14 em Alagoas/ Brasil/ Viagem no dia 15.03.2016

Trip tips no Brasil: roadtrip em Alagoas (parte 2 – norte do estado)

Se na semana passada compartilhei com vocês a programação da primeira parte das minhas férias no estado de Alagoas, hoje vou dividir aqui a segunda metade da viagem.  Depois de 3 dias no sul do estado, passamos mais 4 noites no norte de Alagoas. Eu já recomendei aqui no blog a Pousada do Alto, que fica nessa cidade, num ponto super central da parte norte e funciona muito bem para quem quer transitar entre as praias de Maragogi, Patacho e São Miguel dos Milagres.

Praia do Carro Quebrado

Passamos por Maceió sem intenção de parar, nosso foco era chegar a tempo de aproveitarmos a Praia do Carro Quebrado. Dito e feito. Alguns quilômetros depois estávamos estacionando nessa praia meio isolada, que ficava no meio do caminho.

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

As resenhas eram bem legais e a paisagem linda, paramos o carro e caminhamos por uma meia hora. Não pesquisamos a maré, só andamos até um ponto bem isolado da praia e nos distanciamos de tudo e de todos os turistas. Acho que passamos uma hora e meia nadando por ali. Voltamos caminhando para o carro e jogamos São Miguel dos Milagres no Waze.

São Miguel dos Milagres

A ideia era um almoço tardio em São Miguel, infelizmente os dois restaurantes que nos indicaram estavam fechados, por isso almoçamos num mais turistão. A comida estava uma delícia, mas eu diria que tinha que ter uma certa paciência com os mosquitos e moscas. Não sei se era o horário, mas tinham tantas por lá que chamou minha atenção.

Paramos na praia do Marceneiro, que era uma das que pretendíamos visitar depois. Ainda bem que deu para apreciar a vista nesse dia, afinal, mudamos os planos durante a viagem e não voltamos a São Miguel dos Milagres, que me pareceu um vilarejo muito rústico, o único lugar sem nenhum sinal de telefone. Eu confesso que minha única frustração foi não ter um dia a mais para explorar esse lugar.

O fim da tarde chegou e tomamos o rumo de Japaratinga, com direito a balsa e tudo. A viagem pelo litoral chamava a atenção por sua beleza, mostrando que Alagoas é um estado rico em paisagens naturais, apesar de ser pobre em desenvolvimento de certa forma. O próprio turismo me pareceu menos desenvolvido que alguns outros lugares que eu já conheci no Nordeste.

Piscinas naturais de Japaratinga

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

No dia seguinte, após ler tudo que existia sobre as piscinas naturais de Maragogi e Japaratinga resolvemos ficar na versão mais barata e menos cheia da cidade em que nos hospedamos.

Japaratinga-Eu sou do time que via as fotos das piscinas naturais de Japaratinga e de Maragogi e achava que se tratava do cenário mais lindo do mundo. Verdade seja dita, eu achei tudo meio turístico, muito cheio e o que vi nos corais não chegava nem no dedo mindinho do que vi no México, perto de Cancun. Assim sendo achei que valeu a pena ir, conhecer, ver, mas não foi nem de longe o melhor passeio da viagem, como eu inocentemente pensei que seria. Se eu tentaria numa próxima? Talvez, mas sem empolgação e somente se eu tiver com alguém que não conhece o lugar e faz muita questão!

Praia de Antunes (Maragogi)

 

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

Depois que passamos o início da manhã nas piscinas naturais de Japaratinga pegamos o carro e fomos para Maragogi. Ficamos na praia de Antunes por algumas horas e foi o bastante pra eu me apaixonar, ali eu passei a achar que Alagoas é o Caribe brasileiro. Que lugar é aquele? Que praia era aquela? Dava para o mar ser mais bonito? Acho que não! Sem dúvida Alagoas é o estado do Nordeste onde eu mais gostei de nadar – para quem não sabe eu sou uma apaixonada por essa atividade. Depois de algumas horas nessa praia maravilhosa , almoçamos num dos restaurantes mais tradicionais da cidade de Maragogi: O Sabor de Maragogi. Mais uma vez a pegada era meio turística, mas a comida era ótima e a gente não teve do que reclamar.

Praia do Patacho

Durante os primeiros dias da nossa viagem choveu todas as noites, todas mesmo. Só que durante o dia o tempo abria e assim pudemos curtir algumas das praias mais bonitas que já vi no nosso país…menos nesse dia!

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

O dia do Patacho o tempo não melhorou e não foi possível pegar sol, nadar no mar ou aproveitar tudo de melhor que a praia tinha para nos oferecer. Nós fomos para a Pousada Reserva do Patacho – que é bem linda – aproveitamos a piscina, a estrutura, mas não podemos dizer que foi um lindo dia de verão.

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

Por sorte tomei um vinho delicioso e almoçamos uma comida bem gostosa, mas bem gostosa mesmo: bobó de camarão com farofa de dendê. O passeio não foi dos mais baratos, mas foi uma forma legal de curtir essa praia tão linda do litoral Alagoano.

Praia de Xaréu (Maragogi)

xareu-2 xareu

O encantamento com Maragogi e suas praias foi tamanho que abrimos mão de voltar à São Miguel dos Milagres e optamos por conhecer mais uma praia de Maragogi. Foi assim que fomos parar na Praia de Xaréu, uma praia bem mágica!

 

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

Nadamos por horas, curtimos o cenário digno de descanso de tela e por fim voltamos para Japaratinga para almoçar. Depois da nossa enésima moqueca de alguma coisa subimos para curtir o fim de tarde na Pousada do Alto, com direito à lua cheia e tudo.

Pousada do Alto

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

Nosso último dia foi curtindo a Pousada do Alto (post completo aqui), que era mesmo uma delícia. Almoçamos por lá, tomei uns drinks, curtimos tudo e mais um pouco antes de voltar para Maceió.

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

 Saímos de Japaratinga no fim da tarde e a noite já estávamos na capital do estado.

Jantando em Maceió

Nós jantamos no restaurante Bodega do Sertão que foi indicação das leitoras mais incríveis do pedaço. Era a versão alagoana de um restaurante que fui no Rio Grande do Norte. Por lá comi vários pratos regionais e de quebra pedi uma cartola maravilhosa, quase comi ela inteira sozinha.

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

Uma coisa curiosa a respeito dessa nossa viagem é que não saímos muito para jantar em restaurantes muito especiais como costumo fazer. A pegada era outra, acordávamos cedo, aproveitávamos o dia e por fim dormíamos cedo para descansar e aproveitar o dia seguinte.

Pensando bem, depois a gente sentiu que faltou um dia de viagem no norte, para aproveitarmos São Miguel dos Milagres. Tudo teria sido 100% perfeito se tivéssemos distribuído a viagem da seguinte forma: 3 noites em Barra de São Miguel (no sul) e 5 noites no norte, que poderiam ser todas em Japaratinga.

Mesmo eu tendo perdido duas noites no sul (graças a um perrengue com a Azul) eu não posso reclamar, minhas férias foram muito maravilhosas. Fazia um bom tempo, desde que fui a Capri, que eu não tirava tantos dias para o “dolce far niente” praiano.

Semana que vem vou fazer o post do passeio da foz do rio São Francisco e assim vou encerrar os posts dessa viagem que fiz nas férias de janeiro.

Quem tiver qualquer dúvida a respeito, pode falar comigo. :)

Beijos

Jô 

Você pode gostar também:

Roteiro viagem Alagoas: sul do estado (parte 1)
Hotel em Japaratinga: Pousada do Alto!

Gostou? Você pode gostar também desses!

14 Comentários

  • RESPONDER
    Aurélia Mattos
    15.03.2016 às 10:34

    Lugares lindos. bjs
    http://www.aureliamattos.com

  • RESPONDER
    Marcela
    15.03.2016 às 13:22

    Oi Jô estou ficando cada vez com mais vontade de fazer uma viagem que nem essa sua! É maravilhoso demais! Estou anotando tudo …
    Só tenho uma ultima pergunta: seu destino inicial foi Maceió ou Aracaju ou nenhuma dessas?

    Beijo grande
    Marcela

    • RESPONDER
      Joana
      15.03.2016 às 14:32

      Eu voei tanto na ida quanto na volta pra Maceió. :)

  • RESPONDER
    Lívia
    15.03.2016 às 14:44

    Oi Jô,
    adorei os post sobre Alagoas! Na verdade, adoro todos os posts sobre viagem! ;)
    Estive em Maragogi há dois anos e, ao contrário de vc, não me decepcionei de jeito nenhum… E do pouco que conheço do Caribe, também não achei que as praias de Maragogi deixassem nenhum pouco a desejar no quesito beleza. A dica que me deram na época e que eu segui, foi de fazer o passeio às galés cedinho, pois o movimento é bem menor e a muvuca de turistas também. Fui às 7h e pra mim funcionou.

    Agora uma coisa que não entendo é porque quase todo mundo que escreve sobre viagens, fala com certo desdém de lugares turísticos, passeios turísticos, os próprios turistas… Afinal, quando viajamos para outras cidades/países, somos todos turistas, ou não? hahaha Não é uma crítica Jô, só uma observação mesmo.

    Beijos!

    • RESPONDER
      Joana
      15.03.2016 às 14:56

      Bem observado, meu problema não são os turistas, acho que são os programas mais lotados mesmo. Sabe quando você não consegue curtir os lugares por onde passa de tanta gente que tem? Acho que é disso que não gosto, mas gostei da proposta de reflexão.

  • RESPONDER
    Elisa
    15.03.2016 às 15:16

    Boa Tarde Meninas!

    Mandei um e-mail para vocês no dia 25/02 e não obtive retorno. Vocês tem outro e-mail de contato? O que tenho aqui é o: contato@f-utilidades.com

    Obrigada!

  • RESPONDER
    Carol Couto
    15.03.2016 às 15:35

    Fala do deslocamento. Como fizeram? Alugaram um carro? Onde?

    • RESPONDER
      Joana
      15.03.2016 às 15:38

      Alugamos um carro no primeiro dia de viagem em Maceió, no aeroporto e devolvemos no último dia, no mesmo lugar. Usamos o Waze para nos locomover, de vez em quando perguntávamos para os frentistas sobre as melhores rotas. :)

  • RESPONDER
    Mari
    15.03.2016 às 15:38

    Jo, estou com ferias em maio e uma das opções é Maceio, mas pensei em ficar em Maceió e alugar um carro ou fazer passeios pelas empresas locais. Vc acha que ficar em Maceió é ruim? Cansativo o deslocamento de carro tanto pro norte qto pro Sul? Ou seria melhor dividir a estadia entre Maragogi e Maceio?
    Obrigada por dividir suas férias conosco!!
    Bjks

    • RESPONDER
      Joana
      15.03.2016 às 15:41

      Eu acho legal dividir a estadia em dois lugares. Você pode ficar em Maceió e fazer os passeios do sul do estado e ficar no norte. Japaratinga é uma alternativa mais barata, mas Maragogi tem as praias mais lindas.
      Não deixe de fazer o passeio da Foz do São Francisco que eu falei no outro post.

      Eu confesso que gosto mais das cidades menores do que dos grandes centros então curti essa proposta de me dividir entre o sul e o norte que eu fiz e vontei aqui.

      Beijos

  • RESPONDER
    Ana Carolina Pires
    15.03.2016 às 16:05

    Amei a segunda parte!!!! Vou anotar todas as dicas e segui-las em Abril ;) Tenho 2 semanas por lá… e ainda vou a Carneiros, Porto de Galinhas e Recife… essa dica de 8 dias foi ótima! Foi exatamente o tempo que programei para Alagoas =) obrigada Jô!! bjsss

    • RESPONDER
      Joana
      15.03.2016 às 19:17

      Nossa, sua viagem será boa! :)

  • RESPONDER
    Aline Magalhães
    20.03.2016 às 13:26

    Adorei as fotos! Lindas, lindas, que lindas!
    Jô, desculpe fazer essa pergunta, mas estou pensando em fazer algo do tipo esse ano. Alguma ideia do quanto vcs gastaram nessa viagem? Obrigada e um abraço

    • RESPONDER
      Joana
      20.03.2016 às 13:32

      Aline posso te falar mais ou menos quanto foi tudo, mas acho que prefiro faZer isso por e-mail.

      Se puder, escreve pra contato@f-utilidades.com

      Eu te falo tudo que eu lembrar! :)

    Deixe uma resposta