7 em Comportamento/ entretenimento no dia 21.06.2015

Filmes da Sil: Lugares Escuros

“Eu tenho uma maldade dentro de mim, real como um órgão.” é com essa autodescrição que Libby Day começa a contar sua história no livro “Lugares Escuros”, de Gillian Flynn. Livro que, infelizmente, não consegui acabar de ler antes de ver o tão esperado filme, que estreou nessa quinta feira nos cinemas. Se vocês estão achando semelhante com alguma coisa que já leram antes aqui no blog, estão certas: Gillian também é autora de “Garota Exemplar” (que li por “culpa” da Carla) e “Objetos Cortantes” (que já está em pré-produção para virar filme).

lugares-escuros(fotos: Paris Filmes/divulgação)

Já comentei aqui quando falei de “Mad Max: Estrada para a Fúria”, sobre o quanto eu adoro a atriz Charlize Theron. Bem, ela é a protagonista desse filme de suspense e, para variar, não decepciona. Além dela, Christina Hendrix – outra dessas atrizes que adoro e que fazia o papel de Joan em Mad Men – que interpreta a mãe da família Day. O elenco ainda conta com Nicholas Hoult, Chloë Grace Moretz e Corey Stoll – que fez House of Cards – no papel de Ben Day.

Se eu tive minhas implicâncias iniciais com as escolhas de Ben Affleck e Rosamund Pike em “Garota Exemplar”, a dupla Charlize e Christina já bastavam para me fazer assistir qualquer filme – acho que até uma comédia dessas bem idiotas, risos! Quando soube também que esse era mais um filme baseado em um livro de Gillian – eu sou do time que achou “Garota Exemplar” brilhante – é óbvio que parei tudo que estava lendo, me atraquei no livro “Lugares Escuros” e comecei a contagem regressiva para a estréia do filme.

Se em “Garota Exemplar” a escolha de diretor foi por David Fincher, um diretor experiente e bem elogiado; “Lugares Escuros” foi dirigido pelo francês, Gilles Paquet-Brenner, que só começou a sua carreira em 2001. A história conta a trajetória de Libby Day, única sobrevivente de um massacre ‘satânico’ em sua casa, que mata sua mãe e duas irmãs. O assassino? Seu irmão Ben, um adolescente não muito popular. Libby sobrevive ecoloca o irmão na prisão, fato que ela decide não confrontar durante quase 30 anos.

São os detalhes que contam a história além da narrativa: Libby aparece o filme inteiro com a mesma roupa, deixando claro que desde a sua infância, ela continua vivendo com pouco dinheiro. Apesar de serem os únicos a herdarem os olhos azuis da mãe Patty – no livro são os cabelos ruivos – Libby e Ben também teriam herdado o ‘sangue Day’ do pai, o responsável pela maldade que corre na veia de ambos. Além disso, os dois têm uma certa vergonha de serem da pobre família de fazendeiros endividada e uma certa atração por tingir os cabelos. Apesar de Ben ser um adolescente frio e satanista, ele tem uma forte ligação com a pequena Libby e  isso é o suficiente para que ela não seja mais uma de suas vítimas.

lugares-escuros-2Mas o que irá acontecer quando Lyle – personagem de Nicholas Hoult – aparece na vida de Libby e faz com que ela se confronte seu passado? Para isso Libby se junta ao “The Kill Club” (algo como Clube da Morte), onde pessoas se reúnem para debater histórias de assassinatos, como o famoso caso da Família Day.

Gillian não decepciona na história e Gilles entrega um filme redondo. Eu assisti a cópia enviada pelo estúdio que não tinha legenda e tinha qualidade baixa – mas foi uma enorme vitória, afinal foi minha primeira cabine de imprensa oficial – então, confesso que tive uma certa dificuldade de compreender um pouco o sotaque dos atores (especialmente o de Nicholas) em alguns momentos, mas a verdade é que apesar disso, eu não perdi nada do filme.

lugares-escuros-3Posso ser suspeita, mas confesso que Christina me surpreendeu como a nada exuberante Patty Day. Para quem estava acostumada a vê-la poderosa, feminista, elegante e sempre com cara de rica e dona de si; a fazendeira pobre, espancada pelo ex-marido, em conflito de como criar um filho adolescente e mais três meninas, sempre com voz baixa e meio submissa, foi uma surpresa.

Charlize é Charlize, não se parece em nada com a descrição da Libby do livro mas isso importa? A força e a fraqueza que demonstra na tela é impressionante. Chloë, Nicholas e Corey também se saem bem em papéis não menos importantes – acho que o personagem de Nicholas, Lyle, foi reduzido no filme, mas não perde sua relevância. Só não podemos esquecer que Gillian é dessas autoras que parecem conhecer o que existe de pior dentro das pessoas e saber como colocar para fora em suas personagens. “Lugares Escuros” é um excelente filme, e recomendo até para as que não curtiram tanto “Garota Exemplar”, afinal Gillian me parece uma raridade: uma autora de suspense versátil.

Beijos

Sil

Gostou? Você pode gostar também desses!

7 Comentários

  • RESPONDER
    Paola Alves
    22.06.2015 às 15:58

    Tp numa fase de evitar filmes assim, porque tenho me sensibilizado com tudo HAHAHAH Fico triste o restante do dia ): http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

    • RESPONDER
      Silvia
      22.06.2015 às 18:23

      Oi Paola, td bem?

      Eu não sei se esse é um desses filmes que a gente fica triste, MAS eu não vou te dizer para assistir dado que está super sensível! Ele tem uns momentos onde você fica com raiva da humanidade e de personagens, outros que realmente você acaba um pouco triste sim – pensando melhor – afinal a história vai além dos assassinatos.

      Se você prefere comédias, acho que o “A Espiã que sabia de menos” é uma boa pedida. E essa semana chegam os Minions no cinema! Não dá para ficar triste com aquelas carinhas! =)

      Beijos!

  • RESPONDER
    Daniele
    22.06.2015 às 19:40

    Também fui obrigada a “parar tudo” pra ler Lugares Escuros. Estou amando! E me recuso a assistir o filme antes de terminar o livro! Quero terminar o livro pra poder falar mal do filme (rsrsrs sou dessas). Valeu a dica!

  • RESPONDER
    Irene Fuchs
    23.06.2015 às 2:38

    Nem sempre concordo com Silvia. Mas ela consegue fazer com que eu queira assistir filmes que jamais me interessariam ….

    • RESPONDER
      Carla
      23.06.2015 às 10:22

      Comigo foi a mesma coisa, Irene! Já falei isso pra ela! rs

  • RESPONDER
    arnaldo
    05.07.2015 às 15:12

    Vejo QUALQUER coisa com a Charlize Theron !!!!!!! mas ,gostei bastante.

  • RESPONDER
    Sil Nascimento Araujo
    23.07.2015 às 12:47

    Sil,

    Dias atrás, eu comentei com a Cá que gosto muito dos seus posts e da maneira que vc escreve! Tanto que, no dia que li este, já comprei o livro! Ainda não assisti ao filme, mas adorei o livro.
    Bjs,
    Sil Nascimento Araujo

  • Deixe uma resposta