremo mau gosto), Ray J (o ex de Kim que divulgou a sex tape dos dois), Caitlyn Jenner, Donald Trump, Anna Wintour, George W. Bush e Bill Cosby (que tem mais de 50 acusações de abuso sexual em suas costas). Nem sabia que era possível, mas consegui achar a música mais nojenta ainda, o ápice de babaquice do Kanye West. Qualquer admiração que eu já tive por ele foi embora naquele momento.  Muita gente considerou artística e genial a provocação gerada com o clipe, e até pode ser, mas eu prefiro não bater palma para esse tipo de artista com uma genialidade doentia. Quem puder perder um tempinho nesse texto, ele analisa de uma forma bem completa o vídeo.

É claro que ignorei o fato que ali ninguém é bobo na hora de manipular a mídia para fazer dinheiro e também esqueci que Kim gosta mais é que o circo pegue fogo com ela dentro, mas tudo bem. Inclusive, meu lado que adora cases de marketing, mídias sociais e afins, achou que Kim foi mais uma vez genial com a estratégia. Ela esperou terminar o episódio de Keeping Up with the Kardashians que citava esse caso para soltar os snaps onde ela mostra Taylor Swift falando para Kanye West que achava um elogio a letra de Famous. Antes disso, ela passou o dia longe do Snapchat, justamente para dar destaque apenas nisso. Obviamente os seus números, hoje em dia tão importantes, dispararam. Famous subiu 40 posições no Itunes depois dessa madrugada. Ninguém é amador e ninguém está de brincadeira!

31936590-3588-0133-3aa6-0a67ec7fcf67

(no fundo é tudo showbiz, mas vale a pena pagar esse preço todo?)

O que me perturba mais é ver as pessoas querendo escolher se são team Kim ou team Taylor e não enxergarem o problema principal, que é Kanye e a música que originou toda essa confusão, que diminui ambas e as expõem de formas perturbadoras. E isso ficou me fazendo pensar sobre a fama. Ela vale isso tudo mesmo? Vale você diminuir mulheres, incluindo a sua, só para gerar polêmica? Vale aceitar que seu marido faça esse tipo de discurso publicamente só para continuarem na mídia? Vale perpetuar esse discurso para ganharem mais dinheiro ainda? Vale chamar Kanye de gênio só porque ele deixou todos incomodados com seu posicionamento machista?

Eu acho que não, mas vai ver é por isso que eu não to milionária e famosa, né? rs

Beijos

banner-SNAP-ca

 

Gostou? Você pode gostar também desses!

3 Comentários

  • RESPONDER
    Flávia
    19.07.2016 às 8:41

    Não gosto da Taylor pela postura imaculada dela, não gosta de Kanye por ser achar um deus. E sei la, ultimamente parei para pensar nesse reboliço todo: Calvin – Taylor – Kanye e deduzi que isso ta parecendo uma super estratégia de marketing a todos, pois um dia Calvin esta dando parabéns a Taylor por ser uma ótima letrista, depois a repudia, tem esse bafafa todo que não para dessa música que esta vindo se arrastando a tempos e só ganhando mais destaque nas mídias. Em resumo todos estão na mídia e em evidência e todos estão com músicas novas – entrando ou saindo de turnê-, todos estão ganhando por estar em destaque no fim vão todos sair amiguinhos!

    Desconfio muito desse mundo das estrelas – nada é por acaso ou mera briga, tudo parece envolver negócios no meio! :O

  • RESPONDER
    Sílvia
    19.07.2016 às 10:23

    Já tinha desconfiado que era puro marketing essa história toda, por isso nem dei bola para essa confusão. Amei seu texto Cá. Nunca gostei desse Kanye, acho ele chato e arrogante. Nunca ouvi essa música e agora sabendo da letra é que não vou ouvir mesmo. Bjs. O Arthur é muito lindo. Fofo demais.

  • RESPONDER
    Bruna
    19.07.2016 às 11:25

    Sinceramente?
    Puro marketing. Enquanto mulheres ficam se atacando, Kanye ganha mais dinheiro.
    Kim tb não é nenhuma santa, à tempos ela havia perdido espaço no seu reality para as irmãs, e agora precisava se destacar de alguma forma.Nem que seja com alguma briga com uma famosa qualquer. A Taylor tb é puro marketing, mas ao menos usa isso para alguma coisa.
    Nessa briga não sou teamTay muito menos teamKim, mas é tão patético a mídia ficar noticiando briguinha de Twitter e Instagram, enquanto a música machista e misógina desse senhor bomba ainda mais.

  • Deixe uma resposta