176 em Beleza/ Comportamento/ corpo/ pele/ Reflexões/ Saúde no dia 27.11.2014

Eu achava que estava grávida: o drama do anticoncepcional

Eu já venho conversando com diferentes pessoas sobre esse drama há algum tempo. Hoje resolvi tentar encontrar as palavras para trazer esse assunto para o blog.

pilula

As pílulas que eu tomei por mais tempo foram: Diane 35 (tida como uma das + antigas) e Qlaira (uma das + modernas).

Por ser bem prolixa, achei melhor começar do começo. Há pouco mais de um mês fui na ginecologista e conversamos muito. Alguns médicos diferentes já tinham associado minha enxaqueca menstrual (com aura) à um possível risco maior de AVC ou trombose (esses efeitos colaterais que existem no mundo da pílula). Quando levei essa hipótese para minha ginecologista ela falou que achava bom a gente parar mesmo com o anticoncepcional. Por causa do combo namoro + pele + namoro, eu fiquei tomando anticoncepcional durante 9 anos seguidos. Mesmo tendo passado 2 anos solteira, eu segui tomando remédio, tudo por pavor da acne voltar.

Polêmicas de saúde à parte, eu só vejo duas qualidades no uso de pílula para não engravidar: a melhora da pele e o ciclo menstrual com data e hora certa. Claro, isso levando em conta APENAS a minha experiência.

Já os defeitos são vários. A gente incha, tem celulite, pode vir a ter enxaqueca e, por fim, pode perder (ou reduzir) a libido. Esse último defeito eu senti bastante. No meio da relação eu sempre ficava mega empolgada, mas a vontade para começar não era a mesma de antes da pílula, definitivamente. A verdade é que isso acontece com uma parte significativa das mulheres, mas por ser algo delicado, pouca gente comenta.

Foi nesse universo muito doido de prós e contras que eu resolvi que então era a hora de parar, que eu não poderia segurar o forninho de um AVC ou de uma trombose. Combinei com o namorado que iria ficar 3 meses na camisinha, fazer uns exames especiais para conferir os ovários e depois “iríamos” colocar um contraceptivo novo, ou o DIU de cobre ou um chamado Mirena.

Tudo estava perfeito no mundo das ideias até que vieram os dias de turbulência: eu achei que estava grávida. Tivemos uma situação suspeita com a camisinha, a menstruação atrasou e eu passei 14 dias desesperada achando que estava grávida. Nada contra engravidar, mas nesse momento da minha vida isso seria muito complicado, seria uma mudança que não estava nos meus planos.

teste-gravidez

Os dois testes que eu fiz quando voltei do SPFW!

Foram dias e mais dias de tensão, pouco sono e NADA de menstruação. Esse desespero completou 10 dias depois da SPFW e assim que pousei no Rio dividi o caos com minha mãe. Compramos dois exames de farmácia, de marcas diferentes e encaramos os 5 minutos mais demorados da minha vida.

Os dois exames deram negativo, eu chorei de alegria, mas a tensão não passava. Assim, quatro dias depois eu fui na dermatologista e aproveitei para pedir um pedido de exame para ver o Beta HCG! Achei que era melhor conferir no sangue, pois pelo que entendi, o exame de gravidez de farmácia é mais correto em relação ao positivo, quanto ao negativo, pode não haver hormônio o suficiente para confirmar uma possível gravidez.

Nesse dia conversei muito com meus pais, que nessa altura já disfarçavam mal a tensão. O namorado estava fingindo que tudo estava bem (ele soube de tudo o tempo todo) para me deixar tranquila e eu estava ali, literalmente desesperada, tentando manter o foco no trabalho.

Na madrugada desse dia minha menstruação desceu, com 14 dias de atraso e eu me senti renascida. Por mais estranho que isso possa soar,eu me senti com uma enorme segunda chance pela frente. Nada contra sonhar em ter filhos mas eu ainda não cheguei nesse quadradinho do “jogo da vida”. Eu e o namorado estamos muito focados nas nossas carreiras nesse momento e se estivéssemos grávidos, nossa vida iria mudar uns 340º e agradecemos por não ser o caso, não agora.

Quando passou o susto, veio o segundo desespero: Se eu não relaxo com a camisinha e não posso voltar para a pílula, o que vou fazer? As duas dermatologistas que cuidaram de mim nos últimos 10 anos foram consultadas, ambas não estão muito animadas com o Mirena. Pelo que vi na internet, 14% das mulheres desenvolvem acne após colocar o dito cujo. Eu, com o histórico que tenho no mundo da acne, apostaria todas as minhas fichas que eu tenho mais de 50% de chances de estar nesses 14%. Deu para entender essa matemática doida? Não estou animada para esse risco.

Acne, Roacutan e uma possível “cara deformada” são fatores que não vejo na minha vida hoje, não com meu trabalho e com a minha boa relação com a autoestima que demorou tanto para ser alcançada.

O anel, o hormônio subcutâneo entre outros métodos alternativos são bons para muitos dos sintomas da pílula mas pelo que pesquisei, são igualmente ruins para mim, pois no meu caso, a quantidade de hormônio ainda mantém um alto risco de ter o tal AVC. Assim, eu comecei a considerar um dos métodos que eu sempre disse que nunca iria colocar: o DIU. Ele não contem hormônio, mas pelo que entendi ele tem que ser aliado à tabelinha e camisinha na semana da ovulação. Vou perguntar mais sobre ele para a minha ginecologista. Hoje, por mais que ele aumente o fluxo, me parece o método menos pior para mim. Li muito sobre ele aqui.

O melhor dos melhores (pelo que entendi) seria o Mirena, ele é um tipo de DIU com hormônio (mas muito pouco), que tem uma aceitação maravilhosa em muitas mulheres. Ele diminuiria MUITO o meu risco de ter um troço por causa de hormônios mas confesso que o risco da acne me deixa tão tensa quanto todo o resto. #traumasdavida

De qualquer forma, vou falar com meu neurologista sobre ambos e ouvir tudo que envolve o universo dos dois. Eu vou tomar a decisão que for melhor para mim, menos arriscada para o meu corpo. De qualquer forma, estou tentando fazer com que o namorado vá comigo para entender um pouco mais sobre esse universo. Acho que a grande maioria dos homens não sonha com o que a gente passa.

Quando contei para ele que existia a possibilidade de usar o Mirena e aliar a doses leves de Roacutan (li sobre isso), ele mesmo achou uma loucura. Ele sempre ouviu as histórias do que eu passei com problemas de pele e achou um risco muito complicado. Se desse certo seria ótimo, mas se desse errado seria uma situação caótica que não sabemos o quanto é contornável (num sentido imediato).

Alguns vão perguntar o que eu acho de ficar só com a camisinha. Então, inicialmente eu fico muito desconfiada e penso que posso passar o desespero do “acho que estou grávida” duzentas vezes, e uma já foi o suficiente. Por isso vou preferir ouvir mais sobre outros métodos mesmo.

Se você leu até aqui e tem algo para dividir comigo, sua experiência ou mesmo de alguma amiga, fique à vontade! Quanto mais eu ler sobre isso melhor. Quem quer continuar sua pesquisa sobre o tema eu recomendo o post (e os comentários) do Futilish.

Eu espero que ao conversar com todos os meus médicos, eu encontre um método que me afaste de possíveis complicações e consequências delicadas.

relaxando

Uma foto do feriadão que misturou sentimentos: alivio por não estar grávida & angústia por não saber o que vou fazer para fechar esse capítulo de dúvida quanto ao contraceptivo.

Qual é a sua experiência com o anticoncepcional? O que o mesmo trouxe de bom ou ruim para você? Tem alguma sugestão de novidade? Pode falar, vou levar um pouco de tudo isso para as minhas consultas!

Desculpem o desabafo!

Beijos

Textos que li sobre o mirena e a Acne: Morning Dreams, também esses posts do Pele Impecável  e esse do Voando Alto. Esse outro texto explicando a diferença do DIU de cobre para o DIU Hormonal (Mirena) foi bem legal. Quando eu resolver o que farei conto para vocês.

Obrigada #melhorgrupo pelo suporte e pelas mil trocas sobre esse tema, com elas consegui escrever esse texto e dividir meu dilema com as leitoras do blog.
Obrigada Carol por ter me ajudado todos os dias durante aquelas duas semanas.
Desculpem se fui leviana em algum momento, tentei escrever esse texto passando minha verdade sem soar pedante ou entendida, afinal não é o caso né? 
E para deixar claro, vivia uma vida sem camisinha mas eu e meu namorado fizemos exames de sangue, antes e depois de começarmos a dormir juntos, DST também é um fator que deve ser levado em conta na vida de uma mulher ativa. 

Gostou? Você pode gostar também desses!

176 Comentários

  • RESPONDER
    Renata Nogueira
    27.11.2014 às 12:39

    Adorei o post Jô!!!
    Me identifiquei mto. Não pela suspeita de gravidez, mas por essa busca de um método que seja ideal. E na verdade até me preocupei, pois de uns 6 mêses pra cá sinto dores de cabeça praticamente todos os dias. No começo sentia essas enxaquecas próximo de menstruar. Umas 3 ginecologistas me indicaram a emendar a cartela de anticoncepcional pra ver se diminuiria e no começo sim. Mas agora sinto quase todos os dias e sem contar a irritação que tenho.
    Minha sogra acha um absurdo essa coisa de emendar cartela, pq ela acha que mulher foi feita para menstruar. Ela acha que posso ter alguma complicação futura.rss
    Eu já tinha lido o post da Futilish e foi o que me alertou e agora com seu já me preocupou!!
    Vou seguir seus passos e procurar ajuda, para ver como acabar com essas dores de cabeça.
    Boa sorte e estou na torcida para que consiga um método ideal para vc!!
    Beijoss

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 13:33

      Renata,
      Não queria aterroizar ninguém, mas quanto mais gente conheço mais eu acho que todo mundo toma pílula sem ter toda noção do tamanho dos riscos. Vai no médico e conversa pra ver o que pode ser melhor pra você, pesquisa se você está em algum grupo de risco, coisas do tipo!

    • RESPONDER
      Mariana
      11.02.2016 às 16:34

      Guria,

      Emendar cartela causa ovário policístico… que é um saco tratar.
      Eu tive! E fui proibida de emendar. Muda o método anticoncepcional… é melhor.
      Depois que tiver o primeiro filho e voltar a tomar, provavelmente as dores de cabeça irão passar.

  • RESPONDER
    jo
    27.11.2014 às 12:40

    legal Jo vc expor sobre esse assunto e se citar como exemplo…. fofa! adorei o modo que vc expos, praticamente todo mundo passa por isso, quando tinha relaçao com o namorado so com camisinha também tinha várias “noias”, mais legal é a informação no “rodapé” que vc passa a outras garotas como a importancia de exames de sangue quando está numa relação nova (crucial), parabêns!

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 13:30

      Jo,
      MUITO obrigada por estar sempre aqui conosco e SEMPRE acrescentando comentários tão legais! :)

  • RESPONDER
    Fernanda
    27.11.2014 às 13:09

    Jô…

    Estou passando o mesmo que você. Passei por médico que disse que eu teria q me contentar com a camisinha….A minha médica de anos…disse que trocar o tipo do hormônio…seria suficiente. Mudei de anticoncepcional..mas minha pele e meu cabelo estão absurdamente oleosos. Libido sempre negativa…. Por isso queria também mudar de método.
    Chegaram a me dizer que o anel seria a melhor solução…mas….numa breve busca no google é quase unânime que os riscos de trombose com ele são maiores. Fazem a mesma relação com o Mirena….
    Semana que vem consulto outro médico….pra saber dele o que acha.
    Por favor, não deixei de postar a continuidade desse seu tratamento. Eu adoraria saber.
    Bj

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 13:28

      Fernanda,
      Conversa com sua médica, o Mirena tem vários pontos polêmicos mas diminui muito a chance de AVC e trombose pelo que li e fui informada. Eu não quero pela questão de terem reações adversas que eu Joana não estou disposta a correr o risco (como a acne).
      Por tudo que li e conversei com as dermatos vou por o DIU de cobre, só quero pegar o ok da Ginecologista.
      Beijos

  • RESPONDER
    Carina Costa
    27.11.2014 às 13:09

    Jo! Só digo uma coisa… achei muito corajosa da sua parte de abrir assim… acho que várias mulheres já passaram por isso… são dias intermináveis! rs

    Beijão!

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 13:26

      Amiga linda <3
      Quem sabe não inspiro uma certa amiga que tem uma história fantástica (que podia virar documentário) a falar do coração? hahahaha <3
      Morrendo de saudade, volta logo pro Rio!

  • RESPONDER
    Gabi
    27.11.2014 às 13:12

    Jô, achei um máximo você e a Cony falarem desse assunto.
    Eu tomo anti há 6 anos sem interrupções e sempre achei que tive uma adaptação maravilhosa. Isso pq não ganhei peso, não tive alterações na pele e nem no cabelo (mas sou muito magra e tenho pele e cabelo secos, ou seja..)
    Depois de ler os dois posts é que caiu a ficha: celulites (coisa que nunca tive) aos montes, perda de libido (exatamente como você descreveu: vontade zero de começar, mas durante tudo certo) e agora estou até achando que pode ser a causa da minha INSÔNIA!!!
    já passei perrengue com camisinha, sem falar que me deixa super assada e tenho parceiro fixo, então pra mim tá fora de cogitação..
    Estou pensando em colocar o Nuvaring, mas, como você disse, ele tem a mesma quantidade de hormônios, então estou com medo de continuar na mesma. :( Muito difícil, viu?!

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 13:30

      Em termos de libido, celulite e afins pode ser que o anel seja melhor.
      Quanto a risco de trombose e outros casos desses é o mesmo risco, pelo que li.
      Acho o anel uma boa pra você conversar com seu médico.

      Se eu colocar o diu de cobre vamos usar a tabelinha para colocar camisinha alguns dias de risco, se isso não for uma loucura eu conto aqui.

  • RESPONDER
    Jessica
    27.11.2014 às 14:29

    Nunca pensei que falaria sobre isso num comentário, mas li seu TODO o seu desabafo e me identifiquei com você. Mesmo eu sendo casada (eu tenho 21 anos), eu MORRO DE MEDO de engravidar e fico neurótica a CADA RELAÇÃO que eu tenho com meu marido. Eu tomo anticoncepcional (yaz) há mais de um ano e uso o método ”coito interrompido” que mesmo não sendo tão eficaz já ajuda porque tomo o anticoncepcional. Mas toda vez que tenho relação eu fico pilhada, apavorada e louca. Eu acho que a única maneira de não engravidar é não fazer amor hahaha mas não tem como, né? Eu estou meio perdida já que também tenho muito medo de desenvolver trombose ou ter um AVC, procuro não pensar muito nisso mas tenho medo. Minha diz que se fosse pra eu ter algum problema, eu já teria tido.. mas tenho medo mesmo assim. Eu queria fazer uso do DIU mas dizem que ele desregula a menstruação então fiquei com medo. Pensei no anel também.. Por mim eu usaria todos os métodos anticoncepcionais juntos kkkkk. Quando eu comecei a usar a pílula foi porque eu tinha micropolicistos e a pilula ajuda nesse caso, mas atualmente nem sei qual a minha real situação. Eu não confio na camisinha hahaha E quando a gente tem um parceiro fixo, sendo sincera, é muito difícil usar né? Estou perdida também rs, espero que a gente consiga encontrar o melhor método pra evitar a gravidez indesejada. E o medo que você tem da Acne, eu tenho medo de engordar já que meu histórico não é muito bom.
    Bjs

  • RESPONDER
    Mariana Borges
    27.11.2014 às 14:33

    Nossa, Jô, muito importante esse alerta. A pílula é encarada no modo automático por muita gente, mas pode provocar problemas que a gente nem sonha…

    Na minha última visita à gineco, detectamos alterações hormonais que podem indicar que a pílula está sobrecarregando o fígado. Como se não bastasse o pesadelo da trombose…

    Enfim, fiz uma pausa de um mês, retomei e em março vou me submeter a novos exames. A médica não quer trocar a pílula porque me adaptei muito bem a ela, MAS se os exames continuarem alterados… Terei que começar a minha versão da sua jornada pelo método perfeito.

    E para encerrar essa Bíblia: achei LINDO que você compartilha essa decisão com seu namorado. Deveria ser uma coisa natural – o possível filho não seria dos dois ? – mas a gente sabe que a realidade é outra na maioria dos relacionamentos, infelizmente.

    Beijos e muita sorte para os dois!

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 14:56

      Obrigada Mariana! :)
      Por todas as palavras de carinho.

    • RESPONDER
      Priscila
      23.12.2017 às 18:04

      Olá! Uso DIU a 6 anos é pra mim é ótimo, não desregulou minha menstruação, não tenho cólica, só a tpm que enche rsrs !! Abraços

  • RESPONDER
    Lola
    27.11.2014 às 14:39

    Jô,

    Eu nunca usei pílula regularmente, pois toda vez que experimentava uma marca diferente (a primeira vez foi com 16 anos) eu passava muito mal por dias a fio, mesmo após interromper o tratamento. Também testei o anel e não me adaptei. Talvez por isso, pelo fato de nunca ter usado outro método contraceptivo regularmente, eu me sinto muito confortável com a camisinha. Sim, já tomei pílula do dia seguinte por conta de camisinha mal colocada/estourada. Sim, já passei pelo perrengue de achar que estava grávida (felizmente foi neura). A ausência de hormônios sintéticos no corpo fazem com que a menstruação seja menos regrada, e nós temos que ficar atentas a isso. Para o bem – aceitando que às vezes atrasa mesmo – ou para o mal – já que não podemos confiar 100% na tabelinha.

    Um método que nunca tentei foi o diafragma. Deve ser incômodo – e meio corta tesão – mas pode ser que resolva essa sua falta de confiança na camisinha.

    Por fim só queria chamar atenção a um fato. Sei que a discussão é de métodos contraceptivos, mas não posso deixar de enfatizar a importância do uso da camisinha. A camisinha é o único meio de prevenir DSTs – nenhum outro método contraceptivo o faz. Mesmo com namorado, marido, acho que devemos considerar usá-la. O número de mulheres que contraem Aids, HPV e outras doenças mesmo sendo fiéis ao marido/namorado é grande e não pode ser ignorado. Claro que isso depende muito da pessoa e do relacionamento que ela possui, mas acho válido o alerta. Ainda que se use pílula, DIU, anel, ou qualquer outro método, ele deve ser aliado à camisinha!

    Fora isso, parabéns pela coragem de abrir sua vida pessoal assim. É para poucos.

    Beijos

    • RESPONDER
      Nayata
      30.11.2014 às 10:21

      Loja, também passo mal.com todos os anticoncepcionais que já tomei. Estou agora na tentativa de um novo (Elani 28) e a pesar de não passa mal, meus seios doem como nunca. Você realmente não se adequou a nenhum? Seu caso é bem parecido com o meu.

      • RESPONDER
        Ada
        09.01.2017 às 23:23

        Uso Elani e meus seios tbm doem, um saco :/

  • RESPONDER
    Nome (obrigatório) :Marielly Andrade
    27.11.2014 às 14:48

    Jo,
    Adorei o post! Eu sempre tive problemas de adaptação com a pilula e me encontrei com a Elani. Não tive dores de cabeça, enjoo e ainda amo o fato de não menstruar.
    Senti que ela me engordou alguns kilos mas acabava atribuindo a mim mesma essa fato.
    Até que encontrei o #melhorgrupo e junto com seus comentários sempre pertinentes, percebi e comentei que a minha libido era a mesma de uma ostra. Eu estava super preocupada com isso, mas não comentava com nngm (situação chata como vc disse) e tbm não tinha atribuído isso à pílula.
    Conversei com meu marido e resolvi dar um tempo no anticoncepcional para ver se sinto essa diferença. Hoje faz uma semana. Porém, meu maior inconveniente é menstruar, então não sei quanto tempo vou aguentar. Mas decidi tentar!
    Obrigada pelo Post tão sincero!! Se possível deixe-nos saber a sua decisão depois.
    Super beijo!

    • RESPONDER
      Gabriela Almeida
      28.12.2017 às 9:32

      Amei não menstruar mas Minha libido foi a zero com o Elani 😑
      A ginecologista trocou pelo Belara, sinceramente não achei maravilhoso mas está menos pior esse aspecto.

      Mto obrigada por dividir isso conosco Joana! Estou na “saga do método perfeito” e é mto difícil, sinto q retenho mto líquido, libido só por Deus, dor nos seios, celulite então, nem se comenta…🙈🙈🙈

  • RESPONDER
    Luisa
    27.11.2014 às 14:48

    Parabéns pelo post, Joana! São poucas blogueiras que têm coragem de expor um assunto que (ainda! Em pleno 2014) é tabu. Muito bom mesmo que você tenha dividido sua experiência!
    No meu caso particular, tomo anticoncepcional há uns 8 anos, com alguns intervalos. Estou já há quase 3 anos sem parar. Já tomei Diminut e atualmente tomo o Primera 20 (o mesmo do Femina). E olha, nunca notei nenhum problema! Minha pele melhorou muito, o ciclo é super regular (menstruo no mesmo dia e quase sempre no mesmo horário), dura poucos dias e pouco volume. Tenho inchaço nos dias antes da menstruação e dor de cabeça, mas não é toda vez e também já tinha antes de tomar, como sintomas da TPM mesmo. Sinceramente, pra mim tem muitos benefícios e não me vejo parando de tomar. Quanto ao risco de trombose, não tenho histórico familiar e os exames estão ok! Não me vejo usando outro método.
    Boa sorte com sua empreitada! Espero que consiga achar a melhor solução! Um abraço!

    • RESPONDER
      Michelle
      27.11.2014 às 17:35

      Luisa, eu também tomo o Primera 20 e me adaptei super bem. Finalmente alguém falando sobre ele.
      Há dois anos faço uso contínuo dele, com acompanhamento da ginecologista. Não notei nenhuma alteração.
      Tenho medo de desenvolver trombose ou AVC, mas minha médica disse que é muito importante praticar exercícios diariamente e não fumar que já diminui as chances.

  • RESPONDER
    Thais
    27.11.2014 às 15:01

    Jô, usava Qlaira e menstruava duas vezes por mês e sentia mta dor de cabeça no dia da menstruação. Mudei para o Nuvaring faz uns seis meses e tem pontos bons e ruins:

    Bons: não tem grilo de esquecer. São 21 dias com e sete sem. Mt fácil! E só

    Ruins: continuo com muita enxaqueca, as vezes mais de uma vez por mês. Continuo inchando absurdos antes da menstruação (dez dias antes) meus peitos ficam enormes e doloridos.

    Estou solteira agora e decidi não mais usar nada por uns três meses. Ainda tomo puran para hipotireoidismo. Meu estrogenio estará quase nulo.

    É mt complexo tomar hormônios. Muitas alterações. Nunca mais consegui emagrecer depois do hipo….

  • RESPONDER
    Silvia
    27.11.2014 às 15:07

    Rapidinho e depois comento melhor, já tentou diafragma?! Ou a camisinha feminina? O diafragma se não me engano dá para usar até com camisinha. Meu Gineco é das antigas: eu amo ele e não troco por nada! E ele é do time q não curte DIU em mulher que nunca teve filho por mais modernos que eles sejam.

    Bjs de alguém que não menstrua faz mais de dois anos e é feliz assim!

  • RESPONDER
    Manu
    27.11.2014 às 15:16

    Oi Jô,

    Muito legal o post! Nossa vida de mulher é muito complicada, a gente tem tantas dúvidas e são tantos medos!!!
    Eu e meu esposo, no início do namoro (há quase 10 anos), usávamos somente tabelinha e camisinha porque eu era muito “noiada” com essas coisas de remédio e por conta do meu histórico de enxaqueca. Meu neuro não apoiava o uso pelos mesmos motivos que o seu: AVC e trombose. E eu SEMPRE tinha crises próximo ao período menstrual.
    Por fim, depois de uns anos e um momento de quase gravidez desesperador resolvemos fazer uso da pílula. Confesso que foi um “santo remédio”!!! Menos fluxo, eu emendava a cartela e assim não menstruava (UFA!), não tinha espinhas e não tinha enxaqueca!!! Ou seja, tudo de feliz na vida! Por outro lado, libido quase zero, estava complexo ganhar massa muscular mesmo comendo bonitinho e morrendo de malhar, celulites a mil e o pior: descobri por acaso um tumor no fígado (benigno, graças a Deus) que é hormônio dependente. O gastro me disse com todas as palavras: ACO NÃO É OPÇÃO PARA VOCÊ! Então livrei-me do dito cujo há uns 4 meses. E agora voltamos à tabelinha e camisinha… Pensamos no DIU de cobre, mas ainda não fui ao gineco conversar a respeito até porque, se não me engano, ele “dura” 5 anos, né? E pensamos e ter filho antes disso, já que a idade já está batendo à porta!
    É isso! Boa sorte para você e saiba que não está sozinha!!!!
    Bjão

    • RESPONDER
      Bia
      29.11.2014 às 15:42

      Manu,

      o DIU de cobre pode ficar até 10 anos, mas geralmente eles pedem para substituir em um tempo menor. Eu uso há dois anos e foram estas as orientações que recebi,

  • RESPONDER
    Ilana
    27.11.2014 às 15:17

    Jô, eu parei de tomar o anticoncepcional há um mês, pois não aquentava mais o combo pernas inchadas e falta de libido. Não sei o que me incomodava mais! Conversei com meu marido e com minha médica e ambos disseram “ok”. Nem cogitei em outro método além da camisinha, pois estava decidida a não tomar/usar nenhum tipo de hormônio e por sempre ter escutado história bem ruins do diu. Lógico que minha pele não é mais a mesma, o ciclo menstrual se alargou um pouco, mas como eh bom ter minha libido de volta! Hahahaha sei lá, eu me sentia menos mulher, sabe? Dê um tempo para seu ciclo se acostumar novamente com a ausência de hormônios, talvez com uns meses ele volte ao normal! Minha médica já tinha deixado claro que provavelmente durante os seis primeiros meses iria atrasar tudo até meu corpo voltar para os trilhos… Boa sorte!!!

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 15:37

      Eu SEI EXATAMENTE do que você está falando.
      A VIDA COM LIBIDO está MUITO MUITO MUITO superior a qualquer coisa.
      Agora nem me conta história ruim do DIU pq vou ter que fazer algo hahahaha

    • RESPONDER
      Nome (obrigatório) :
      11.10.2016 às 15:15

      No primeiro mês q vc largou a pilula sentiu algum alguma reação ?eu sinto MTA dor nos seios,um leve enjôo bem pouco MSM

  • RESPONDER
    Tatiana
    27.11.2014 às 15:30

    Nunca tive problemas com a pílula. Sou bem nova, mas tomo pílula desde os 16 por motivos de: cólica. As duas primeiras pílulas que tomei não surtiram efeito, mas a que tomo há mais de um ano tem sido ótima! Melhorou a cólica, a TPM, diminuiu o fluxo e é ótimo saber exatamente o dia que vou ficar menstruada. E quanto ao risco de engravidar, realmente ter mais uma garantia, além da camisinha, é essencial para manter a calma haha
    Achei bem corajoso se expor dessa forma. São coisas que todas as mulheres passam, mas poucas falam sobre isso né? Eu e minhas amigas sempre compartilhamos esse tipo de coisa, antes quando eu não tinha com quem conversar sobre isso ficava surtada achando que tudo que acontecia comigo era absurdo, que só eu tinha passado por aquilo, e agora eu sei que não! Bem melhor assim

  • RESPONDER
    Cris
    27.11.2014 às 15:47

    Quando leio histórias como essas sobre pílula anticoncepcional (li a da Cony tamb, entre outras), eu vejo que, de certa forma, eu tenho sorte de desde sempre ter me adaptado perfeitamente ao uso exclusivo da camisinha como método contraceptivo. Desde a primeira relação, com todos os namorados e ficantes, até hoje, só usei camisinha. Muitas vezes, tive que ser firme para não ceder de jeito nenhum à pressões contrárias masculinas. Hioje, tenho mais sorte ainda de meu atual namorado também se dar muito bem c o uso desse método. Pra falar a verdade, só fiz sexo sem camisinha uma vez, c esse namorado, porq sabia que ia menstruar em questão de horas. Acho que a pílula interfere muito na fisiologia do corpo feminino e pode causar efeitos colaterais sérios, por isso minha resistência a ela. Bem, é só a minha experiência e tenho plena consciência que cada uma faz as escolhas que acharem melhor para si mesma. E com certeza sei que posso mudar de idéia no futuro e querer adotar a pílula, mas por enquanto sou muito feliz usando camisinha.

  • RESPONDER
    Dani
    27.11.2014 às 15:51

    Jô,

    Eu sempre tive problema de pele como vc (tenho 30!) e passei a maior parte da minha vida na pilula e há 10 anos (sim, 10 anos!) eu uso o Mirena. Uso ele pq não me adaptava com pilula e pelos menos motivos que relatou (falta de libido, desanimo, pele horrível etc). Confesso que o Mirena fez muito bem pra mim mas já não vou colocar um 3. Primeiro pq meu utero não suportaria mais outro e segundo, e mais importante, NÃO EXISTE ANTICONCEPCIONAL/MIRENA FRACO! A dose, por menor que seja, de hormônio sintético é sim prejudicial para mulher. O único método que não leva hormônio é o DIU de cobre e camisinha. E outra, procure médicos mais atualizados, tenho muito problema de pela tb e recentemente fui a uma gineco e médico ortomolecular dessa leva mais “nova” e os dois me falaram que ovario policistico e etc possuem outros tratamentos mais eficazes hj, como o uso de insulina, e q métodos anticoncepcionais de hormônio é um crime para a mulher (claro, se ela realmente puder evitar). Eu vou tirar o Mirena ano q vem para me “desintoxicar” meu corpo e preparar para uma futura gravidez em alguns anos. Depois disso eu vou de diu de cobre ou camisinha mesmo! Chega de hormonio, pele ruim e celulite!!!

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 16:53

      Que legal seu depoimento.
      Eu vou fazer exame para ver se tenho SOP daqui a um mês e meio, se tiver vou fazer um tratamento com metformina mesmo. Minha ginecologista acha que é o caso.

      E acho que vou no DIU de cobre, tomara que dê certo pra mim! :)

  • RESPONDER
    Paula
    27.11.2014 às 15:52

    Anticoncepcional é muito complicado mesmo,mas eu não quero ser mãe (nem agora, nem no futuro) então não abro mão. Sempre achei que pelo DIU não ter hormônios, ele não ajudava na acne. Uma amiga colocou o Mirena e não teve reclamações, mas acho que ela não tem problemas com acne.. Atualmente eu uso o Elani 28 e não menstruo mais, o que sinceramente é a melhor coisa da vida… não sei se foi a mudança da adolescência pra vida adulta, mas minha pele ficou mega seca depois que comecei a tomar ela, e atualmente só tenho espinhas de stress.. é bom ver todas as opções disponíveis no mercado e o que se adequa melhor ao que você quer.. talvez agora que vc está mais velha também não tenha problemas com acne mais, talvez valha a pena tentar!
    Boa sorte na busca do anticoncepcional perfeito!

  • RESPONDER
    Bruna Carolina
    27.11.2014 às 15:56

    Oi, Jô!
    Nossa, me senti conversando com uma amiga enquanto lia o post. Eu sempre tomei o Diane 35, tenho enjoo nos dois primeiros dias que tomo e minha TPM continua monstra (desde que comecei a menstruar e assim). Mas até o momento nenhum problema mais grave. Confesso que se tem uma coisa com a qual sempre sou preguiçosa é a minha saúde, não devia, mas sou.
    Espero que você encontre sua solução, espero ter mais ânimo pra encontrar a minha.
    Um beijo! Boa sorte.

  • RESPONDER
    Barbara
    27.11.2014 às 16:02

    Engraçado, eu sinto exatamente o contrário. Não confio no anticoncepcional, fico tensa e sempre acho que ele poderia ser de farinha!! Não dispenso a camisinha, mesmo com a redução do conforto. O fato de ver que realmente nada escapou me deixa mais aliviada e não há remédio que me dê a mesma confiança. A pouco tempo passei a usar as camisinhas sem látex, e gostei muito! Não sou alérgica, mas a promessa de “sensação de não usar nada” foi bem atrativa (eu uso da Blowtex – Skyn)!! Ela é mais cara que as outras, mas vale a pena! Além do conforto, não sinto nenhum tipo de ressecamento ao usá-la (costumo sentir com as outras e acabo usando algum lubrificante).

    Acho que cada uma tem as suas neuras, eu mesma se transar sem camisinha, mesmo tomando remédio religiosamente, passo sempre pelo sufoco de pensar que estou grávida. Acredito que você deve buscar aquilo que te dê mais confiança, que não te prejudique, independente do método escolhido!! Desejo saúde e sucesso na sua busca!! bjs

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 16:56

      Opa! Você compra essas aqui no Brasil?
      Vou usar já!!!!!
      Tenho ainda um mês e meio só de camisinha pela frente e se for colocar dia de cobre vou precisar de vez em quando!
      Adorei as dicas

    • RESPONDER
      Luana
      28.11.2014 às 10:24

      Nossa Bárbara, sempre pensei exatamente como você. Tenho mais confiança na barreira física da camisinha do que na barreira quimica da pilula. Conheço gente que engravidou tomando pilula.

  • RESPONDER
    Aninha
    27.11.2014 às 16:10

    Jô,
    Eu amei o seu post. Passei por algo muito parecido.
    Há 2 anos comecei a ter muita enxaqueca (muita mesmo, de ficar internada e com aura também). Comecei a fazer alguns exames para tentar identificar o que era. Nada!! Comecei a ficar assustada, pois além de estar quase insuportável (afetou meu trabalho, minha vida social), minha mãe teve um AVC com 39 anos (sem sequela nenhuma, mas foi um baita susto na época). Meu neuro então decidiu que era melhor não arriscar mais e pediu que eu parasse de tomar a pílula, que eu tomava há uns 8 anos. Fiquei uns 5 meses só com camisinha e também passei por alguns sustos (o marido super me apoiou, mas não pretendemos ter filhos logo). Então, em conversa com a minha ginecologista ela sugeriu o Mirena.
    Foi aí que a minha vida mudou! É o que eu falo para todo mundo. Foi muito simples de colocar, não tenho mais uma dor sequer, me sinto muito mais disposta, não menstruo, não tenho TPM… Juro, é mesmo uma maravilha!! A minha pele nunca foi um grande problema, mas quando adolescente tive bastante acne e fiquei super receosa se ela poderia voltar. Minha pele não ficou boa como era quando tomava pílula, mas também não voltou ao que era quando tinha 16, 17 anos. Hoje, com 28 anos, fico bem chateada quando surge uma espinha ou outra, às vezes 2 de uma vez (coisa que não acontecia quando tomava a pílula!). Mas eu não vejo que isso é um problema de fato. Senti minha pele mais oleosa e hoje tenho mais cuidados com ela, uso produtos melhores e quando aparece uma espinha eu penso ‘Ah, tudo bem. Pelo menos não tenho enxaqueca, não passo mais por tudo aquilo de novo.’.

    Ai, tudo isso para te contar que eu suuuuper indico o Mirena. Eu sei que cada uma é cada uma, cada organismo reage de um jeito diferente. Mas no MEU caso foi a melhor coisa que eu fiz, mudou mesmo a minha vida.
    Desculpa pelo comentário gigante, mas queria muito dividir com vc.
    Ah, e eu sei que a gente acaba de incomodando, mas vc é linda de qualquer jeito. Não vai ser uma pele com mais espinhas que vai deixar suas leitoras mais distantes. Tenho certeza que falo por todas isso. ;-)
    Beijão e boa sorte!
    Aninha

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 17:00

      Aninha sua linda!
      Amei seu comentário, sua experiência.

      Então, uma espinha ou duas eu super acho ok, não sou a louca da neurose não. Quando tive acne minha cara ficou DEFORMADA e é nessa vertente que eu tenho medo. Uma espinha ou outra eu tive até com a pílula, quando mudei passei a ter a pele mais oleosa e dava tudo certo.

      De qualquer forma acho que to acompanhando de perto na dermato e espero não ter esse problema.
      Legal ver mais um caso super legal do Mirena. :)

  • RESPONDER
    Juliana
    27.11.2014 às 16:19

    Eu comecei a tomar o Diane 35 com 15 anos. Foi mais por causa das espinhas. Ele realmente ajuda muito, mas quando já tinha uns 26 ou 27 anos resolvi parar e meu rosto virou uma frigideira de azeite rss Foi ai que eu tomei o Roacutan, por 7 meses. Mas acabei voltando a tomar o anticoncepcional. Nunca mais tive espinhas, mas minha pele ainda é oleosa.
    Hoje eu tenho 37 anos. São 22 anos tomando Diane 35 direto,quase sem pausa, pq por recomendação de outro médico seria bom emendar uma cartela na outra por alguns meses e dar menos pausa para a “menstruação” pq eu sempre tive princípio de anemia, então era um sangue que eu perdia todos os meses de maneira inútil…
    Semana passada resolvi que não vou mais tomar anticoncepcional, exatamente por causa dessas coisas que tu falou: retenção de líquido, inchaço, muitas manchas no rosto (melasma), celulite, varizes… e falei pro meu marido que teríamos que usar camisinha.
    Nós estamos juntos há 10 anos e não queremos e nunca quisemos ter filhos.
    Então para nós a decisão mais prática foi ele fazer vasectomia. É algo simples, rápido e barato de ser feito. Ele já tem 41 anos e tb nunca quis ter filhos.
    A única coisa chata pra mim vai ser ficar menstruada todos os meses rss
    Mas se um dia eu resolver voltar a tomar anti por causa da menstruação será o iumi. Por tudo q já li acho q é o melhor no meu caso.

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 16:50

      Meu sonho é chegar nos 40 do namorado, meus 42 e falar para ele fechar as portas.
      Como tenho 28 acho ousado decidir não ter filhos (até pq ele é louco para ser pai – no futuro- é claro)! Acho que ele vai ter mil e cem medos de fazer vasectomia, mas acho uma alternativa SENSACIONAL.

      Posso te dar um conselho, pede para sua medica ou medico um exame de SOP para fazer 3 meses depois de parar… Eu vou fazer também. Muitas vezes essa oleosidade toda é hormonal, se for isso hoje em dia muita gente já trata SOP com metformina (claro que TRATADO pelo médico). Eu vou testar em mim e contarei tudo pra vocês, se eu tiver ovários policisticos vou contar por aqui.

    • RESPONDER
      Ilana
      27.11.2014 às 19:54

      jô, que exame eh esse para detectar SOP?!

    • RESPONDER
      gabriela
      24.09.2015 às 3:41

      oi por favor me ajude eu tomo 35 por conta própria estou tendo relações tomo ele ah 2 messes assim q eu tomo ele fico com os seios mt sensível enquanto durar a dargem pq esta acontecendo isso devo mudar ou isso eh normal???? ficam muitos doloridos i grandes

  • RESPONDER
    Jaqueline Freitas
    27.11.2014 às 17:17

    Oi Jo!
    resolvi parar depois das discussões que tivemos nos tópicos do #melhorgrupo
    confesso que estou com um pouco de medo, mas em nome dos 10 anos de pilula ininterruptos que meu corpo foi obrigado a receber resolvi tentar métodos alternativos, por enquanto vou ficar só na camisinha mas já procurei meu médico pra saber mais sobre o assunto, também jpa li o post da Cony, mas continuo em dúvida. :/
    beijos

  • RESPONDER
    Anaa
    27.11.2014 às 17:39

    Eu tomei pílula por 12 anos, pelo mesmo motivo, começou pela acne e depois com o namoro juntou uma coisa na outra. Parei agora não tem nem 2 meses. A primeira menstruação atrasou horrores, eu tava quase marcando gineco pra ver se tava tudo certo com os hormônios quando ela desceu. Acho que atrasou mais de duas semanas. Mas diferente de vc eu parei justamente pra engravidar, mas sabia que parar de tomar pílula degringolava o ciclo todo, então nem me animei, rs.
    Outra coisa que atrasou a menstruação em mim foi quando troquei de pílula. Não tava tentando engravidar mas já tava casada, então se viesse ok.

  • RESPONDER
    Jóyce
    27.11.2014 às 18:02

    Oi Jo!

    Tinha o mesmo problema que você!
    Minhas dores de cabeça nos dias próximos a menstruação eram terríveis e fui parar no hospital varias vezes. Tenho essa mesma enxaqueca com aura.
    Alertada pela ginecologista sobre esse mesmo risco de trombose e AVC causado pela pilula que já tomava há uns 8 anos coloquei o Mirena há quase 3 meses.

    Está sendo super tranquilo, não mudou nada na minha rotina ou no meu corpo.
    O procedimento é realizado no hospital com anestesia, então você não sente nada.
    Minha vida melhorou bastante depois do Mirena, não tenho mais menstruação e nem aquelas dores de cabeça insuportáveis.

    Como minha pele é bem normal, não posso te dizer nada sobre a acne, mas se você conseguir resolver essa questão de outra forma colocar o Mirena vale muito a pena.

    Boa sorte :)

    Beijos!

  • RESPONDER
    Beatriz
    27.11.2014 às 18:08

    Oi Jo!
    Gosto muito dos seus texto por tratarem de questões que muitas de nós passamos. Parabéns pela iniciativa e coragem de expor sua vida e seus ideais. Sempre me impressiono como me identifico, as vezes não com a ideia mas com o momento, com seus posts. Me ajudam muito seus comentários, uma vez que, eu ainda estou me descobrindo, tenho 17 anos, e tenho uma mente mais pra frente e livre do que minha mãe e algumas amigas.

    Beijos, Bia.

  • RESPONDER
    Raquel Brandao
    27.11.2014 às 18:13

    Oi, Jo
    Também vi o post lá no melhor grupo e me interessei bastante. Enfim, eu tomo o Tâmisa 30 e não tenho nenhum efeito colateral! Minha libido é normal, não tenho enxaquecas e, na verdade, o anti só melhorou minha vida. Tinha uma cólica absurda e um fluxo INTENSO por 8 dias! Era horrível! Com o anti fico menstruada apenas 4 dias e o fluxo muito tranquilo.
    É de cada um! E vc está fazendo o certo, se consultando e vendo qual a melhor opção para vc! Passei PELA MESMA situacao que vc! Na epoca do comeco do namoror eu nao tomava anti e minha menstruacao atrasou 23 dias e eu me desesperei! Fiz dois testes e o BETA para o meu alívio! Mas o desespero foi grande, HAHA!

    • RESPONDER
      Julia Rafalski
      28.11.2014 às 23:46

      Estava olhando todos os comentários me achando a mais anormal do mundo por não sentir nenhum desses efeitos de libido, celulite, pele ruim… Tomo o Tâmisa 30 também e foi a escolha que mudou a minha vida. Já passei por 5 anticoncepcionais diferentes e estou no Tâmisa há 2 anos, sendo que tomo remédio há 5 anos. Já tive duas gravidez abortadas espontaneamente como efeito de outro anticoncepcional (mesmos hormônios do yas, simplesmente parou de fazer efeito e engravidei, quando comecei a tomar outro abortei… Pior coisa, pior sensação, de ser sido traída pelo próprio corpo, horrível) e um dos que testei me deixou tão mal que tive que voltar a fazer tratamento para ansiedade. Mas com o Tâmisa tenho outra vida. Emendo 3 cartelas porque é o máximo que o meu organismo aguenta. Tenho um pouco de dor de estômago quando fico menstruada e fico bem mal humorada na TPM, mas fora isso não sinto mais nada.
      Tenho vontade de usar DIU ou o Mirena, mas não abro mão de ficar sem menstruar. Acho que é mesmo uma questão de se adaptar ao melhor método, somos tão diferentes e com realidades tão diferentes que cada corpo lida com tudo de um jeito.
      Achei o depoimento muito legal! Obrigada por dividir de forma tão sincera e honesta.
      Beijos e boa sorte na sua empreitada em busca do que te faz feliz e bem.

  • RESPONDER
    Isadora
    27.11.2014 às 18:43

    Oi jô!

    Aqui na Alemanha surgiu há poucos meses um método contraceptivo novo, o persona. Ele mede a concentração de hormônios diariamente na sua urina e te diz os dias que você pode ter relações ou não. Quando ovulamos, produzimos uma quantidade maior de um hormônio específico, o qual pode ser medido através da urina. Esse método é 100% natural e tem 94% de eficácia. Ele é quase como se fosse uma tabelinha avançada. De uma olhada com a sua ginecologista se o produto já está disponível no Brasil. Infelizmente só tenho o site em alemão, mas de repente o google translate pode ajudar! Beijos!

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 19:20

      Opa! Vou mostrar isso para minha ginecologista com certeza! <3

  • RESPONDER
    Isadora
    27.11.2014 às 18:44

    esqueci de colocar o site! É esse aqui: http://verhutung.clearblue.com/was-ist-verhuetungsmonitor.php

    Beijos

  • RESPONDER
    Marcela Calçada
    27.11.2014 às 19:04

    Jo, menstruei com 9 anos e sempre sofri. Tinha fluxos bizaarros e morria de cólica, de dor de cabeça, tudo que você pode imaginar. Só ficava em casa, de cama chorando. Isso sem contar que era totalmente irregular o meu ciclo. Ao mesmo tempo, sempre tive muita acne. Não chegava a ter a cara toda estourada, mas raramente estava com a pele lisa.
    Depois de pensar muito, optei por colocar o Mirena. Vai completar um ano agora e estou muuito satisfeita. No começo, tinha um eterno “sujinho” mas hoje em dia, nem lembro o que era menstruação. As cólicas então, nem se fala!
    De fato, a única coisa que ainda permeia o meu mundo é acne porém muito mais esporadicamente, mas eu tenho que admitir que eu não sou a pessoa mais cuidadosa também.
    Enfim, acho que com todos os pós e contras, o Mirena foi minha melhor escolha.
    Boa sorte na sua decisão! :)

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 19:20

      Marcela,

      Mas o que você teve foram espinhas soltas ou acne mesmo? Muitas, postulas e afins?
      (claro que depois do mirena)

    • RESPONDER
      Marcela Calçada
      27.11.2014 às 23:20

      Puxou nos nomes técnicos, aí ferrou. Rs
      Mas o que eu tinha era muita espinha, algumas como um cravinho maior que o normal, outras bem inflamas, de ficar com o rosto marcado. Tinha que fazer limpeza de pele mais constantemente.
      Hoje, o que eu tenho são algumas espinhas mais esporádicas. Às vezes, aparece uma perdida na buchecha.. o que me faz ter mais espinha mesmo é a depilação, porque eu depilo o queixo (tratamento a laser #fail), então a região da mandíbula está mais propícia de fato a um pelo encravado ou uma espinha.

      Mas é nítido que a minha vida melhorou depois do Mirena. Mas, como você mesmo disse, é do corpo de cada um né..
      Quando conversei com a minha ginecologista na época, ela disse que os efeitos colaterais do Mirena são infinitamente menores que o da pílula. Juntando isso com o fato de eu não menstruar mais e não sentir cólica, não tive dúvida. Eu escolho ter espinha e tomar vergonha na cara e passar meus creminhos, a continuar sofrendo como eu sofria.

  • RESPONDER
    Carolina
    27.11.2014 às 19:40

    Oi Jo, queria te contar minha experiência com o Mirena, estou usando pela segunda vez, a primeira coloquei após o nascimento do meu primeiro filho e fiquei no céu, não tive problema nenhum , não menstruava, não tinha cólica, tudo bem tranquilo, tirei 4 anos depois para engravidar novamente, no primeiro mês, Bingo! Grávida de novo! Coloquei outro quando minha filha estava com 1 ano, e a princípio tudo ia bem, continuo nao tendo cólica, tpm, menstruação, não fico encanada com possíveis gravidezes, mas tive um problema que na primeira vez não ocorreu, minha pele, ficou mega oleosa, era mista, muitooo cravo, espinha algumas por mês, nunca tive problema de pele, quase nunca tinha espinha, isso realmente me incomodou MUITO, tentei de tudo, ácido, cremes nada resolveu, agora estou no meio de um tratamento que vc conhece bem, estou tomando uma mini dose de roacutan, 1 comprimido 3 x na semana, será ao todo uma caixa e, 2 meses e meio, a principio para controlar a oleosidade, diminuir os poros para que eu possa seguir com um tratamento combatendo a oleosidade a a acne depois, já que antes esse método sozinho não surtiu efeito!.. Não queria chegar a tanto, mas não vi outra alternativa.. Passei de uma limpeza de pele a cada 3 meses para a cada 45 dias..
    Bom é isso, espero que isso ajude na sua decisão, mas queria resaltar que nem com esse problema eu cogito tirar o mirena, me sinto muito segura com ele!

    Beijos Carol

    • RESPONDER
      Joana
      27.11.2014 às 19:56

      Carol,
      É BEM ESSE meu medo, meu medo é que em mim não venham uma ou duas, venham mil.
      Vou levar seu depoimento em conta, me falaram isso do roacutan mas tenho medo de no que eu tomar um comprimido a coisa coloque pra fora tudo que foi colocado da outra vez…
      Obrigada de coração por dividir comigo.

  • RESPONDER
    Nicolle
    27.11.2014 às 21:12

    Jô,
    Amei seu post. Me fez lembrar esse ano difícil que passei com problemas hormonais e do anticoncepcional. No começo do ano, tive várias alterações no organismo e minha ginecologista havia dito que eu estava com imunidade baixa, que eu estava ‘alérgica’ ao hormônio do remédio e que precisaria fazer tratamento.
    Passei meses tomando vitaminas, remédios para aumentar o sistema imunológico mas não larguei o anticoncepcional e nenhum momento. Fui até em um endocrinologista para uma reeducação alimentar e as coisas melhoraram, e muito! Mas minha médica ainda assim, sugeriu que eu colocasse um DIU de cobre.
    Pois bem, hoje fazem 30 dias que eu estou menstruando. Coloquei o DIU com uma médica indicada pela minha gineco (pois ela não colocava pelo plano) e foi horrível, pois foi colocado a força. Jurei que nunca mais ia passar por aquilo. Desde então tive dores abdominais, cólicas e já tomei vários tipos de analgésicos e anti-inflamatórios.
    Ontem, depois de insistir muito com a minha médica, retirei o DIU. Quando ela removeu, ele estava torto e estava ‘cutucando’ parte do útero, o que me fazia sentir dor, e que não foi vista na ecografia que fiz após o procedimento.
    Bom, voltei com minhas vitaminas, voltei com meu remédio e meu tratamento de enxaqueca, que eu não tenho mais..graças a Deus.
    Contei minha experiência porque depois que coloquei, todas as pessoas me disseram que tinha feito coisa errada, mas indicação de médico a gente não tem como duvidar muito né?
    Espero que tu faça uma boa escolha e que dê tudo certo, mesmo! Gosto muito do blog e dos desabafos. É bom ler coisas e saber que não somos as únicas que passam por esses perrengues!hahaha
    beijos!!

  • RESPONDER
    key
    27.11.2014 às 23:27

    Oi Jo..
    Tomei anticoncepcional uma unica vez, unica vez mesmo nem cheguei a terminar a cartela
    não gostei, senti diferença no meu corpo e parei de tomar. Estava tomando pq o ginecologista passou para regular minha menstruação(isso logo no inicio, foi yasmim), voltei no ginecologista e disse que não havia gostado ele então falou para tentarmos outras eu achei melhor não pq na época ainda não tinha tido relação sexual e preferir deixar a menstruação desregulada que fiar tentando e tentando adaptar ao remédio e logo ela regulou .Quando tive optei em usar a camisinha e desde então só uso ela e confio. Não so pela gravidez mas por doenças(tem o comentatio da Lola que concordo) e super me identifico com o da Barbara que confia tb na camisinha.
    Sou casada há uma ano e estamos juntos sete anos e mesmo assim ainda uso camisinha, até o momento não passei por essa situação que você. Não queremos filhos por agora tb devido os projetos profissionais.
    E é engraçado quando alguém próximo de nos pergunta qual anticoncepcional eu uso e eu falo que não uso remédio uso camisinha, muitos ficam chocados principalmente quando é mulher.

  • RESPONDER
    anonima
    28.11.2014 às 0:16

    Namorei 6 anos sem usar nada de anticoncepcional, pq sabia dos problemas que causava, expliquei pro namorado e ele tinha horror em me engravidar por ser muito novo e nunca fizemos sem camisinha. Não tinha celulite, nem dores de cabeça nada!
    Hoje me vejo tomando anticoncepcional porque meu atual namorado não se adapta com camisinha e estou cheia de celulite, minha libido ta no zero e tenho enxaqueca..
    Porque ainda não saiu essa tal pilula pro homem? Pq mulher tem que carregar todo o fardo.
    DIU sou louca pra usar mas medicos não põe em quem nunca tiveram filhos…
    É brabo ser mulher.

    • RESPONDER
      Joana
      28.11.2014 às 0:27

      A minha e mais alguns colocam em situações como a minha, vou por e te conto!

  • RESPONDER
    Tauana Barcelos Borges
    28.11.2014 às 0:32

    Eu uso o tamisa20 por 4 anos e até então está tudo bem (hehe). Li algo sobre ele estar proibido na Europa em função do AVC que pode causar e tals. Comecei a pesquisar para usar o morena e achei um máximo até uma colega de trabalho me falar da fita adesiva. Ela disse que usou por muitos anos e conseguiu engravidar só depois de alguns meses parando de usar. Esqueci de pesquisar sobre essa fita, mas achei legal compartilhar a ideia!

  • RESPONDER
    Bárbara Hatti
    28.11.2014 às 0:34

    Oi Jô!
    Nossa, foi um super alívio ler sua história de vida com anti, pois tenho um problema ferrado com acne (sempre tive, até de grau 4 quando é aquelas vermelhas com cabeça amarelada que estraga qualquer feição da face) e sempre foi algo que me incomodou bastante. Fui em vários médicos, na época (com 13, hj tenho 21) ainda não rolava tomar roacutan por causa da idade e dos efeitos colaterais, aí que o médico me indicou a Yasmin, até rolava que eu não transava e minha pele melhorou bastante, mas ai fui crescendo e as espinhas continuaram lá, até que mudei de pilula e comecei a tomar YAZ (hj acho que é a mesma que a Yasmin), que me deu trauma porque eu cheguei a menstruar 4 vezes num mês só.. Tomei roacutan por 2 vezes nesse meio tempo, mas passei muito muito mal com os efeitos colaterais e a segunda vez misturava com álcool… Sim, burrada plena! Ai né, deixa eu chegar logo no fim se não vc vai dormir hahahahaha, Parei com roacutan e as espinhas voltaram de novo. Fui num outro médico de família que me receitou o Selene (o ql tomo até hj desde qd tinha uns 16 anos) e nunca me deu problema. Tanto de acne como de inchaço, noia de gravidez (tenho sempre mesmo usando camisinha ou não, sempre acho que to com feto ).. E agora com 21 anos recomecei a tomar o roacutan junto com o anticoncepcional, nada de problema. Minha pele continua caminhando pro sucesso, ainda não em perfeito estado (já fui chamada de chokito na infância #bullying). Eu não aconselharia você por o DIU porque sua pele pode piorar horrores, minha gineco me falou porque eu também queria parar de tomar remédio.. Você já tentou adesivos? Injeção? Vai procurando informações e conhecendo mais médicos, uma hora você se encaixa.. E enquanto isso camisinha né :( #ufa #acabei! Obrigada desde já por perder um tempo lendo isso

    • RESPONDER
      Joana
      28.11.2014 às 0:49

      Bárbara amei!
      Então até onde entendi só o diu com hormônio da espinhas o normal não faz diferença, pelo que estudei.
      Agora eu tô sem pílula e a pelê tá ok! De qq forma vou pesquisar SOP pra escolher o tratamento idea! Conte vc tb suas novidades !

    • RESPONDER
      Juliana
      10.04.2015 às 15:40

      Bárbara, a composição do Selene é a mesma do Diane 35, aquele que é considerado super forte e é até proibido em alguns países. Eu tomei o Diane 35 por 22 anos (parei em novembro agora, de 2014). Na verdade eu tomava o Diclin que é extamente a mesma coisa e infinitamente mais barato. Nunca tive grandes problemas com ele. É perfeito para espinhas.
      Mas escrevi só pq as vezes as pessoas não se ligam que existem centenas de nomes, mas as composições não variam muito. Existem dezenas de nomes diferentes exatamente com os mesmos compostos.
      O que quero dizer é que se o Diane 35 é perigoso, o Selene e mais alguns outros também são. Se o yaz é perigoso, o Yasmin, o Elani ciclo, o iumi, o yasminelle, o daylette entre outros tb são…
      O que importa é a composição do anticoncepcional.
      Cada tipo é indicado para um tipo de pele e de problema. No caso de pele oleosa e espinhas, com certeza o mais indicado são os que tem acetato de ciproterona. Em segunda opção os que tem drospirenona e em terceira opção
      acetato de clormadinona.
      Eu parei com o Diclin e tb to um chokito. Estou ainda avaliando o que compensa mais, voltar a tomar ou ficar com as espinhas.
      Eu tomei roacutan por 7 meses uns 10 anos atrás, mas agora foi só parar com o anti que elas voltam no rosto, no pescoço e no peito. Um horror.

  • RESPONDER
    Daiane
    28.11.2014 às 0:47

    Boa noite, minha sugestão é o método Billings , procure uma instrutora na sua cidade e região , uma dica é se informar em uma paróquia católica ou no site da cenplafam , vale a pena o conhecimento para quem sabe usá-lo no futuro . Eu uso e conheço diversas pessoas que usam a anos com sucesso garantido no planejamento famíliar , vale a pena conhecer , porém o importante é conversar com um instrutor (a) habilitado . Abraços

  • RESPONDER
    Fernanda Gomes
    28.11.2014 às 0:50

    Olá!

    Fiquei muito sensibilizada com o que li, pois já passei por algo parecido… Não quero prolongar muito, mas quero deixar a minha indicação sobre o assunto. Eu já usei vários tipos de anticoncepcionais e o que eu mais me identifiquei foi o adesivo EVRA que contém baixo teor de hormônios e você pode usar por vários anos e não terá problema algum (ter que esperar seu organismo expulsar todo aquilo que você ingeriu…) quando quiser engravidar porque é só deixar de usá-lo e logo conseguirá engravidar, sem dificuldade alguma. O bom dele é que você não ingere e nem injeta, apenas é absorvido através da pele! Quem se interessar pesquise e pergunte/consulte ao seu ginecologista (lembre-se, nem tudo que dá certo em mim pode dar certo em você). Ah, eu também já tomei Roacutan e tenho problemas com acne, e com ele não houve nenhuma alteração quanto a isso. E como tudo há seus prós e contras a única coisa chata dele é que se descolar um pouquinho já tem que trocar por um novo, ele é caro e a caixa vem com três adesivos, a quarta semana de não uso é a da menstruação. Na hora de tirar eu uso um óleo pós banho ou tiro no banho quente pra facilitar (a cola dele é beeem forte!).

    Bom, é isso, espero ter ajudado!

    Bjos!

    • RESPONDER
      Silvia
      28.11.2014 às 1:15

      Eu já usei Evra e não tinha problema de tirar não! Mas tb nunca caiu! Meu problema foi não adaptacao mesmo mas confesso que curtia o adesivo!

      Bjs!

  • RESPONDER
    Anonima
    28.11.2014 às 1:02

    Oi Jô!
    Li o post anterior do Futilish e agora o teu e estou preocupada. Passei 15 anos sem nunca ter tomado anticoncepcional, só agora em 2012 que comecei a tomar o Iumi,sem prescrição médica. Aliás desde 2010 não voltei ao Ginecologista. Meus pais morreram de AVC os dois e minhas tias por parte de pai,todas têm problemas vasculares,uma acabou falecendo por infecção esse ano,a outra teve até Flebite. Meses atrás tive uma dor de cabeça insuportável,fui no médico público ele não se preocupou muito,todo mês perto da menstruação que diminuiu demais o fluxo,tenho dores de cabeça. E detalhe,sempre fui muito magrinha,pesava no máximo 55kg,de um ano pra cá engordei 20kg,nunca achei que fosse a pílula porque não sinto nada,mas acho que pode ser,com os 20kg veio a celulite também com toda força,lógico! Lendo tudo isso estou pensando em parar com a pílula,sei que não é médica mas qual sua opinião? Beeeijos!

    • RESPONDER
      Joana
      28.11.2014 às 1:20

      Sem dúvida nenhuma terminaria a cartela e pararia, claro que tem que ir no medico mas pra vc oS dius devem ser os mais seguros por conta do risco do AVC. Meu risco é menor que o seu e eu pulei fora! Não poderia estar falando isso mas como seus pais morreeam de AVC eu marcaria ginecologista para ontem. Pra vver suas melhores alternativas!

    • RESPONDER
      Anonima
      04.12.2014 às 14:06

      Muito obrigada pela resposta, farei isso já passou da hora… beijos!

  • RESPONDER
    Débora
    28.11.2014 às 1:12

    Jô,

    Eu uso anticoncepcional há 9,5 anos, pois meu fluxo menstrual sempre foi muito alto (chegava a menstruar 12 dias por mês, com fluxo intenso).
    O Yasmin regulou meu fluxo menstrual, minha oleosidade de pele e cabelo, além de me ajudar a manter o peso, porém, no ano passado, comecei a esquecer algumas pílulas e resolvi procurar um método que me deixasse mais livre do compromisso de tomar a pílula todos os dias. Foi então que recorri ao Mirena.
    Todas as minhas amigas já haviam colocado e a única queixa que elas faziam era do peso, mas naquele momento não correr o risco de engravidar me parecia o fator mais importante.
    Coloquei o Mirena numa sexta num Day Hospital com direito à anestesia geral e tudo mais. No domingo, senti uma dor muito forte e comecei a sangrar muito. Procurei a médica e ela disse que era normal sentir dor e ter um sangramento. Fiquei me achando super fresca, porque minhas amigas disseram que eu era fraca e não aguentava nada, mas a dor era muito forte mesmo!
    Na sexta seguintes, completados 7 dias da introdução do Mirena, fui fazer os exames pós-operatórios e adivinha só? Não tinha nada no meu útero! A médica disse que eu provavelmente havia expulsado o Mirena e que só por rotina eu teria que fazer um Raio-X pra garantir que estava tudo bem.
    Foi aí que veio a surpresa – eu não tinha o expulsado o Mirena – o Mirena na verdade PERFUROU o meu útero e se alojou na cavidade abdominal. Tive que tomar anestesia geral novamente, levei 3 cortes e tive o Mirena removido pelo umbigo (isso mesmo, umbigo!).
    Os médicos dizem que tive muita sorte, pois eu podia ter tido uma infecção muito grave por não ter sido socorrida imediatamente. Além disso, acreditam também que terei dificuldade para manter um filho quando engravidar, pois agora tenho uma cicatriz no útero, ou seja, quandocomecar a esticar, esse local não será tão forte e “esticável” assim.
    Como sonho em ter filhos daqui a uns 5 ou 6 anos, faço acompanhamento de 6 em 6 meses só pra garantir que está tudo bem e graças a Deus os exames mostram que as sequelados são as menores possíveis, quase inexistentes, e que eu não preciso me preocupar!
    Resultado: voltei pro meu bom e velho Yasmin.

    Espero que consiga encontrar uma boa solução pra você. Boa sorte!

    Beijos

  • RESPONDER
    Samira
    28.11.2014 às 1:24

    Oi Jô,

    Sofro de enxaquecas desde mto novinha (hj tenho 27) e tbm tive alguns problrmas c diversos anticonc. Mas há mais de 3 anos uso um continuo (a cartela vem com 28 comprimidos) e posso dizer q é ele q m salva, pois não menstruo, não incho, minha pele e meu cabelo melhoraram mto(eram oleosos) e minhas crises de enxaquecas diminuiram super! Só a libido q ficou prejudicada msm. E tinha um fluxo mto intenso entao passaba mais da metade do mês ruim e com esse contraceptivo posso dizer q hj sou mais feliz(sem menstruar, qiem n é?).

  • RESPONDER
    Izadora
    28.11.2014 às 1:39

    Jo, tomei anticoncepcional ha um tempo atras e tive que parar pois desenolvi um tumor benigno na mama, nao sei se tinha ligacao, mas eu sou bem nova e minha mae teve cancer de mama nova tb.. Ha 1 ano atras comecei um relacionamento serio e voltar para as pilulas foi inevitavel.. Minha medica me indicou o cqlaira pois disse que era o menos prejudicial tanto para trombose, como para o desenvolvimento do cancer, etc.. Vi que voce tomava ele, mesmo ele foi contraindicado? E sua adaptacao? Fiquei louca na roupa com esse post e quero ja achar um novo metodo eficaz para mim e largar as pilulas… Brigada por compartilhar essa experiecia com a gente! Acho que toda mulher ja passou por algo parecido. Beijo!

  • RESPONDER
    luh
    28.11.2014 às 1:58

    Na vdd o fato de que a pílula a acarreta problemas para praticamente todas as mulheres q eu conheço e incluindo eu – incluindo muuuito eu- demonstra ao meu ver o qnt a medicina precisa evoluir quanto ao bem estar e saúde da mulher… Acho ridículo q em pleno século 21 as pílulas causem tantos efeitos colaterais … Alô pesquisadores olhem mais pela saúde da mulher…!!

  • RESPONDER
    Tatiana Costa
    28.11.2014 às 2:32

    Oi Joana.

    Meu nome é Tatiana, tenho 29 anos… Sou do RJ/RJ
    Assim como váaaarias meninas, também me identifiquei com o seu relato por vários motivos.
    Vou contar minha história.

    Desde os 12 anos eu tomo anticoncepcional. Comecei tomando exatamente por causa das malditas espinhas. Nessa idade, lembro que minha pele era um horror. Toda pipocada de tanta espinha que eu tinha no rosto.

    Depois de ir ao ginecologista e fazer uma ultrassonografia transvaginal, descobri que tinha SOP, e na época a médica me recomendou o anticoncepcional para que elas desaparecessem.

    No começo, o DIANE fez efeito em relação às espinhas. Mas depois de um tempo, elas reapareceram.

    Fui ao dermatologista que me indicou o tratamento com Roacutan. Passei quase um ano tomando esse remédio horrível. Horrível porque, além de várias restrições como não poder ingerir bebida alcoólica, recomendações bizarras como não engravidar (caso contrário o feto poderia nascer com má formação), ainda tinha que ficar fazendo exame de sangue de mês em mês para controlar as taxas de triglicerídeos (que o remédio pode aumentar).

    Fiz o primeiro tratamento. Minha pele melhorou muito.
    Mas o problema reapareceu e lá estava eu com as malditas espinhas novamente.

    A bula dizia que meninas que possuíam SOP poderiam ter novamente a acne. E foi exatamente o meu caso. Por sorte, na época, o fabricante fornecia um novo tratamento pra quem não ficasse curado, no caso de ter SOP. E lá fui eu tomar novamente essa medicação.

    Após o segundo tratamento, as acnes sumiram. Minha pele ficou ótima.

    Mais pra frente, novamente pequeninhas espinhas. A ginecologista me recomendou um anticoncepcional que segundo ela, era específico pra isso (Gracial).

    Não resolveu muito e voltei pro Diane (tudo com indicação médica).
    Nele fiquei.

    Lembro que foi nessa época que começou a aparecer na imprensa algumas reportagens dizendo que o Diane havia sido proibido em algum lugar da Europa exatamente porque houve um ou alguns casos de morte por trombose (por causa do anticoncepcional – só colocar no google pra ver).

    Lembro que na época, eu fiquei bastante assustada com isso e foi quando passei a me perguntar se a ginecologista era realmente confiável. Contei a situação pra ela, ela não ligou muito e disse que isso era notícia falsa pra tentar derrubar a empresa que produzia o remédio.

    Não acreditei muito no que ela disse e parei o anticoncepcional por contra própria.

    Resultado ?? Novamente espinhas pequeninas na região da testa.

    Voltei ao dermatologista que me indicou alguns antibióticos, alguns ácidos e disse que eu deveria voltar a tomar o DIANE.

    Foi o que eu fiz pra sumir com as espinhas. Minha pele ficou ótima. Mas minha libido estava praticamente morta.

    Decidi ir em uma nova ginecologista que me recomendaram.
    Foi uma ótima descoberta porque ela me passou zilhões de exames de sangue de tipos diferentes. Exames que nunca havia feito. Ela perguntou o que eu tomava e eu disse que tomava DIANE desde os 12 anos.

    Ela não gostou. Foi quando ela me contou desses tais casos do DIANE com a trombose, por conta dos problemas de circulação. Que muita gente toma esse anticoncepcional e não tem problema algum. Mas quem já tem tendência a ter isso e também problemas de circulação, não deveria tomar.

    Através do exame de sangue ela constatou que eu realmente tinha problemas de circulação e tendência a desenvolver trombose. Foi quando contei pra ela que minha avó materna tinha tido um trombo no pulmão que conseguiu curar.

    Ela me mandou parar com o DIANE na hora. Disse que o DIANE tinha uma taxa hormonal relativamente alta e que me passaria pra outro de dosagem menor. Me recomendou o QLAIRA.

    Fiz 3 meses com esse QLAIRA, tudo caminhava perfeitamente. Achei que a libido havia melhorado um pouco, quase não tinha cólicas, tão pouco menstruava e o inchaço era mínimo. Até diminui meu peso.

    Maaaas .. acredita o que aconteceu ? Novamente as malditas espinhas ! Passados aqueles três meses de adaptação do anticoncepcional, elas voltaram com força total !

    Ou seja .. não sei o que fazer pois, pelo que entendi, por conta dessa SOP, meu organismo precisa de anticoncepcionais de alta dosagem pra melhorar as espinhas.
    Mas ao mesmo tempo, não posso tomar anticoncepcionais de alta dosagem porque já carrego esse risco de ter trombose na família.

    Em breve vou retornar a ginecologista pra ver o que ela tem a dizer. Vou conversar com ela sobre a metformina (que nem conhecia) e perguntar o que ela tem a dizer sobre o assunto.

    Espero que você encontre o melhor método anticoncepcional pra você.
    Obrigada por compartilhar sua história com a gente.

    bjinhos

  • RESPONDER
    Lori
    28.11.2014 às 2:41

    Jô, tive ataque isquêmico transitório (AIT) relacionado ao uso de anticoncepcional oral. Depois do diagnóstico ainda fiz alguns teste com anticoncepcionais de baixa dosagem, mas os sintomas sempre voltavam.
    Há uns 12 meses uso como método a camisinha, aliada a coito interrompido, tabelinha e tudo o mais que me indicarem, só pra tentar diminuir a neura da gravidez. Mas não tem sido fácil, o medo é tanto que está afetando diretamente minha relação conjugal. Por esse motivo, comecei a cogitar o uso do DIU. Realmente, não é recomendado como primeira escolha para mulheres que ainda não tiveram filhos. Mas em casos como o nosso, o dispositivo é o melhor método contraceptivo. Estou morrendo de medo das reações adversas dele, mas estou disposta e decidida a enfrentar o risco.
    Parabéns pelo post e pela abordagem. Obrigada por fazer eu me sentir menos sozinha, compartilhando sua história e de tantas mulheres que enfretam o mesmo problema. Obrigada também por reforçar minha escolha pelo DIU.
    Beijos

  • RESPONDER
    Giovanna
    28.11.2014 às 3:25

    Comentei no instagram, mas estou aqui para dar meu desabafo.
    Parei com o anti Diane 35 há 3 meses.. parei por ler tanto sobre mulheres com AVC, trombose etc. Na familia tenho histórico de infarto e AVC e após sentir dores de cabeça e pernas absurdas fiquei em alerta.
    Qdo parei de tomar o anti minha menstruação desceu logo depois, porém demorou 1 mes e meio para descer a proxima, mesmo usando camisinha.. Maaas como fazia muito tempo que não usava (namoro há quatro anos), fiquei desesperada.
    Conclusão… preciso de outro metodo contraceptivo, mas sou mto nova e tenho mto medo de por DIU ou qualquer outro metodo que nao seja pilula e qdo quiser engravidar não conseguir….

    Parabéns pela coragem do desabafo! Beijos

  • RESPONDER
    Thaís Duarte
    28.11.2014 às 3:53

    Querida Jô,
    Desde quanto comecei a menstruar sentia muita cólica, dor de cabeça, enjoo e até diarreia. Fui a uma ginecologista e ela me receitou o Diminut. Não deu certo, ele me emagreceu muito e me senti muito mal. Como continuei a sofrer com o processo todo da menstruação ( TPM, cólicas, mal estar), minha mãe me levou ao seu ginecologista o qual me disse que não tínhamos a necessidade de menstruar, (apesar de algumas pessoas mais velhas dizem que não é bom, que a menstruação sobe para a cabeça e todos os mito que envolvem esse assunto) que o útero, grosseiramente dizendo, servia pra duas coisas: gerar filhos e ter câncer. No início fiquei meio receiosa, li muito sobre o assunto até que uma chefe que eu tinha (me vendo passar muito mal e por ela ter tido endometriose) me deu um livro pra ler que chama “Sangria inútil” do Dr. Elsimar Coutinho muito famoso no mundo da ginecologia. Lá explica muitas coisas sobre a menstruação e a sua interrupção. Após um tempo, comecei a fazer o uso da Depoprovera. Confesso que não foi muito legal. Tive muita depressão, que é um dos maiores efeitos colaterais que ela possui. Fiquei nove meses tendo aquele spot de menstruação, até que ela parece definitivamente. Um pouco antes disso, como eu estava tento muitos sintomas de efeitos colaterais, meu médico me receitou o Cerazette que é um anticoncepcional muito utilizado por quem está amamentando, por conter somente um hormônio: o progesterona. A não combinação do estrógeno e progesterona, diminui qualquer risco de trombose, AVC ou coisas do tipo. Interrompi minha menstruação há +/- 5 anos e só tenho que agradecer meu médico. O Cerazette é um excelente medicamento . Há tempos não sei o que é TPM e sofrer com o sangramento e todos os sintomas ruins que a menstruação causa. Recomendo que você faça a leitura desse livro que mencionei acima e deixo um link com uma entrevista com o Dr. Elsimar Coutinho para que, tiver interesse na interrupção da menstruação. Espero que eu tenha dontribuido um pouco. Beijos. Thaís.

    • RESPONDER
      Silvia
      28.11.2014 às 12:52

      Meu caso foi o contrário! Estava usando Depropovera e me apaixonei! Meu Gineco tentou me mudar para Cezarette e eu odiei. Acabei de voltar para o Depoprovera :)

      Beijos!

  • RESPONDER
    Thais Duarte
    28.11.2014 às 3:55

    Esqueci de deixar o link… Rsrs
    É esse: http://www.elsimarcoutinho.com/entrevistas/menstruar-nao-e-natural-revista-super-interessante/

    Beijos.

  • RESPONDER
    Ana Célia
    28.11.2014 às 6:03

    Parece até que você estava descrevendo tudo que vivi esses dois meses. Fiz 8 teste de gravidez. Tive que para o anticoncepcionais pelo mesmo motivo que você. E também não fico tranquila com a camisinha. Gostei de saber que existe uma pessoa igual ou pelo menos parecida, e que morre de medo de engravidar. Ah já tenho uma filha de 16 anos.

  • RESPONDER
    renata
    28.11.2014 às 6:48

    Que alivio ler tanta gente falando sobre a falta de libido!!! Achei que eu era a única problemática da história e tava piorando! Tomo pilula ha muito tempo e agora com essa falta minha gineco recomendou que parasse um mês e ver como eu fico… Fico com medo de parar e depender só da camisinha, mas agora lendo seu post e todos os comentários vou parar e logo!

    • RESPONDER
      Joana
      28.11.2014 às 9:57

      Eu parei tem pouco mais de um mês e nos primeiros dias meu libido voltou a ser de uma menina de 18 anos.
      As pessoas muitas vezes NEM NOTAM que o libido e a vontade de começar mudam, eu achava que eu era assim e ponto sabe?

  • RESPONDER
    Elisa
    28.11.2014 às 7:17

    olá Jo!

    Tomei anticoncepcional por um tempo e tinha todos os efeitos colaterais: inchaço extremo, celulite, e etc. Mas o pior de lidar sempre foi a perda COMPLETA da libido. Além de ser muito ruim não sentir nada, ter que “se explicar” pro namorado é muuuuuuuuito pior! E eu jamais associei esse problema a pílula, sempre pensei que eu era o problema, que eu precisava me tratar, que eu era a louca e diferente de todo mundo. Até que um belo dia a médica sugeriu uma pausa pra dar uma limpada no organismo e eu descobri outro mundo, descobri que o problema não era comigo e sim com a pílula. E senti a mesma sensação de liberdade, de segunda chance que vc sentiu qnd descobriu que não tava grávida. Acho que pela primeira vez na vida me senti mulher. Desde então adotei os métodos mais ultrapassados de todos: os naturais como tabelinha e bilings aliado com camisinha. Parece retardado e antiquado, sou super criticada pelas amigas que me chamam de louca (tenho pavor de engravidar) mas comigo tem dado MUITO certo! Já faz mais de 5 anos que estou nessa e muito feliz. Aprendi a conhecer e respeitar os limites do meu corpo, e quando não dá pra fazer sexo, não faz! Isso é natural pra mim e ficou ainda mais tranquilo depois que me casei. Meu marido me ajuda muito e respeita a nossa escolha pq sabe que é melhor pra minha saúde.

    Achei legal comentar sobre a minha experiência pois sofri muito pensando que era problemática, que nunca teria uma vida sexual normal, que era uma pedra de gelo. Na época era um tabu imenso, os médicos nunca me falaram desse sintoma e eu nunca imaginei que a causa pudesse ser a pílula.

    Bjs.

  • RESPONDER
    Caroline
    28.11.2014 às 7:32

    Passo por uma situação bem semelhante. Eu tenho enxaqueca com aura ha 10 anos e mesmo sendo medica, ignorava a informacao que poderia ter trombose ou avc.
    Quando comecei com varizes e refluxo de safena, resolvi colocar o mirena. O diu de cobre seria a melhor opção, mas meu estilo de vida (muitos plantoes, muitas horas em pé em cirurgia) não permitiriam ficar 7 dias menstruada e com fluxo intenso.
    Com o mirena, minha enxaqueca melhorou 90%. É incrível! Mas juto veio a oleosidade da pele e cabelo. Tomo roacutan 2x por semana e tudo voltou ao normal. Vale a pena sim, pense na sua saúde. O risco de avc em mulheres com enxaqueca é 17x maior.
    Boa sorte flor!

  • RESPONDER
    Camilla
    28.11.2014 às 7:44

    bom dia,
    Então nunca comentei aqui, mas esse assunto me toca então decidi contar. Em 2010 descobri uma trombose cerebral, com alguns outros pequenos focos em outros órgãos internos, desde então nada de anticoncepcional (foi causado por ele), e remédios diários para prevenir que o pior aconteça. Na época coloquei de emergência o DIU de cobre, aquele sem hormônio.
    Não tenho o que reclamar dele, claro que o ciclo aumenta, as cólicas também, quanto a acne tive assim que parei com o anticoncepcional, por cerca de 6 meses. Mas depois tudo se regularizou.
    Gostaria de deixar claro que o diu de cobre NÃO PRECISA ser aliado a tabelinha, ele é altamente eficaz. Eu não tenho filhos e por isso colocá-lo foi um pouco mais doloroso, mas nada que não desse para suportar. Algumas pessoas comentaram que NÃO PODE colocar
    Em quem não tem filho, isso não é verdade. Em caso específicos (assim como o meu) ele é sim colocado, aliás, era o único possível.
    Não é indicado também para mulheres que não tenham parceiros fixos, pois no caso de não usar preservativo ele aumenta os riscos de contrair alguma doença.
    Caso queiram podem entrar em contato comigo.. Sofri muito na época para aceitar tudo.. Acabei estudando um pouco (UM POUCO) o assunto.
    Beijos! E sorte a todas

  • RESPONDER
    Lola
    28.11.2014 às 7:53

    Aaaai como é bom saber que eu não sou a única que fica louca depois do sexo, mesmo com camisinha :(
    Tomei pílula por uns 3 anos direto, parando algumas vezes pra menstruar, porque minha menstruação é DO INFERNO. Cólicas antes, durante e as vezes depois, dura de 7 a 10 dias, um fluxo terrível que preciso usar 2 absorventes noturnos juntos e mesmo assim trocar várias vezes por dia, levantar de madrugada pra trocar, senão acordo no desastre. Mas engordei bastante por causa da pílula, esse foi o único contra, porque só me fez bem! Antes já não tinha espinhas, então não tenho nada a falar, minha pele e cabelo são secos. O problema é que mesmo na academia não emagrecia e depois desses anos comecei a ter escape e cólicas, então parei..
    Mas com a pílula ainda usava camisinha, porque meu medo de engravidar é super alto kkkk
    O meu maior problema é encontrar algo pra controlar ou parar minha menstruação pelos motivos que já falei, porque a minha paranoia não me deixa usar só um método.
    Adesivo, injeção, anel já vi relatos de que tudo isso engorda, então nem tento…
    Só me restaria o Mirena, mas não sei se algum médico colocaria em mim :(
    Não sei mais o que fazer pra parar o meu sofrimento todo mês por causa da maldita menstruação!

  • RESPONDER
    Daniela
    28.11.2014 às 7:57

    Oi,

    Minha experiencia com o “querido” não foi das melhores, tomei anticoncepcional durante 7 anos e nunca tive nenhum efeito colateral, mas de uns tempos pra cá estava sentindo muita dor de cabeça, por isso procurei um neuro, fiz exames e ele disse que era enxaqueca. Comecei a tomar o remedio receitado, mas a dor não passava, todo dia era a mesma coisa.
    Até que na manhã do dia 13/10/14 ao tentar ler um jornal, não consegui, porém, na verdade o problema era na fala. Quando me vi naquela situação me desesperei, chorava sem parar, mas apesar de estar um pouco “fora”, consegui ligar para meu marido e dizer que não estava conseguindo ler. Quando ele chegou já estava totalmente “fora”, não conseguia falar nada e nem sabia o nome dele, foi desesperador.
    Ao chegar no hospital, os medicos fizeram alguns testes, mas como não consegui responder nada, me encaminharam para fazer uma ressonancia e verificaram que tive uma trombose cerebral (nunca tinha ouvido falar), depois desse exame o médico deu o seguinte diagnostico ao meu marido: ela tem 15% de chance de morrer ou ficar com sequelas graves, tadinho do meu amado, ele ficou sem chão. Após esse diagnostico fui para o CTI, onde fiquei 4 dias e mais 8 no quarto.
    Apesar da trombose ter atingido uma extensa área do lado esquerdo do cerebro, não fiquei com nenhuma sequela, graças a Deus e aos médicos, pois trombose é de dificil diagnostico.

    Os medicos constataram que a trombose ocorreu devido ao uso do anticoncepcional.

    Fica o alerta!

  • RESPONDER
    Sarah
    28.11.2014 às 8:01

    Oi, primeira vez que estou aqui no blog… acho que toda mulher já passou por um drama real de achar que está grávida e sabemos o quão angustiante isto pode ser, de fato, acredito que para nós tivemos a “segunda chance” para nos planejarmos melhor sobre “família”.
    Enfim, sinceramente, vejo poucos efeitos colaterais da pílula, ao menos os mais usuais comigo não ocorrem, porém, já percebi que quando tenho enxaqueca (que varia a duas vezes no mês, uma vez ao mês ou uma a cada dois meses), eu sempre emendei a cartela, tenho essa mania porque meu fluxo é muito intenso e para evitar o transtorno vou tomando seguidamente duas ou três atrás da outra.

  • RESPONDER
    Lidiani Lima
    28.11.2014 às 8:18

    Oi Jo…. Ja tinha lidi o post da Cony, mas não tive tempo de comentar… Mas agira acho necessário falar um pouco fa minha história.
    Mentruei a primeira vez com 11 anos de idade (hj tenho 27) e com 12 comecei a tomar anticoncepcional para regular o fluxo que era de 5 dias e duas vezes ao mês.
    Passei por uns 6 tipos diferentes até dezembro de 2010 quando fui internada na UTI.
    Explico o pq…. Desde de outubro de 2010 sempre ai fazer um esforço fisico mais puxado ( não fazia nenhuma atividade fisica) me sentia cansada, com falta de ar e as vezes dava até uma dorzinha no peito. Mas sempre pensava… Nossa estou realmente muito sedentária….
    Até que um dia cheguei em casa com mochilas e sacolas e me deparei com o elevador quebrado e tive que subir de escadas. Quando chegeui ao segundo andar a dor no peito veio com tudo e e a falta de ar foi fenonemal… Sinceramente nao sei como consegui chegar em casa , abri a porta e me jogar no sofá e esperar 30 min para voltar ai normal…. Passei o resto do dia mal e qq esforço me dava does e sentia falta de ar…. Mas o medo de hospital fez com q eu não procurasse um médico… A noite tunha combinado coeus irmãos de jantar na casa de um deles e e prra chegar até a casa dele era preciso subir uma rampa e novamente tive outra crise… Mas mesmo assim só procurei um PS na manhã seguinte, depois de passar a noite inyeira com dificuldade de respirar. Quandi cheguei, fui logo pro atedimento, fizeram muitas perguntas, botaram soro, máscaras de oxigênio, pediram exames e entre eles uma ressonância…. Tudo negativo, mas minha oxigenação continuava em 76 e io certo é acima de 95… Depois de um dia inteiro e nenhuma melhora, acharam q seria melhor eu ficar no hospital, assim estaria sendo monitorada e farua exames mais específicos…. Confesso que me assustei, pois fui direto para UTI e a recepção do médico não foi nada agradável (hj em dia eles falam tudo na cara), ele me disse que meu caso poderia ser embolia pulmonar, mas que seria confirmado com exames que ele ja havia solicitado. Nunca tinha ouvido falar em embolia e ele chegou a me dizer que 70% dos casos não sobrevivem. Ai foi a gota d’Água, pensei que iria morrer. No dia seguinte fiz os exames e foi confirmado, eu tuve embolia pulmonar e 90% das duas vias respiratórias foram tampadas e realmente tive sorte de sobreviver. Enfim na mesma noite ja comecei o tratamento com anti-coagulante e permanessi na UtI por longo 10 dias ( passei o natal no hospital), quando fui pra casa, veio a montanha de exames para descobrir a causa, ja que eu nunca fumei, não tenho varizes, nunca tive fraturas exposta e nem passei por cirugia aberta, ou seja, a causa foi o uso continuo de anos do anticoncepcional. Desde o hospital ja havia parado de tomar e pela minha vida continuei sem. Mas ai veio o problema, tenho ovários policísticos e depois de 6 meses sem anticoncepcional as espinhas começaram a surgir e foi aumentando com o passar do tempo. Fiz inúmeros tratamentos faciais e só joguei dinheiro fora. Meu rosto chegou numa situação que eu já não queria mais sair de casa. Decidi então que queria tomar Roacutan, fiz inúmeras pesquisas para saber a relação com embolia pulmonar e nao encontrei nada. Fui em 3 médicos e eles rejeitaram a proposta, por ser casada e me previnir somente com camisinha… Ate que consegui convencer um deles e iniciei o tratamento com o Roacutan em out/2013 e terminei Out/2014. Continuo me prevenindo somente vom vamisinha e após dois meses de ter parado com o Roacutan minha pele ainda está boa, mas o futuro não sei como será. Não imaginava que anticoncepcional fosse tão complicado e trouxesse tantos riscos à saúde das mulheres. Bom sei q está meio extenso o texto, mas espero que ajude muito as suas leitoras. Qq dúvida, estou à disposição. beijos

  • RESPONDER
    ligia
    28.11.2014 às 9:29

    Jô…tomo anticoncepcional desde meus 12 anos. Neste ano tive alguns problemas serios de familia e tive uma “menstruação psicologica”, como minha gineco falou. Enfim, fiquei um mês inteiro menstruando bastante (e ainda tomando anticoncepcional – Yasmin) e foi horrivel. Até machucada eu fiquei por causa dos absorventes constantes. Minha ginecologista sugeriu que eu parasse de tomar anticoncepcional para dar um tempo nos hormonios e comecei a tomar antidepressivos. Uma loucura. Namoro ha 6 anos e também não quero engravidar neste momento e meu namorado se recusa a usar camisinha. Também estou nesse dilema do DIU, pois pelo que li é o unico método que não sofre com interferências dos antidepressivos. Sua postagem me fez pensar no Mirena e já marquei com minha médica pra conversar com ela sobre. Achei muito legal vc compartilhar sua histórias pois muitas de nós mulheres sofrem com este tipo de problemas…

  • RESPONDER
    28.11.2014 às 9:33

    Oi Jo,

    Nossa, eu tbm tenho uma preocupação gigante com o disco de desenvolver trombose ou ter um avc, vc fez algum exame para ver esse risco?
    Faz menos de 1 ano que descobri que tenho SOP, engordei horrores e o meu cabelo caiu cerca de 60%, a sorte é que eu tinha mto cabelo, desde então ckmeçei a usar anticoncepcionais e até agora não me adaptei a nenhum e não tive melhoras com a sop. Usei o Diane 25 por quatro meses e tive efeitos colaterais brutais, apesar da minha pele ter ficado linda e de ter emagrecido muito, tive que trocalo pelo yaz (que não me deu nenhum efeito colateral, mas minha pele virou ima frigideira), a poucos dias começei com o Belara e novamente os efeitos colaterais foram mega fortes.
    Estou pensando em procurar um neuro para ver as enxaquecas que comecei a ter com o uso do anti e vou fazer um rastreio para trombose hereditaria… Estou tentando ver se existe algum opção de tratamento da sop que não seja os anticoncepcionais.
    Estou a procura de uma nova ginecologista, pra ver se uma segunda opinião me ajuda a dar um rumo mais seguro para o meu tratamento. Jo, você podia me indicar sua ginecologista (por email)???

  • RESPONDER
    Grazi
    28.11.2014 às 10:27

    Jô,

    Complicado demais para a gente… Usei implante e sempre tomei antis. Em 2012 tive um tvc hemorrágico (trombose venosa cerebral) em decorrência de antis…. e depois de “aproveitar” as instalações de uma uti algumas vezes, vivo com uma sequela chata, cefaléia cronica diária. Não desejo para ninguém. Para te complicar ainda mais, meu irmão mais novo veio com o diu de cobre, e salvo engano a mulher do Marcio Garcia teve o último com o mesmo diu. Sugiro o Billings. Tem um livro ótimo explicando. Beijos e muito sucesso!

  • RESPONDER
    Nayara
    28.11.2014 às 10:32

    Oi amiga, estou passando pelos mesmos medos que você! Estou lendo muito e estudando um jeito de deixa a pílula. Tomo a Diane, que pelo que li nos comentários e outros sites, é a mais terrível. Sou casada, mas ainda não quero filhos. Estudando métodos contraceptivos conheci o Método Billings, estou pensando seriamente em adotá-lo, leia sobre ele. Quem sabe você se identifica! Beijos (http://fertilidadeinteligente.blogspot.com/)

  • RESPONDER
    Ca
    28.11.2014 às 10:58

    Oi!

    Amei o post e pelo que li nos comentários ninguém falou do Implanon!
    Coloquei ele há 1 ano e meio pois nunca fui regrada para pílula e odeio menstruar!
    Tudo estava ótimo até o meio desse ano, onde comecei menstruar “marrom”, ter espinhas periódicas, zero libido e o que está me assustando agora, meu pé está inchando demaiss!!
    Vou procurar um outro gineco e fazer mil exames, mas não sei o que fazer se tiver que não tomar nada! Sou recém casada e nem posso pensar em ter filhos!
    Ahh como mulher sofre!!

  • RESPONDER
    Eliza
    28.11.2014 às 13:09

    Acho que toda mulher já passou por isso. Também tive problemas com falta de libido, tomei por 12 anos o mesmo anticoncepcional, Tamisa 20. Isso foi quando eu tinha acabado de casar. Imagina vc ter q esplicar q não tinha vontade de transar pro marido, é lógico q ele n entendi.
    Fiquei sem tomar e os sintomas sumiram, mas o medo de engravidar era grande e passei a usar o nuvaring, foram 4 anos até q parei para engravidar.
    No período da amamentação usei cerazette que suspende a menstruação. Me fez muito mal, além de perder a libido me dava um desequilíbrio emocinal. Voltei a ficar em anticoncepcionais e foi maravilhoso, me senti com a libido de uma menina de 18 anos, tenho 33.
    Mas novamente a incerteza de correr o risco de engravidar falou mais alto e voltei pro nuvaring.
    Estou a uma semana com ele e estou com fortes dores de cabeça, sensação de peso e dor nas pernas.
    Minha médica sugeriu o Diu de cobre, mas tenho medo do fluxo intenso e das cólicas, aliás o problema de ficar em o anticoncepcional, além de risco de engravidar, são as cólicas fortes e o fluxo. Vamos combinar q n dá pra ficar com dor qndo vc tem um bebê pra cuidar.
    Tb estou na indecisão do que será melhor pra mim e pro meu casamento.
    Boa sorte para vc e nos conte o quando vc resolver seu dilema.

  • RESPONDER
    Gabriela
    28.11.2014 às 13:20

    Vc fez certissimo em parar de tomar anticoncepcional, tenho 26 anos e tive trombose na perna esquerda (foi uma coisa leve, numa veia acessória, mas doeu e me deixou muito assustada). Eu usava o Yas, há uns 2 anos, e usei o Diane 6 anos, detalhe: eu fiz todos os exames genéticos e não tenho nenhuma genética pra trombose, mas eu usava anti e fiz vôo longo, de 7 horas e fiquei sentada, pq sou muito medrosa pra levantar… Pois bem, eu sempre fui muiiiitoooo saudável, nunca tive cólicas, enxaquecas, corro 3x na semana, nado 2x na semana, faço yoga, como bem, sou mega saudável e TIVE TROMBOSE (combo: anti + voo longo). Então, meninas, sem querer assustar ninguém, se cuidem, peçam exames genéticos pra saber se tem genética pra trombose, e se puderem, cortem esses anticoncepcionais.

  • RESPONDER
    Lari Duarte
    28.11.2014 às 13:47

    Jô,
    coloquei o implante subcutâneo e MUDOU a minha vida!!!!
    É caro (5Dilmas…), mas vale cada $. Cortou todos os efeitos colaterais e tenho que trocar a cada 5 meses só no próprio consultório. Super tranquilo, fica na lateral das costas em cima do bumbum e não sinto nem apertando ou passando a mão rs. Ah! Sem contar que ter perdido 4kgs depois dele não foi nada mal rs.
    Beijos e boa sorte na sua escolha!

  • RESPONDER
    Lari Duarte
    28.11.2014 às 13:53

    Ah! E esqueci de comentar. Minha endocrino é super contra pílula. Ela diz que é um veneno e que a longo prazo todo mundo vai descobrir e parar de usar. Há 3 anos ela tentava me convencer de parar. Mas, meu ginecologista só se convenceu do subcutâneo esse ano depois de 5 anos estudando sobre. Enfim, o que eu quero dizer é que você tem que confiar na sua “equipe” e conhecer seu corpo. Estou mt feliz mesmo com o subcutâneo rs. Beijos

  • RESPONDER
    Camilla
    28.11.2014 às 15:24

    Jô, sua primeira menstruação atrasou no primeiro ciclo depois q vc parou com o remédio? Isso aconteceu comigo e algumas amigas. Parece q o primeiro ciclo demora uns 45 dias mesmo…
    Eu não tomo anticoncepcional praticamente pelos mesmos motivos q vc. Só q eu sou casada por isso passei a fazer billings com coito interrompido no período fértil. Funcionou por 4 anos até q eu relaxei e resolvi engravidar. Engravidei super rápido! No meu caso, os métodos naturais funcionaram pq se eu engravidasse não seria o caos, pra vc, com certeza é diferente.

  • RESPONDER
    Giovanna
    28.11.2014 às 15:53

    Adorei o post e amo cada dia mais esse espaço onde nos “falamos” como se fôssemos amigas… Esse é um assunto bem delicado, mas compreendo totalmente seu medo e principalmente sua sensação de alívio… Engravidei super cedo (tinha 21anos na época) estava fazendo faculdade, era totalmente dependente dos meus pais, financeiramente falando, mas por várias razões optei por levar a gravidez adiante e o namorado na época embarcou nessa comigo, porém foram tempos difíceis e eu fiquei com pânico de engravidar novamente, na época por causa do inchaço excessivo que a pílula ocasionava em meu corpo meu ginecologista optou pelo DIU de Cobre, fiquei com ele por 10 anos e não tive um problema sequer (o único inconveniente foi o aumento do fluxo menstrual) mas sei que alguns médicos tem um certo receio de colocarem o DIU em mulheres que nunca tiveram filhos… Hoje aos 37anos namoro um cara vasectomizado então finalmente pude relaxar, mas recomendo sempre o DIU e nunca precisei recorrer à tabelinha ou camisinha no período fértil… Boa Sorte e um abração

  • RESPONDER
    Amanda R.
    28.11.2014 às 17:53

    Joana, nunca tinha tomado pílula até começar a namorar sério e desde então eu tomo Diane, tem uns 2 anos e meio. No começo foi perfeito pra mim! Diminuiu tudo que eu sentia, cólica, dor insuportável nos seios, dor de cabeça, menstruação com data e hora pra vir (isso era o melhor de tudo porque a minha era mega desregulada)… fiquei acho que 1 ano super bem… depois não sei como nem porque, mas a dor de cabeça vem, exatamente 1 dia antes de descer e parece que eu vou morrer a qualquer momento de tanta dor, as pessoas acham que estou com frescura, mas não estou, só preciso de um quarto escuro o dia inteiro! Levei essa questão ao gineco e ao neuro e eles falaram que era normal! Eu tenho realmente uma alteração característica de quem tem enxaqueca, então só tomando remédio mesmo pra tratar, mas a pré menstrual não tem remédio que cure. A pílula também me ajuda pois tenho seios muito densos e com isso tenho vários cistos! A primeira vez que meu médico disse que eu tinha vários cistos eu quase infartei, imagina isso aos 24 anos, mas como ele disse que não tinha risco por enquanto me conformei! A pílula ajudou bastante a diminuir, mas eu preciso sempre ficar atenta a essa questão pois tenho mais risco de ter câncer de mama! Ultima vez que fui no gineco descobri que um dos cistos aumentou de tamanho, mas graças a Deus ainda não é nada para que eu me preocupe. Como meu gineco também é mastologista então continuo com ele, com a Diane e com a dor de cabeça, porque hoje com 26 anos é melhor aceitar a dor de cabeça do que descuidar e desenvolver um câncer de mama né?!

  • RESPONDER
    Daniela
    28.11.2014 às 20:50

    Oi Jô. Sigo o futi há algum tempo, mas é a primeira vez que comento. Hahah justamente porque me identifiquei bastante. Tomo pílula há três anos porque no começo do namoro tive essa jóia com camisinha também. Daí, nunca mais parei. Mas sinto que minha libido tá zerada e meus níveis de testosterona estão mais baixos, o que causa cansaço e já me deu umas taquicardia esquisitas. Eu ainda não parei de tomar, mas pretendo colocar o Mirena ano que vem. Eu já tive muita espinha e tive que tomar Roacutan. Desde que parei, tomo o anticoncepcional, então tô nervosa em parar de tomar, com medo das espinhas. Mas a minha ginecologista disse que o Mirena não causa espinha, ele só não impede como a pílula. Porque a pílula circula no sangue do corpo todo e tem estrogênio, já o Mirena é só progesterona, numa dose tão pequena que só fica no local onde libera, não cai na circulação. Quem impede as espinhas é o estrogênio. Conversa com sua médica sobre isso. Espero que eu tenha Ajudado! Beijo.

    • RESPONDER
      Joana
      28.11.2014 às 21:00

      Daniela,
      Minha ginecologista também me disse isso, masssss depois de pesquisar 200 casos de acne com mirena na web vi uma série de textos que dizem que o mirena causa sim em algumas pessoas. Pessoas que não tinham antes da pílula (o que nem é meu caso). Na bula parece que existe acne como efeito colateral e por isso eu prefiro não seguir com a ideia de usar o mirena.
      Ele não trata acne realmente, nem ele e nem o diu de cobre, mas pelo que entendi algumas pessoas tem reações adversas quanto a pele e peso com ele, por menor que seja a quantidade de hormônio.
      Eu pesquisei 200 artigos antes de escrever esse texto, inclusive conversei com amigas que usam e tem umas que não tem nenhuma reação, outras que ficam com a pele levemente oleosas e rola uma minoria que teve problema de espinhas vindos do mirena sim, infelizmente.

  • RESPONDER
    Natalia
    28.11.2014 às 22:34

    Oi Jô.Uso o mesmo anticoncepcional há 09 anos.Uso um de baixo nível hormonal e graças a Deus nunca tive nenhum efeito colateral.O problema é que descobri há pouco um cisto na glândula pineal que tá bagunçando com meus hormônios,tanto que mesmo tomando pílula,estou menstruando há semanas e segundo minha neurologista (ainda não fui ao ginecologista,vou essa semana) é bem provável que eu vá precisar trocar minha pilula atual por uma com a dosagem hormonal maior,o que eu não quero justamente por conta dos efeitos…bom,vou brigar pra manter o anticoncepcional,até pq meu sonho era me livrar do cisto rs mas se não der certo vou ser beeeem crítica na escolha.
    De coraçãp espero que vc (e eu,caso precise) encontre o método contraceptivo mais adequado ao seu caso.

  • RESPONDER
    Silvia
    29.11.2014 às 0:10

    Aparentemente a única mulher que toma anticoncepcional e vira ninfomaníaca é a personagem de “50 tons de cinza”!!!

    Então meu caso é complexo pq A) eu não posso ovular e B) eu não posso menstruar. Aos 17 descobri que tinha algo chamado Mittelschmerz conhecido como síndrome da ovulação dolorida. Significa que quando eu ovulo, meu folículo quando se rompe, e muitas vezes, sangra e esse sangue incomoda a região abdominal. Na primeira vez acharam que eu estava com apendicite, mas precisei até fazer laparoscopia para fazer biópsia do sangue pq ele não estava sendo absorvido. Então desde os 17 anos eu tomo anticoncepcional!

    Uns dois anos atrás eu comecei a ter cólicas horríveis de 15 dias, incapacitante mesmo tomando pílula. Além disso eu comecei a ter dor durante a relação. Ai meu gineco fez o diagnóstico: endometriose! Por sorte é uma pequena aderência que não atrapalha o resto e nem precisa ser removida até entao, mas eu comecei a tomar Depoprovera e parei de menstruar desde então. Achei q ia ser a coisa mais estaranha do mundo mas hoje não sinto a menor falta! Recentemente tentamos mudar para a Cezarette mas eu odiei e voltei para a Depoprovera. Eu não sei dizer se a minha libido estaria melhor sem anticoncepcional, mas dor e passar metade do mês com colicas, já é um super corta t3são de qualquer jeito. Acredito que a libido possa ser trabalhada e estimulada mesmo que diminuída, mas não dá para brincar com a nossa saúde ne? Ah! E eu vou no angiologista com frequência de pelo menos uma vez por ano e ele sabe de AVCs, derrame se varizes da minha família, então sempre faz o exame da circulação.

    Acho que método contraceptivo é tentativa e erro. Aliás eu sempre adorei comprar camisinhas diferentes nas viagens para experimentar e já usei diafragma por um tempo – parei pq não achei mais o espermicida. É um método um pouco desajeitado no início mas se não me engano mais seguro que a camisinha. É uma pena que não invistam mais nele por aqui, mas conversa com a sua médica pq é sempre uma alternativa tb! :) E boa sorte com a procura!

    Beijos!
    PS: A gente vai amar um Baby Futi qdo for a hora! <3

  • RESPONDER
    babi g
    29.11.2014 às 14:29

    Jo, tomei hormonio dos 15 aos 29… Pra controlar a oleosidade da pele num primeiro momento e depois para não engravidar… Achava que a pílula era uma dádiva divina, que me deixava livre das espinhas, da cólica, da tpm… Mas precisei parar de tomar quando fui fazer uma cirurgia estética… e resolvi, por conta própria ficar um tempo sem. Quando resolvi voltar percebi o estrago que fazia no meu corpo… Voltei a ter formigamentos nas mãos e boca (coisa que eu tinha e não achava que era a pilula que causava), inchaço, muuuuitas celulites que haviam sumido e eu achei que era só pq eu havia emagrecido para fazer a cirurgia (coloquei silicone e queria ficar tchuchuca magrinha). Detalhe, emagreci 5 quilos depois de parar com a pilula sem nenhum esforço. Parei de tomar de novo e fui à medica para tentar outra alternativa. Prontamente ela indicou o anel ou o DIU Mirena Que tem “ação local” e são vendidos como super inofensivos. Na ocasião achei que era a melhor alternativa, mas como é caro fiquei de ver se o convenio cobriria uma possível internação para colocar o DIU sedada. E comecei a pesquisar e descobri que a ação não é tão inofensiva assim e que os hormonios circulam sim pelo nosso corpo, causando os mesmos efeitos colaterais de pilulas orais. Ou seja, balela. Estou há mais de 2 anos estudando e agora encontrei um médico que tem a mesma opinião que a minha, não usar hormonios sob nenhuma hipótese. Vou colocar DIU de cobre. Estou finalizando os exames. E é impressionante o quanto nós ficamos nas mãos dos médicos e por mais inacreditável que possa parecer, como é comum a falta de informação sobre esse tema.
    Desejo sorte na sua busca.
    Bjos!

    • RESPONDER
      Amanda
      19.05.2015 às 22:19

      Oi Babi, vc colocou o Diu de cobre? E durante os dois anos que não tomou anti vc usava oq?

  • RESPONDER
    Bia
    29.11.2014 às 15:36

    Oie, apesar de acompanhar assiduamente o blog, nunca comentei, mas acho que tenho uma “boa” experiência para compartilhar: problemas com espinhas sempre me acompanharam devido a isto comecei a tomar anticoncepcional cedo (Diane) até que aos meus 23 anos fui diagnosticada com um mioma grande no útero. Devido a isto tive que suspender o uso de hormônios (pois eles podem ter sido a causa de meu tumor aparecer tão cedo) e iniciar o tratamento que durou quase um ano….e as malditas e dolorosas espinham ressurgiram e me incomodavam muito em todo este período. Qd finalizei o tratamento do tumor fui regularizar outras áreas da minha vida…anticontraceptivo e espinhas! Eu não poderia mais tomar hormônios (pois poderia fazer o tumor voltar) então recorri ao Roacutan (melhor decisão da minha vida!) para resolver as espinhas, mas ainda faltava resolver a questão do anticontraceptivo. Conversei muito com meu ginecologista e decidi colocar o DIU de cobre, pois assim como vc tomei um susto achando que estava grávida (do meu noivo) e não queria ter que confiar só neste método, queria algo mais “seguro”. Coloquei o DIU tem dois anos e estou extremamente satisfeita com minha escolha, senti cólicas e tive escapes nos 3 primeiros meses, mas depois tudo de acertou e estou ótima, meu fluxo não aumentou e nem as cólicas! Realmente acho que foi uma decisão muito feliz, hoje uso um anticontraceptivo considerado seguro, pois além de barreira física o cobre age como espermicida (matando os sptz), não uso hormônios de forma desnecessária, e graças ao roacutan não tenho mais problemas com espinhas, ah…e sem comentar a libido né! Acho que escolhi a opção mais segura por meu corpo. Detalhe: coloquei o DIU de cobre no centro cirúrgico e fui sedada, pois tenho útero retroinvertido (o que dificulta a insercão do DIU e causa dor) e nunca tive filhos (no Brasil tem a cultura de não se colocar DIU de cobre em quem nunca teve filho pois o canal uterino ainda é estreito) desta forma foi super tranquilo e indolor. Espero que minha história te ajude um pouco! bjim

  • RESPONDER
    Mirela
    29.11.2014 às 23:22

    Jo,
    Já tive varios momentos “ame ou odeie” com a pilula também. Comecei a tomar Diane com 24 anos por causa da acne. Meu caso nunca foi serio pra dermatologista receirar Roacutan, mas sempre tinha aquelas espinhas chatas, principalmente no queixo. A melhora foi impressionante, mas as enxaquecas também aumentaram muito (detalhe: desde criança tinha dores de cabeça). Foi a minha homeopata que me explicou que as enxaquecas estão relacionadas ao inchaço e me receitou tomar diuretico 5 dias antes do fim da cartela, o que alivia muito. Depois de uns anos com a Diane, tentei a Yasmin (mesma coisa) e depois a Yaz, que supostamente dava menos efeitos colaterais. Até que há uns 4 anos, comecei a me sentir mais inchada ao longo do mês, não só quando a cartela estava pra terminar, com dores nas pernas, abdomen dilatado e mais dores de cabeça. Tentei outras pilulas, ficar um mês sem tomar… mas nada adiantava. Logo depois que casei o inchaço passou a me incomodar muito e decidi suspender a pilula. Fiquei nessa por quase 1 ano, usando camisinha e meio que fazendo tabelinha. Só que eu continuava inchando perto da menstruação, tinha uma TPM que nem eu me aguentava, o fluxo era mais intenso (e com isso vem aquela preocupação de trocar o absorvente toda hora) e ainda por cima tinha cólica! E, claro, a pele ficou mais oleosa. Para piorar, apareceram uns cistinhos no ovário. Meu ginecologista receitou Diane de novo e lá fui eu de novo… com os mesmos beneficios e efeitos colaterais. No fim de 2013, pedi pra ele trocar pq as enxaquecas estavam demais. Testei novamente a Qlaira (que já tinha experimentado antes e não gostei muito) e desta vez me dei muito bem. As enxaquecas ficaram mais controladas (mas continuava com o diuretico 5 dias antes e ocasionalmente quando me sentia muito inchada) e parei de menstruar, o que sinceramente acho otimo. Lembro que em uma conversa com meu irmão (que é medico), ele me disse algo que nunca esqueci, que o melhor método anticoncepcional é aquele que faz a gente se sentir bem. A pilula tem seus problemas (o inchaço, as microvarizes, o risco de trombose, dores de cabeça e manchas na pele – que agora com a “idade” vão se revelando) mas pra mim ainda é melhor do que TPM extrema, fluxo irregular, acne e, o risco de engravidar. Acho que já comentei com vc que ter filhos nunca foi uma certeza na minha vida, então sempre tive pavor de engravidar, a ponto de usar camisinha e tomar pilula pra ficar 100% segura. Não sei dizer se a pilula tem relação com a queda da libido, acho que fatores emocionais contam mais que tudo e nunca cogitei o DIU pq sei que ele aumenta as colicas. Agora estou terminando a 2a cartela da Cerazette, que é uma pilula de progesterona (e assim como a Qlaira tem 28 comprimidos e vc não menstrua) e estou gostando muito (aqui na Inglaterra a gente não pode comprar pilula sem receita, então tive que ir no medico pedir e a 1a pergunta que ela fez foi se eu sentia dor de cabeça e inchava com a pilula. Quando disse que sim, ela sugeriu a Cerazette – que, assim como todos os remedios, é de graça!). Por via das duvidas, mandei um whats app pro meu ginecologista e ele aprovou! Enfim…acho que a decisão sobre parar ou não a pilula é individual Todo mundo vai ter uma opinião diferente, mas só a gente pode pesar os pros e contras e fazer o que é melhor pro nosso bem-estar. Espero que vc encontre a solução rápido e sem estresse! Bjsssss

  • RESPONDER
    Ana Luiza
    29.11.2014 às 23:48

    Oi meninas!

    Bem,sempre sofri muuuuito com a acne,que me perseguiu até a idade adulta.Ha uns 4 anos,por recomendação da endocrinologista,comecei a tomar Diane,após ser diagnosticada com SOP. O efeito foi maravilhoso: zero espinhas,o cabelo parou de cair e ficar oleosissimo,zero cólicas e TPM,nunca mais. Só alegria. Continuei sem efeitos colaterais,mas parei de tomar após uns 8 meses de uso por causa dos riscos. Passei esse tempo sem tomar, e voltei ha uns seis meses,ciente dos problemas que podem surgir. comigo o Diane deu tão certo que nunca mais tive a pele como antes: as espinhas tomavam conta do meu rosto,meus braços,minhas costas… Quem já passou por isso sabe como é devastador pra auto estima!! por sorte,mesmo depois que parei de tomar,nunca mais minha pele voltou a ser o que era. como disse,voltei a tomar agora,e pretendo continuar por mais uns 6 meses e ver o resultado. E também sou a louca dos exercicios( corro 1 hora 6X por semana),não como carne e não tenho histórico de AVC na família.Mas,e claro,cada uma sabe de suas necessidades. Beijos e sorte e saúde para todas nos!!!

  • RESPONDER
    Laine souza
    30.11.2014 às 0:37

    Oiii, td bem? Gostei do assunto abordado, principalmente porque vivemos em um mundo da qual poucas mulheres conhecem seu próprio corpo e todas as suas reações!! Eu não obtive nenhum problemas com anticoncepcionais!! Mas tive um problema renal que forçou a retirada de todo e qualquer medicamento, principalmente a longo prazo , sendo assim minha Ginecologista optou pelo Diu de cobre!! Ouvi muitos boatos sobre ele! Mas Gracas a Deus comigo nenhum aconteceu!! Uso a 5anos e meio e super recomendo!!! Até hoje ele não aumentou meu fluxo e TB não fiquei desregulada, e TB nesses 5 anos não precisei usar camisinha no meu relacionamento!!! Bjo espero ter ajudado

  • RESPONDER
    Carla Simone Castro
    30.11.2014 às 8:30

    Meu nome é Carla Simone Castro da Silva, tenho 41 anos e sou professora universitária federal.Como expliquei por telefone, sofri uma trombose venosa cerebral, com hemorragia subracnoide ( oclusão total dos seios sigmoide, transverso e sargital )há 87 dias. Não apresento nenhum fator de risco e nunca tive problemas de coagulabilidade. Quando ainda estava no hospital, meus alunos me mandavam mensagens pelo celular ou redes sociais e eu não conseguia responder por estar com a visão comprometida. Tive a ideia de fazer um vídeo, que pra minha surpresa se tornou um viral nas redes sociais. Sendo assistido por mais de 2.730.000 pessoas e compartilhado 140 mil vezes. Comecei então a receber mensagens de mulheres do Brasil inteiro que haviam sofrido problemas graves como o meu.

    Link do vídeo.
    https://www.facebook.com/video.php?v=960534627297394&set=vb.100000225986081&type=2&theater

    Quando os médicos me disseram que a provável causa da minha doença era o anticoncepcional, pois em janeiro eu havia feito uma bateria de exames e minha saúde estava perfeita. Exames estes refeitos em julho para que eu pudesse assumir um cargo federal em Brasília e confirmaram meu estado de saúde, comecei a pesquisar nos portais acadêmicos sobre ACOs e o risco de trombose. Descobri que era mais comum do que dizem as bulas. Com outras “ vitimas “ da doença abrimos uma página no facebook e começamos a colher depoimentos. Até o momento 1.117. O que não quer dizer que não existam mais!
    Eu então procurei a imprensa e começamos nossa luta por Exames prévios e mais informação.

    Durante a anamnese o médico pergunta sobre histórico familiar, o grande problema disso é que a paciente pode não saber ser portadora de trombofilia, a doença pula gerações. Só se detecta trombofilia com exame de sangue ou saliva em laboratório de genética. Se uma portadora de trombofilia tomar anticoncepcionais tem o risco aumentado em 149x. A trombose leva ao AVC, A embolia pulmonar, a Hemorragia cerebral e ao infarto agudo.

    Link da página:

    https://www.facebook.com/pages/V%C3%ADtimas-de-anticoncepcionais-Unidas-a-favor-da-Vida/279481195591370?ref=hl

    Links de algumas matérias na imprensa:

    http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2014/10/1527651-professora-sofre-trombose-apos-uso-de-pilula-e-denuncia-outros-casos.shtml

    http://globotv.globo.com/tv-anhanguera-go/bom-dia-go/v/professora-sofre-trombose-no-cerebro-causada-por-uso-de-anticoncepional-em-goias/3676207/

    http://noticias.band.uol.com.br/cafe-com-jornal/video/15215269/go-professora-afirma-que-sofreu-trombose-por-tomar-anticoncepcional.html

    http://www.sbt.com.br/jornalismo/noticias/45416/Pilula-anticoncepcional-gera-discussao-nas-redes-sociais.html#.VFDsKPRDs9w

    http://rederecord.r7.com/video/uso-do-anticoncepcional-pode-causar-trombose-5419f5310cf24d6b9ecbe3bc/

    http://g1.globo.com/goias/noticia/2014/09/professora-diz-que-teve-trombose-apos-usar-pilula-anticoncepcional.html

    http://g1.globo.com/goias/noticia/2014/10/mulher-tem-trombose-ao-usar-pilula-anticoncepcional-pode-ser-fatal.html

    http://www.lepetitjournal.com/sao-paulo/actualite-bresil/197023-carla-simone-castro-notre-mouvement-souhaite-tirer-la-sonnette-d-alarme-a-propos-de-la-pilule
    http://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/cristiane-segatto/noticia/2014/10/vitimas-da-pilula-anticoncepcional.html

    http://cbn.globoradio.globo.com/programas/cbn-noite-total/2014/10/06/PILULAS-DE-ANTICONCEPCIONAL-COMBINADAS-PODEM-AUMENTAR-RISCO-RELATIVO-DE-PROBLEMAS-COMO-TR.htm

    Bom! Fizemos uma denúncia contra à Anvisa e a FEBRASGO no ministério público federal. Pois o registro de casos graves apesar de recomendado pela Anvisa não é compulsório. Havendo entre 2009 a 2014, apenas 3 registros.

    Estima-se que a população feminina brasileira está assim distribuída:

    Total de mulheres no Brasil 103.527.000,00
    Total de mulheres em idade reprodutiva ( 15 a 49 anos ) 53.834.040,00
    % de mulheres que fazem uso de métodos contraceptivos ( 67% ) 36.068.806,80
    27 % usam ACOS 14.535.190,80
    casos de trombose estimado 5 /10000 100.000,00

    número aceitável de casos de trombose 726,76

    Fonte: PNAD/ IBGE – Cálculo estimado nos dados. A página já contabilizou 1.117 depoimentos.
    Link artigo FEBRASGO , publicado em 13/10/2014 http://www.febrasgo.org.br/site/?p=9904

    Solcitação na Anvisa : número 612267

    Não estamos com este movimento tentando DEMONIZAR os Contraceptivos hormonais e sim alertar para o risco e pleiteando ações que possam diminuir a incidência da doença.

    Pelo o que Lutamos? PELO DIREITO A INFORMAÇÃO:
    Revindicamos ao Ministério Público Federal : Manifestação : 80.761

    1) REGISTRO OBRIGATÓRIO DOS CASOS GRAVES PELOS MÉDICOS JUNTO À ANVISA
    2) INFORMAÇÃO SOBRE O RISCO DE TROMBOSE ESTAMPADO NA EMBALAGEM DO MEDICAMENTO
    3) INDICAÇÃO DOS EXAMES PARA A VERIFICAÇÃO DE TROMBOFILIA OBRIGATORIAMENTE
    4) PESQUISAS ATUALIZADAS ( COM NO MÁXIMO 5 ANOS ) SOBRE A SEGURANÇA DOS MEDICAMENTOS
    5) CAMPANHAS MACIÇAS JUNTO A CLASSE MÉDICA SOBRE A EMINÊNCIA DA TROMBOSE PARA UM DIAGNÓSTICO PRECOCE.
    6 ) CONTROLE DA VENDA COM RETENÇÃO DE RECEITA COMO OCORRE EM PAÍSES EUROPEUS.

    Se puder, por favor nos ajudem! Essa é hoje a doença que mais mata no mundo. Estima-se 1 milhão de casos ao ano. 1 pessoa morre a cada 37 segundos.Estamos tentando mobilizar a classe médica. Neurologistas, angiologistas, pneumologistas, endocrinologistas e geneticistas. Não estamos contra os ginecologistas e sim reivindicando mais cuidados e revisão da anamnese.

    Link de depoimentos como exemplo;

    Daniele Medeiros: 2 TVP e embolia pulmonar. Apesar de saber ser portadora do fator 5 ( V ) de Leiden, recebeu indicação da ginecologista para usar Yasmin.

    https://www.facebook.com/pages/V%C3%ADtimas-de-anticoncepcionais-Unidas-a-favor-da-Vida/279481195591370?ref=hl

    Thainá Fernandes: Trombose Cerebral aos 16 anos.

    https://www.facebook.com/video.php?v=347161975460618

    Luiza Taconelli – Trombose cerebral aos 26 anos

    https://www.youtube.com/watch?v=1FuGsp9MaTU

    • RESPONDER
      Nayara
      30.11.2014 às 16:14

      Oi Carla
      Acabei de ver seu vídeo e estou em prantos.
      Com 6 meses de uso aconteceu isso com você, o que poderá acontecer comigo que tomo há 9 anos???
      Estou decidida a parar de tomar!!! Ainda mais agora.
      Obrigada pelo seu depoimento!

  • RESPONDER
    Estela
    30.11.2014 às 8:41

    Adorei saber que não estou sozinha nas neuras! Você já ouviu falar do anel vaginal (Nuvaring)?! Nos 2 primeiros meses confesso que meu libido foi pro buraco, mas a partir do 3o mês tudo ficou numa boa: confio no método, e estou com a pele e o humor bons! Sucesso!

  • RESPONDER
    Adrielle
    30.11.2014 às 10:21

    ja tentou ou conversou com a GO sobre usar injecao? Para mim foi a alternativa menos incomoda ainda mais pelo fato de ser uma vez por mês. E não tive nenhum problema desde que uso. Tenta conversar e achar uma que se adapte, na verdade queria tomar uma de 3 em 3 meses mas ainda não fui lá para conversar. Boa sorte !

    • RESPONDER
      Silvia
      30.11.2014 às 15:42

      Oi Adriellle, td bem?

      Eu tomo de 3 em 3 meses e adoro MAS é uma carga hormonal mais forte e que dura mais tempo no seu organismo. Sou super pró injeção, acho que você deve perguntar para seu médico mas talvez se não tiver razão – eu tomo pq tenho ovulação dolorida e endometriose – seja melhor ficar de mês em mes mesmo. Pelo menos pelo que li, as de 3 meses podem levar até um ano para “sair do organismo” e você engravidar. Sem falar que eu tomei uma outra que não era a Depoprovera é menina, me senti na própria menopausa! Tinha calores, suava, até cheiro no corpo eu que nunca tive, comecei a ter! As vezes é melhor não mexer em time que está ganhando! :) Só um pitaco de alguém qua já passou uns 15 anos por vários hormônios diferentes!

      Beijos!!!

  • RESPONDER
    Paula
    30.11.2014 às 12:11

    Jo!
    Passei por algo parecido que vc! Ano passado, em um ultrassom de Abdome superior de rotina, requisitado pela gineco, apareceu um nódulo no meu figado, de 3 cm. Procurei um hepatologista, dois, aliás, e ambos foram contundentes ao recomendar que eu parasse imediatamente de tomar a pilula (tomava o allestra 20 há 9 anos).
    2 ressonancias magneticas com contraste e 2 cintilografias com substancias radioativas bem longas depois, foi diagnosticada uma hiperplasia nodular focal, tumor benígno, que nao maligniza, nem é recomendada a cirurgia, pelo menos enquAnto o tamanho nao atrapalhar! Já faz 1 ano que estou usando apenas camisinha, nao
    Vou dizer que é a melhor coisa do mundo, teve mês de ficar estressada achando que estava gravida, mas vc realmente ve como é ser uma mulher “sem limites” ou bloqueios que a pilula causa, voce volta a ovular, a libido volta à normalidade e vc se sente até mais saudável! Minhas enxaquecas também diminuiram muito, a acne piorou um pouco, mas foi so no inicio, hoje em dia tá tranquilo! Apesar do hepatologista ter recomendado o diu de mirena, meu pai, que é médico tambem, falou que, pelo fato de estar de casamento marcado, pra daqui a 3 meses, e nao ter tido filho ainda, seria melhor segurar a onda e nao colocar! Mas como ja foi falado acima, existe divirgencia de opinioes entre os medicos, mas a do meu pai teve o peso decisivo pra mim, pois é a pessoa que imagino querer o melhor pra mim!!! Boa sorte, querida!

    • RESPONDER
      Silvia
      30.11.2014 às 15:48

      Oi Paula! Achava que só eu era uma pessoa que “dependia” do diurético pela retenção de líquidos!!!! Eu retenho com ou seu remédio, mas pior é uma alergia que faz uma forma de edema que me deixasse com enxaqueca que só melhora se eu tomar diurético! Obrigada por me fazer me sentir menos estranha!!!

      Bjs!

  • RESPONDER
    Mari
    30.11.2014 às 14:23

    Jo,
    Tomei anticoncepcional por 10 anos. No final do ano passado tive uma trombose venosa profunda. O médico suspendeu imediatamente o uso dele. Nunca tinha tido problemas de acne até então. Durante os primeiros meses sem a pírula, minha menstruação ficou desregulada e surgiram muitas acnes e a pele ficou oleosa (antigamente chegava a ser seca). Não fiz uso de nenhum outro método contraceptivo. Meu médico só me recomenda o uso do DIU, mas ainda tenho dúvidas em relação a ele. Tenho 25 anos e não tenho filhos.
    A uma semana descobri que possuo a Síndrome de Crockett, e por isso pode ter me dado a trombose. E o anticoncepcional pode ter sido um “ajudante” neste processo.
    Adorei ler esse post em seu blog. Não tinha conhecimento que mesmo usando o DIU, existem possibilidades de engravidar no período fértil.
    Estou nesse mesmo dilema que você. Somente a camisinha me deixa apreensiva. Acho que vou acabar colocando o DIU.
    Beijos

  • RESPONDER
    Carol
    30.11.2014 às 17:09

    Jô,

    Em se tratando de anticoncepcionais, sempre fui muito preocupada quanto à sua utilização,, sobretudo com a possibilidade de vivenciar uma gravidez indesejada e de sofrer os efeitos colaterais. Desde os meus 17 anos, durante 7 anos, usei variados tipos de pílulas anticoncepcionais (o que me tornou PHd neste assunto no grupo de amigas) e me vi engordar, reter muito líquido, sofrer com a TPM e com as constantes dores de cabeça, além de ter a libido reduzida. Meu ginecologista me sugeriu o uso do DIU Mirena e, durante 1 ano e meio, pensei se o colocaria ou não. Para amenizar o peso da decisão, envolvi minha mãe e meu namorado nesta escolha e procurei me informar ao máximo sobre todos os malefícios e benefeícios que tal opção poderia me proporcionar. Durante todo o tempo em que pensei, acredito que a coisa mais importante que eu aprendi foi que você vai ouvir diferentes depoimentos sobre o tal método contraceptivo, alguns muito positivos, outros negativos, e até assustadores, mas, é preciso levar em consideração, sobretudo, as suas características pessoais, o seu histórico. Além disso, é preciso confiar muito na equipe médica que lhe acompanha, e, de fato, ter um pensamento positivo, de que as coisas darão certo. Apesar de todas as críticas ao DIU Mirena – ainda ñ tenho filhos; a ausência de menstruação é um ponto um tanto quanto polêmico na Ginecologia; o risco (ainda que baixíssimo) de engravidar durante sua utilização e a gravidez ser de risco; o DIU sair do lugar ou ser expulso – optei por colocá-lo, quando me senti realmente segura em arcar com qualquer efeito colateral que pudesse me ocasionar, e, há quase 2 anos, vi minha qualidade de vida aumentar consideravelmente. Hoje, raramente menstruo; quando ela dá as caras, dura alguns dias, e com pouco fluxo; ñ tenho mais TPM, retenção de líquido ou dor de cabeça; recuperei a libido. Na verdade, eu nem me lembro que uso o DIU (ou que tenho útero, hahahaha). Ñ preciso me preocupar mais em tomar a pílula, se medicamento X vai ou ñ cortar seu eteito, com a Fulana que jura tomar todas as pílulas direitinho e mesmo assim ñ saber como engravidou. No final das contas, foi uma libertação. Especificamente sobre as espinhas, nunca sofri com elas. Quando coloquei o DIU, durante 3 meses, tive espinhas nas costas, que passaram com o tempo. Portanto, a minha experiência com o DIU Mirena foi extretamente positiva, assim como a experiência da minha mãe com o DIU de cobre. Desejo-lhe sorte na caminhada até a escolha, e também após sua opção.

    Beijo beijo,

    Carol.

  • RESPONDER
    ane
    30.11.2014 às 19:34

    Engravidei da minha filha tomando pílula ( ainda amamentava meu filho), fiquei desesperada e desde então sofro todos os meses esperando minha menstruação. As vezes esqueço de iniciar a pílula no sétimo dia, então uso camisinha, o que me apavora, mas ao mesmo tempo fico feliz por que minha líbido fica no nível máximo, o que não acontece com a pílula. Pedi que meu marido fizesse a vasectomia, já que pro homem é muito mais tranquilo. Mas, enquanto isso não acontece vou procurar meu Gineco pra decidir o melhor método.

  • RESPONDER
    Ery
    30.11.2014 às 20:08

    Estou na mesma situação. Tomei Artermidis35 durante 7 anos seguidos. Parei há 1 ano por motivo de queda de cabelo brusca junto com um estresse excessivo e fortes dores de cabeça quase todos os dias, mas também sentia dores terríveis nas pernas. Mas sempre desconfiava do anticoncepcional que estaria causando isso. Fui no endrocnologista, ela me passou o exame para vê a quantidade de cortisol ( hormonio do estresse) e não deu outra, estava triplicado. Foi quando parei de tomar o anticoncepcional por conta própria e meu cabelo agora voltou ao normal, mas minhas espinhas voltaram aparecer ( quando tomava tinha uma pele toda limpa ). Agora, estou a procura de um outro contraceptivo que não seja oral e que não traga risco a minha saúde e um futura gestação.

  • RESPONDER
    Tami
    01.12.2014 às 2:43

    Eu li todo seu texto, e resolvi comentar porque passei por situação semelhante há pouco tempo. Sempre fiz uso de pílulas, mas por ter muitas varizes (que me incodam muito) eu resolvi parar de tomar a pílula e fui em busca de outro método! Conversei muito com minha ginecologista, e fui até ao angiologista (pra ver a questão das varizes) e no meu caso o recomendado foi o uso do DIU, o mirena! Posso te dizer que foi a melhor coisa que eu fiz na minha vida, o fluxo diminui muuuuito (a maioria das mulheres para de menstruar, mas não foi o meu caso), e você não tem a preocupação de lembrar todos os dias da pílula! Quanto a acne, realmente elas resolveram aparecer novamente no meu rosto, porém eu fui ao dermatologista e já estou “resolvendo esse problema” com alguns tratamentos, porque no meu caso valeu a pena! Espero ter te ajudado contando minha experiência!! Espero que dê tudo certo! :)

  • RESPONDER
    Camila
    01.12.2014 às 9:39

    Oi Jô!! Olha, já passei por essa neura de “tô gravida, e agora?” por duas vezes, ambas devido à uma amenorreia causada por troca de pílula. Na primeira vez, eu tinha só 20 anos, então imagina só meu desespero; tinha acabado de entrar na faculdade e tava com um cara por quem nem apaixonada era. Usava “Gracial” nessa época, e de uns 6 anos pra cá só uso “Adoless”, que foi o recomendado pelo meu ginecologista. Segundo ele, o Adoless tem uma dosagem baixa e posso emendar as cartelas sem problemas. É o que eu faço, e parei de menstruar por opção minha. Minha menstruação era muito forte e durava cerca de 12 dias, todo mês. Tinha muitas dores de cabeça e meus seios ficavam extremamente doloridos. Minha TPM era infernal e ninguém me aguentava. Não tenho do que reclamar; minha pele é outra desde que comecei com Adoless mas acho mesmo que as celulites pioraram. Quanto à questão da libido, posso dizer que é o maior defeito da pílula, sem sombra de dúvidas. A minha era zero quando namorava, sério. Cheguei a parar de tomar e fiquei só na camisinha, mas morro de medo, não confio, não relaxo. Filhos não estão nos meus planos nem agora nem no futuro, e sou muito neurótica com isso. Tomo pílula direto, até quando não estou sexualmente ativa mas penso muito na minha saúde também. Penso em quais serão as consequências disso quando for mais velha. Já pensei no DIU também, mas meu ginecologista é contra; acha que sou nova demais pra esse método e diz que é comum haver complicações pós-DIU, como inflamações e tal. Difícil ser mulher, né? Beijo grande pra você :)

  • RESPONDER
    camilla
    01.12.2014 às 10:36

    Bom, eu não me adaptei ao anticoncepcional MESMO. Em um ano engordei 12kg, tive crises de enxaqueca, vomitei, fui pro hospital, fiquei mal humorada e muito desanimada, enchi de varizes e celulite, perdi a libido quase completamente. Depois de quase 2 anos de casada decidimos parar e usar só preservativo. Só de parar, perdi 2kg e com atividade física e alimentação consegui perder mais 6kg. Minha disposição mudou e não senti mais enxaquecas e a libido voltou com tudo. Outra vida!!! Acabei engravidando no susto, por descuido depois de um ano na camisinha. hehehe. Aí são outros hormônios e outros quilos a mais e outros incômodos. Mas não troco por nada nessa vida. Anticoncepcional nunca mais.

  • RESPONDER
    Ligia
    02.12.2014 às 0:38

    Joana adorei o post!!

    Tenho 29 anos e há 2 anos tomo a injeção cyclofemina, nunca havia tomado anticoncepcional mas quis a injeção pq sabia que eu não teria disciplina para tomar a pilula, desde a 1ª dose me adaptei bem e nunca senti nada de diferente, e a minha medica tbm achou bom pq tenho pressão alta só que na metade de 2014 o cyclofemina ficou uns três meses fora de linha ai troquei pelo mesygina ai sim ficou ruim, ele é super doido para aplicar e ainda dói dps de aplicado , desse não gostei pq alem da dor desregulou mto a minha menstruação, ai voltei para o cyclofemina mas agora fazem 4 meses que não menstruo, tive dois sangramentos breves mas menstruação mesmo nada, minha medica disse que é normal pois é um efeito colateral da troca dos anticoncepcionais.
    Gostaria de não precisar tomar nada mas não ficaria tranquila só com camisinha, e olha que meu namorada não transe sem camisinha de jeito nenhum pq tem medo de me engravidar kkkk mas daqui uns dois anos quero engravidar ao vou querer o DIU com certeza.

  • RESPONDER
    Mica
    03.12.2014 às 18:18

    Olá Jô! Li seu post e adorei, achei muito interessante você falar sobre isso para suas leitoras. Até porque você deu algumas informações e falou sobre riscos que talvez muitas mulheres não conheçam,. Tenho uma experiência para compartilhar com você e com tds que passarem por aqui . Hoje estou com 24 anos, a 1 ano e 4 meses atrás, na véspera de completar 23 anos comecei ter fortes dores de cabeça, dor essa que não cessava com nenhum tipo de medicamento, uma semana após ela se tornar insuportável eu descobri que estava com trombose venosa cerebral. Fui internada, submetida ao uso de vários medicamentos , passei por uma triagem e fiz diversos exames. A conclusão que os médicos chegaram foi que tive trombose causada pelo uso de anticoncepcional Diane 35, evidentemente, diante disso fui proibida de fazer uso de qualquer tipo de anticoncepcional, exceto o DIU. Então minha ginecologista me aconselhou a colocar o mirena, a princípio eu não considerei a hipótese e estava disposta a usar apenas preservativo, até que aconteceu um episódio desagradável com o preservativo e eu me desesperei pois não podia tomar pílula de emergencia mas também não poderia engravidar, ambos apresentariam riscos a minha vida, porem a gravidez não apresentaria só riscos a minha vida como também a vida do bebê e ainda me causaria outros transtornos pois estava na faculdade, morando sozinha e sem condições de criar um filho, então acabei arriscando e usando a pílula. Posteriormente procurei minha médica, relatei o acontecido e decidi colocar o mirena, como nem tudo são flores, quando eu tomava diane 35 tinha uma pele ótima, sem acne e sem oleosidade. Hoje, com o uso do morena estou cheia de acne, fazendo tratamento com dermato a 6 meses, travei uma luta porque eu realmente não tenho outra opção, já cogitei tirar o diu, mas não sei se seria o melhor, então continuo com o tratamento de acne e com o mirena, só não sei quando que consiguirei resolver o problema da acne, minha expectativa é que quando fizer um ano que estou com o mirena as coisas melhore. Beijos Jô! Adorei seu post, adoro seu blog!

    • RESPONDER
      Mica
      03.12.2014 às 18:24

      Corrigindo, *com uso do mirena. Corretor como sempre causando constrangimentos na escrita.

  • RESPONDER
    Alessandra
    04.12.2014 às 18:01

    Olá, Jô !!
    Então, tenho 27 anos e durante 10 anos fiquei tomando anticoncepcional, decorrer dos anos apareceu um nódulo no seio direito, fiz cirurgia e o resultado benigno. A ginecologista indicou outro anticoncepcional passei a tomar, fiquei um período tomando, fazendo ultrassom da mama como acompanhamento, passou um tempo percebi o remédio não estava mais fazendo efeito. Fiquei muitos anos tomando os YAZ senti não estava fazendo efeito, a médica indicou Mercilon o efeito colateral terrível, engordei, cabelo caiu muito achei que fosse ficar careca, tive hemorragia, dentro do mesmo mês que tive todas as reações possíveis, senti algo estranho no seio esquerdo. Ja sabia os procedimentos passei no mastologista ele passou diversos exames e retornei com ele só falou ” pode parar com anticoncepcional nunca mais, tem risco de trambose, o nodulo que surgiu efeito dos anticoncepcionais anterior e o recente de agora, tem no seio esquerdo 1 nodulo e 2 cistos e no seio direito apareceu outro nodulo em cima da cirurgia” susto enorme !! Foi feito biopsia nos seios, Graças a Deus deu benigno.
    Hoje não tomo nada anticoncepcional praticamente todos os meses estou na ginecologista, todos os meses a menstruação atrasa outro SUSTO achando que é gravidez.
    É isso, fica o alerta para as meninas !!!
    Jô, adorei seu post e blog !!

    Bjs

  • RESPONDER
    PaulaVenturin
    04.12.2014 às 18:06

    Oi Joana,
    Estou me perguntando como cheguei ao seu post…. Mas cheguei e venho compartilhar com você a minha experiência com a pílula anticoncepcional. Fazia uso há mais de 10 anos e nos últimos anos estava usando Yaz, tive problema com enxaqueca, com queda de libido e o piro de tudo tive uma trombose na perna esquerda em Setembro/2014. Fiquei internada e agora sigo com o tratamento por um período de 6 meses e faço uso de anticoagulante, tenho algumas restrições devido ao uso desse medicamento, mas creio que por estar aqui hoje já ganhei um presente.
    Esse remédio é uma bomba e um perigo a curto ou longo prazo. Foi indicado pelo ginecologista devido a TPM, acne e cólicas muito fortes e hoje vejo que não vale a pena. Existem sim outros métodos bem mais seguros inclusive para nossa saúde. Hoje não tomo mais anticoncepcional, mesmo que o médico libere o uso, nunca mais.
    Paula Venturin

  • RESPONDER
    NATHÁLIA
    15.03.2015 às 7:47

    Joana,

    Tomei anticoncepcional por 6 anos decidi parar por causa da enxaqueca também, tinha dores horríveis parecia que ia enlouquecer de tanta dor de cabeça e vomito e sempre piorava na semana que iria menstruar. Desde então nunca mais menstruei, isso já fazem 4 meses. No inicio achei que estava gravida já que vacilei com a camisinha. Fiz teste de farmácia e deu negativo, esperei mais um tempo e nada de menstruar então fiz o beta hcg e novamente negativo.
    Já estou desesperada, não menstruo a exatamente 4 meses e meu rosto esta horrível de tantas espinhas, a unica vantagem é que nunca mais tive crises de enxaqueca. Nós mulheres sofremos demais, temos que estar o tempo todo escolhendo, no meu caso ou ter espinhas e não ter enxaquecas ou ter enxaquecas e não ter espinhas…

    • RESPONDER
      Joana
      15.03.2015 às 11:00

      Baby, para tudo, vai no medico e faz uma transvaginal, por tudo que eu estudei e li você deve estar com ovários policísticos! Faz exame para ver a tendência a trombose. Com ou sem pílula veja se vale entrar com a metformina em caso de ser SOP mesmo! Minha pele ta complicada. Leia meu post do “novário: a novela do ovário”. Acho que vc pode se identificar com a escolha de Sofia lá! ;)
      Procura na pesquisa, mas não deixa de ir no médico!

  • RESPONDER
    Débora acácia
    05.04.2015 às 2:01

    Tomo anticoncepcional ciclo 21 a 6 anos e de uns meses pra CA sinto muita dor na minha perna esquerda …e apareceu três linha vasos, dai passei no vascular ele disse que era por conta do remédio que o melhor a fazer é parar ,já me disseram desse método DIU mais fico com receio …e tenho medo de ficar só na camisinha e engravidar ,difícil saber o que fazer pois não quero ter problemas de saude por causa dele

  • RESPONDER
    Josi
    10.04.2015 às 14:41

    Oii!

    Me conta como você tá hoje. Qual foi o método escolhido?

    • RESPONDER
      Joana
      10.04.2015 às 15:04

      Estou postando tudo na categoria do “Novário”, se você procurar a palavra na pesquisa a direita acho que vai achar tudo isso e mais um pouco. :)

  • RESPONDER
    Eduardo
    11.04.2015 às 13:07

    Olá Joana,

    O risco de trombose ( http://medfoco.com.br/trombose-sintomas-tratamentos-e-complicacoes/ ) com o uso do anticoncepcional existe mas é raro, uma opção para mulheres que têm enxaqueca menstrual é o uso contínuo da pílula, ou seja, abolir a menstruação da sua vida.
    Existem diversas formas contraceptivas ( http://medfoco.com.br/formas-de-evitar-a-gravidez-metodos-anticoncepcionais/ ), espero que encontre a melhor para você!

  • RESPONDER
    Daniela
    27.07.2015 às 22:31

    Olá Jô! Vim parar nesse post porque estou desesperadamente procurado algo para tirar minha ansiedade! Sou casada, tenho um casal de filhos, 8 e 6 anos, tomo primera 20 há 6 anos, tomo todos os dias, as vezes vario o horário, mas não é tão diferente, o que ocorre é que este mês minha menstruação ainda não veio, e desde que tomo o AC sou regulada. Ainda não fiz um teste de gravidez, mas estou com todos os sintomas de menstruação, dores nas costas, nos seios, olheiras (sempre tenho quando estou menstruada). Será que é possível engravidar tomando AC?
    Depois de ler esses depoimentos decidi que vou parar de tomar AC de qq jeito, meu marido vai fazer a vasectomia, cansei de ter libido diminuída e o risco de desenvolver tromboses, mas confesso que minha pele ficou bem melhor depois de comecei a tomar AC!

  • RESPONDER
    Janaina
    11.08.2015 às 20:53

    Eu não quero mais tomar nenhum anticoncepcional devido os inúmeros relatos de trombose causada pelo o uso dessa pilula, que vi na net. Inclusive tenho casos na família. Enfim não quero mais correr riscos, não tenho filhos ainda. E vou arriscar no preservativo e tabela mesmo. Acredito que pode dar certo. Boa sorte ;)

  • RESPONDER
    Ana Paula
    17.08.2015 às 14:34

    Nossa… estou passando pela mesma coisa!
    Tomo Diane há 14 anos e foi a salvação da minha pele! Também fiz todos os tratamentos possíveis e somente com o Diane consegui controlar. Até mesmo quando tomei o Roacutan (que na época era chamado de outro nome), quando parei a oleosidade da pele foi voltando (escorria água!)
    Sei como é sofrer com acne e não quero isto nunca mais!
    Mas enfim.. o Diane para mim sempre foi ótimo. Porém venho a um bom tempo também sem libido… fortíssimas dores de cabeça principalmente na semana que parava de tomar o comprimido… então tentei emendar as cartelas, a dor da cabeça melhorou um pouco mas acabei tendo um cisto no ovário no ano passado(não sei se foi por isso) que já fiz cirurgia e retirei…
    Resolvi mês passado parar de tomar o Diane, para ver se minhas dores de cabeça diminuíssem, mas muito pelo contrário, pioraram! E minha menstruação veio no dia 09/07 quando parei de tomar o comprimido e até agora nada de ela vir novamente! Já fazem 39 dias!
    Também estou super preocupada!

    • RESPONDER
      karine
      21.03.2017 às 11:15

      Ana Paula, durante quanto tempo você sentiu dor de cabeça após parar de tomar o diane? Faz 3 meses que parei de tomar e a dor de cabeça não passa, sinto dor constante.

  • RESPONDER
    Danielle Vieira
    19.08.2015 às 22:04

    Olha, eu sofro do mesmo problema que você(tanto a maldita enxaqueca com aura como as acnes, o que o tratamento de uma parece ser incompatível com a outra, infelizmente) e eu sei bem o que é viver nesse dilema horrível. Enfim, tomei anticoncepcional fraco mas específico para o tratamento da pele e claro, regulação menstrual, durante um pouco mais de 6 meses e tive de parar porque minhas crises vieram com mais frequência. Então fiquei sabendo que para mulheres que possuem enxaqueca com aura o uso de anticoncepcionais combinados (com estrógeno) é proibido, o que me impedia de regular a menstruação e o rosto. Me foi indicado então o uso de Cerazette(anticoncepcional só de progesterona) só que com ele, eu não menstruaria. Tenho medo disso e gostaria de saber se você poderia pesquisar sobre. Obrigada e boa sorte para nós! (: Quero me manter informada com relação ao seu progresso nesse assunto, me interessa muito kk como você percebeu!

  • RESPONDER
    tamara
    25.08.2015 às 15:56

    ola meninas tomei o anticoncepcional 4 anos o elaine 21 depois decidi toma elaine28 so foi uma cartela e nao tomei mais faz 18 dias que ta atrasado, so que nesse atras tive dois dia de borrao de cafe so q nao sujo a calcinha e ontem saiu uma gosma parecendo clara de ovo, meninas me ajuda

  • RESPONDER
    Vanessa
    26.08.2015 às 7:12

    Amei teu post pois to num momento cheio de duvidas quanto ao usa do anticoncepcional. Muitas vezes pensei no DIU mas todo mundo sempre dizia que o DIU é apenas para mulheres que ja tiveram filhos, e que eu nao poderia usar. Outro probleminha é nao estar no meu pais, pois é tao mais complicado… enfim vou pesquisar sobre esse mirena. Valeu mesmo!!

  • RESPONDER
    Ana
    26.08.2015 às 11:12

    Olá … gostei da abordagem do post…. Uso o Mirena a 4 anos e foi a melhor opção pra mim, pois tinha problemas com os anticoncepcionais orais e a camisinha é um tanto quanto, inconveniente… pra usar a longo prazo… Como já tenho um filho de 12 anos e não tenho a intenção de engravidar, foi a melhor opção.
    Como vi em alguns comentários, sobre a acne, sofro com acne desde a adolescência … o Mirena não aumentou nem diminui os meus problemas, com as abençoadas espinhas persistentes … hoje tenho 35 anos, e ano passado fiz tratamento com o Roacutan, 40mg ao dia, durante 6 meses …. Não tive problema nenhum, em relação ao Mirena e o Roacutan, tudo muito tranquilo e resultado excelente.
    Enfim, indico 100% o Mirena e o tratamento com Roacutan.

  • RESPONDER
    Rosana
    18.09.2015 às 14:42

    Gente, fiz uso de anticoncepcional por muito tempo e parei de tomar de tanto ler os malefícios a saúde, a falta de libido e cansaço que sentia .. Nunca tive filhos e optei por colocar o DIU de cobre e digo que foi a melhor opção que fiz! Pra quem acha que não pode colocar em mulheres que não tiveram filhos, procure um médico mas atualizado que ele explicará a incoerência dessa informação ! Abraços

  • RESPONDER
    Lia
    19.09.2015 às 21:43

    Olá!.Tenho 39 anos,e tomo pilula a 21 anos,nunca fiz pausa, do tipo de 6 meses.Somente a pausa dos 7 dias.Sempre tomo as 23:00 horas(tomo o Diane35).Ultimamente estou emendando as cartelas,emendei 5 cartelas ai parei menstruei e comecei a tomar novamente,nesta segunda cartela que emendei,dia 7/09/2015 tive relações com meu esposo,tomei a pilula normalmente como sempre,na segunda,terça,quarta,quinta.Na sexta me esqueci de tomar,e só vi no sábado quando fui tomar a outra,estava ciente que tinha tomado na sexta.Será que tem chances de eu ter engravidado,pois já que os espermatozoides,ficam dentro da mulher por até 3 dias.No caso,do dia 7 até dia 10,eu estava prevenida pois tinha tomado.Estou tomando normalmente,e não tive mais relações até hoje.

  • RESPONDER
    sofia
    14.10.2015 às 20:21

    Olá sou a Sofia eEstava tomando uma pílula que não era a que o médico recomendou e só dei conta depois vir acabou então dei pausa de 7 dias e tomei a pílula e não esperei a menstruação apareceu o que é que eu faço?

  • RESPONDER
    Vanessa
    15.10.2015 às 10:24

    Voltei aqui so pra falar um pouco sobre o que aconteceu comigo e que talvez possa ajudar a outras meninas.
    Eu estava bastante pensativa sobre continuar ou nao o anticoncepcional, vi muita gente falando sobre o DIU e pra minha surpresa minha médica aqui na Italia me sugeriu ele, embora eu nunca tenha tido filhos. So que passei pra o meu problema n° 2…. tenho um fluxo muito intenso razao que fez minha medica recuar e optar por um outro metodo, o qual estou usando agora. Trata-se de uma pilula conhecida como minipilula que possui apenas 1 hormonio, aqui ela se chama Nacrez, mas no Brasil vi que é produzida com outro nome. Por enquanto estou me dando super bem e sem qualquer efeito colateral!!!

  • RESPONDER
    Thais
    23.10.2015 às 0:07

    1 ano dps e eu aqui respondendo ao seu post.
    Minha situacao tem sido parecida, porem meu problema com anticoncepcional nao eh medo de avc e nem nada do tipo, é que nao me dou bem com nenhum. Dor de cabeca, enjoo, perda de apetite, estresse, emagrecimento, enfim.. eu nao me sinto saudavel tomando esse comprimidinho todo santo dia, e so usar camisinha… nem pensar.. o namoradinho odeia, e na hora por mais q a gente tente sempre acaba rolando sem. E os outros metodos, o diu causa colica e aumenta o fluxo, tudo que menos queria na vida.. e to nesse dilema.. mas continuo com o anticoncepcional.. tentando um novo pra ver se da certo. Bjs!

  • RESPONDER
    Jessica Avelino
    18.12.2015 às 10:15

    Oi Jô!

    Faz tempo que você escreveu esse post hahahaha mais me ajudou hoje, um pouco digamos. Então deixa te contar minha tristeza com o tal do anticoncepcional. Eu tomo ele contínuo a cerca de 5 anos, isso porque tenho tendência a ter endometriose, que a suspensão da menstruação diminui os riscos de desenvolver a doença. Porém sinto sintomas ruins como o inchaço e o pior de dotos a falta do libido :(
    Trocando por miúdos, como estou com muito inchaço, parei a cartela para menstruar, e…. ainda não veio nada! Estou na mesma “será que estou grávida”. Também como você, não posso ter filhos agora e minha cabeça está a mil. Hahaha Amanha é o dia de saber o que tenho, e confesso que estou super tensa! Depois desse susto, claro se não tiver baby vou conversar com minha gini para ficar uns 6 meses sem tomar pra ver se resolvo o problemão do libido.

    Beijaaaaao :*

  • RESPONDER
    Mariana
    21.12.2015 às 12:11

    Olá…
    é tão confortante saber que mais pessoas passam pelo mesmo que nós. Hoje acordei com enxaqueca e determinada a esquecer o anti… só que isso me atormenta com outra dor de cabeça, a de não confiar no preservativo e o temor de uma gravidez que no momento não será legal, você já testou o DIU?? Como foi sua experiência ?? Minha mãe usa MIRENA e reclama bastante…

    Beijos

    • RESPONDER
      Joana
      21.12.2015 às 12:39

      Eu uso o DIU de cobre e adoro, pra mim deu super certo. To precisando fazer o exame da ultra pra saber se ele está no lugar certo, depois to até pensando em fazer mais um post dessa série.

  • RESPONDER
    Tata
    05.01.2016 às 23:10

    Adorei seu post mais ao contrário dos comentários eu quis parar com o AC mais engordei demais, pele e cabelo extremamente oleosos, minha barriga parece que estoi grávida sem contar que nao menstruo a mais de um mês mesmo tento os sintomas. Com meus 30 anos nao posso mais adiar meu sonho de ser mãe porém os efeitos sem o remédio estao me irritando mais.

  • RESPONDER
    Letícia
    10.02.2016 às 21:32

    Oi, nossa, acho que esse post caiu do céu!
    Parei de tomar o anti pelos mesmos motivos.. Falta de libido, celulite e não me sentia mais a mesma. Tomava desde os 15 e tenho 24, minha ginecologista me indicou pq tenho SOP. Parei e minha menstruação está a mais de 7 dias atrasada, já fiz 5 exames e todos negativos, tenho sentido cólicas fortes e o bico do peito bem dolorido, como se fosse uma TPM bem forte, mas os exames estão negativos! Tenho certeza que usamos camisinha todas as vezes e não furou( eu verifiquei). Procurei na internet e muita gente falando que quando ficou grávida foi assim etc.. Bom chegar aqui e ver que quando se para o anti demora mesmo a vir.. Se alguém também teve esses sintomas e não estava grávida, por favor, me diga! Mesmo com os negativos eu estou muito preocupada.
    Obrigada pelo post!

  • RESPONDER
    Mariana
    11.02.2016 às 16:32

    Li todo o seu depoimento… e assim, eu sempre fui relutante a pílula!
    Tinha muita cólica na adolescência, sempre me recomendaram tomar… mas nunca tomei por medo de engordar, e olha melhor coisa que fiz.
    Aos 22 anos quando sai da faculdade, descobri que tinha ovário policístico, portanto entrei na pílula (Diclin) mesmo a contra gosto. Nunca usei a pílula para evitar gravidez, sou fã da camisinha e acho que funciona super bem. O negócio é se adaptar a camisinha e colocá-la bem.
    Sim, já arrebentou algumas vezes… aí deve-se levar em consideração a marca também. Eu recomendo Jontex. Mas todas as vezes que arrebentou, mesmo tomando pílula e ainda tomava pílula do dia seguinte; porque assim como você sou neurótica com a possibilidade de gravidez sem planejar.
    Recomendo que você invista na camisinha juntamente com espermicidas e tabelinha.
    A segurança completa está em utilizar mais de um método ao mesmo tempo, este é o segredo. E não confiar apenas em um. Tenho vida sexual desde os 16 anos, estou com 29 anos e nunca engravidei.
    Eu fiquei 06 anos tomando pílula, a mesma pílula (Diclin) até que teve o efeito contrário, meu médico disse que fiquei mais fértil… que poderia mudar, mas ainda assim teria que parar por 03 meses. Pois bem, parei há um mês… meu rosto encheu de espinha e olha que nunca tive acne na minha vida, mas sei que é temporário. E antes de entrar neste blog, acabei de ler que não usar pílula facilita a perca de peso. Enfim, acho que quanto mais externo for o método anticoncepcional é melhor. E a prioridade na sua vida, tem que ser sua saúde… e não a acne, por mais que seja doloroso. E seu namorado tem que compreender isso. Boa Sorte. Bjo

  • RESPONDER
    Aline
    22.03.2016 às 17:56

    Olá!

    Vou contar minha experiência. Resolvei parar o ac pq n queria mais tomar hormônio. Conversei com o marido e ele concordou. Tem dois anos que parei e até hoje vejo algumas melhoras. O melasma é um exemplo. As manchas foram reduzindo gradualmente e hoje, quase dois anos depois, acho que reduziu em 80%. Logo que retirei meu rosto explodiu de espinhas. Espinhas internas e doloridas. Foi horrível. Fiz as orientações da dermato e as espinhas reduziram consideravelmente após um ano da retirada. Mas agora tenho o incômodo de algumas espinhas internas todo mês sagradamente. E tenho 30 anos. Me conformei que n terei nunca mais aquela pele de bebê que o ac dá. Outra piora foi no cabelo. Teve o lado bom que parei de ter queda de cabelo. Mas eles estão nascendo completamente porosos. Sem vida nenhuma. Agora estou na batalha de recuperar os fios. Andei sem tempo e acabei n cuidado. Ah, e passei a ter tpm coisa que n tinha com o ac. Mas isso eu n vejo como uma coisa ruim. Acho bom pra nos conhecer e conseguir lidar melhor com as emoções. Ah, e a libido né. Voltou ao normal graças a Deus. Acho que a questão de ter mta acne e, no meu caso, cabelos porosos é só por conta da transição e depois tudo se acerta.

    Espero ter ajudado.

  • RESPONDER
    Lorrayne
    20.04.2016 às 11:22

    Olá! Gente, preciso de opiniões! Estou na minha segunda cartela de molieri 20! Meu corpo mudou muito, eu corro, pedalo e sou vegana… Mesmo assim eu engordei, sinto o inchaço nas minhas pernas, meu peito dói durante o tempo que eu tenho que tomar, e só para de doer na pausa de 4 dias! Tô cansada disso! Vou parar de tomar… Ou vocês acham que eu paro só na próxima consulta? É pq a consulta vai demorar, eu queria parar antes! PS: nunca havia tomado antes!

  • RESPONDER
    Bruna
    09.05.2016 às 5:18

    Oie Jo!

    Olha, eu li esse post em 2015 (quando vc estava atualizando a “novario”) e estava passando por momentos tensos por causa da pílula tbm, e ler isso tudo não me deixou nada tranquila ao pensar numa vida sem a “segurança” dela.
    Por que estou comentando hoje, em 2016? Porque há quase 1 ano estou livre da bendita, e meu método contraceptivo é camisinha+sintotermal!
    Mas isso ainda não responde o motivo de estar aqui tanto tempo depois…Lendo hoje, com toda informação que eu tenho, me deixa mais assustada do que fiquei na época.
    Falando com todo o carinho e respeito do mundo, acho perigoso demais um post como esse, com tantas informações erradas sobre ciclo menstrual. Pelo o que entendi, vc tinha parado de tomar AC, não estava monitorando seu ciclo, sinais de fertilidade e etc, então não tinha como dizer que sua menstru atrasou!!! Quem comanda o ciclo é a ovulação, e quando se para de tomar AC o corpo pode demorar pra voltar a produzir seus próprios hormônios. Pelo seu relato, vc apenas demorou pra ovular, o que é perfeitamente normal visto que ovulação não tem dia marcado…

    Leia este blog sobre fertilidade, é ótimo e vai te ajudar a entender melhor o ciclo menstrual e porque vc se preocupou a toa: http://www.ladoocultodalua.com/2015/05/08/ciclo-menstrual/

    Se puder propagar informações mais corretas sobre isso, pode evitar que outras meninas fiquem na neura (como eu já fiquei, antes de saber das coisas).
    Hoje eu acompanho meu ciclo, registro meus sinais de fertilidade tenho conhecimento do que está acontecendo comigo e uso essas informações a meu favor, não fico mais preocupada a toa, sei quando vou menstruar, etc. Por isso se vc puder fazer um post mostrando o outro lado (correto) da moeda, seria muito interessante! ;)

    Método sintotermal: http://www.ladoocultodalua.com/2015/05/29/percepcao-da-fertilidade-parte-4-o-metodo-sintotermal/

    Um beijo!!!

    • RESPONDER
      Joana
      09.05.2016 às 9:38

      Bruna,
      Vou pesquisar seus links, eu já ia fazer um post esse ano sobre uma lista de coisas que já se sabe que ajuda a preservar a fertilidade, então antes disso falar sobre o assunto seria legal, mas não vou mudar um post antigo, que ajudou tanta gente a ver que temos que questionar junto a nossos médicos os efeitos colaterais da pilula.
      Eu não sou médica, nem escrevo artigos, meu compromisso é com o que eu sei, com a minha verdade, da minha experiência. No universo da minha vida tudo dito no post foi o que eu vivi, por isso assim está aqui. Quanto mais fui aprendendo eu fui escrevendo e todas as afirmações que fiz foram verdade no meu caso. Eu sempre incentivei a ida ao médico, afinal só esse pode falar com propriedade, mas como muitos médicos nunca falaram sobre os efeitos colaterais das pílulas minha proposta era incentivar esse questionamento da parte do paciente.
      Além de dizer “olha, diferente do que todo mundo me diz, dá pra ter SOP e ser muito feliz sem pílula”. Demora, não é a coisa mais simples do mundo, mas dá.

      Eu vou pesquisar seus links pra quando for começar a falar do assunto de fertilidade, mas acho que todo blog, toda experiência que uma amiga ou pessoa contam, precisam se juntar a outras referências e a uma opinião médica, cada corpo é um, cada indivíduo é um e no fundo acho que termos como certo e errado são muito relativos.

      O objetivo era e é um alerta pra nós questionarmos mais nossos médicos sobre o assunto, sobre os reais riscos.

  • RESPONDER
    jessica camargo
    24.05.2016 às 17:59

    oi jo!!
    eu estou nesse mesmo dilema kk faz mais ou menos uns 2 meses que parei com o anticoncepcional por causa das minhas enxaquecas que eram insuportáveis, estou bem melhor agora meu libido tbm melhorou muito (meu marido que esta feliz kkk) porem algo entranho aconteceu parei de tomar a pilula dia 4-4-2016 dia 7-04-2016 minha menstruação veio normal parou dia 11 ate ai td lindo porem dia 20-04-2016 tive sangramento novamente e só parou dia 22-04-2016 achei estranho mas os dias foram se passando dia 17/05/2016 era pra ter vindo minha menstruação desse mês e ate agora nada ja estou 7 dias atrasada e nada da mostrenga fiz exame de farmácia dia 22/05/2016 deu negativo mas andei pesquisando e pro exame de farmácia ser mais conclusivo só com uns 15 a 20 dias de atraso estou na agoniada pra passar esses dias pra refazer p teste queria sua opinião sera que posso estar gravida ? ou e só meu organismo desregulado pela falta do anticoncepcional? me da uma luz por favor kkk pois tenho um leve mal estar de vez enquanto meus seios doem as vezes mas de leve e muita cólica e uma dor chatinha mas suportável estou bem na duvida… o que recomenda que eu faça ?

    adorei o post!!

    bjoks jessica

  • RESPONDER
    anna karinne
    25.05.2016 às 16:46

    bom queria sabe se tem com sentir os sintomas de gravides depois de tido tomando um vez anticoncepcional ?

  • RESPONDER
    Kelly
    31.05.2016 às 16:11

    Gostaria de compartilhar o que aconteceu comigo pois acredito que sirva de alerta para outras pessoas!
    No começo deste ano dei entrada na UTI com diagnóstico de embolia pulmonar e derrame pleural, e eu nem sabia direito o que era “tudo isso”, mas no primeiro momento no hospital quando me perguntaram se eu tomava algum medicamento e eu respondi que “apenas o anticoncepcional”, logo percebi que a resposta do que tinha acontecido estava ali. Tomei o anticoncepcional YAS por 8 anos seguidos até o dia que dei entrada no hospital. Na minha família não há nenhum histórico de trombose, sendo assim de acordo com os exames o anticoncepcional causou tudo isso, tive um tromboembolismo pulmonar que resultou em um derrame. Hoje graças a Deus estou bem tomando anticoagulante por seis meses a principio.
    Estou proibida de tomar ou utilizar qualquer método contraceptivo com hormônios e desde que parei de tomar o remédio tudo ficou desregulado, desde pele, cabelo, menstruação atrasada (susto todo mês). Na verdade nenhum ginecologista nunca me pediu exames antes de receitar o remédio, principalmente o que identifica se a pessoa tem pré-disposição a trombose, talvez esse tenha sido um grande erro, eu podia ter um AVC ou o êmbolo podia parar no meu coração, fica a dica para que todas atentem-se a este detalhe que pode salvar vidas…eu podia ter morrido pelo fato dos médicos acharem que isso não é importante. Sempre me senti muito bem usando anticoncepcional, por isso nunca parei, mas nunca dei atenção aos riscos que ele oferece a saúde.

  • RESPONDER
    Juliana
    11.06.2016 às 12:03

    Jo,
    Atualiza o novario!
    Esse post já li e reli, é muito informacional, tanto pelo o que você escreveu como pelos comentários!
    Depois de 10 anos, parei o anticoncepcional há pouco menos de 1 mês.
    Já sinto a pele mais oleosa! :(((
    E também estou tensa com as espinhas (também tive problema real com espinhas, comecei a tomar anticoncepcional aos 15 anos para evita-las e aos 19 anos tomei roacutan). Até agora meu rosto tá limpo, de um jeito ótimo, mas pela oleosidade já notória sei que as espinhas vão começar a pipocar já já!
    Mas o pior mesmo é saber que espinha é só um dos problemas. O uso duradouro e contínuo do anticoncepcional pode aumentar o risco de tumor, cisto, alguns tipos de câncer…
    E por mais que eu tenha consciência hoje, algum estrago já foi feito, afinal foram 10 anos tomando isso! :/

  • RESPONDER
    Juliane
    17.06.2016 às 10:19

    Oi Jo! Adorei esse post! Sempre usei pílula mas estou pensando em trocar de método. Uma amiga me indicou a injeção Cyclofemina. Eu posso dar essa sugestão para a ginecologista? Você conhece? Pesquisei informações sobre ela aqui http://cyclofemina.com.br/. Obrigada, aguardo a resposta! Beijos

  • RESPONDER
    daiane
    28.06.2016 às 13:15

    Gente adorei o blog e vim relatar que comigo depois que parei de tomar remédio demorou quase três meses pra vir a menstruação, o que eu li na net e em blogs sobre atraso de menstruação após pilula não foi brincadeira, imaginei q pudesse estar gravida sentia todos os sintomas mas acho q era tudo psicológico, me sentia inchada, dores no peito enjoos. Minha pele ficou muito oleosa, meu cabelo caiuuu muiiiiiiiittttttttooooooooo, caso extraordinario e esta caindo muito. Me sentia bem melhor, me sentia com mais libido, estava super bem, mas agora pretendo voltar a tomar o remédio por nao querer por agora arrumar um bebe, vou usar por mais uns dois anos onde completo 30 anos e ai quero arrumar um bebe, realizar meu sonho. Mas se nao fosse por isso nunca mais voltaria a tomar o anticoncepcional.

  • RESPONDER
    Bruna
    19.07.2016 às 12:43

    Nossa estou me vendo no post dela.

    Eu tomo anticoncepcional há muito tempo, e tomo Qlaira há 3 anos, mais vivo esquecendo. Porém como sempre esqueço , SEMPRE (sempre mesmo) me cuido. Este mês não foi diferente, esqueci um comprimido e continuei me cuidando, só que então o preservativo estourou. Putz quase infartei, fui na farmácia e dentro de umas 4 horas eu tomei a PDS dose unica.

    Continuei com o anti mais alguns dias, quando deu a pausa, NADA. Hoje faz 12 dias que isso aconteceu. Até o momento sinto algumas cólicas, e muito desespero. Sinto enjoo e tontura, mais acho que é pelo meu psicológico que está muito abalado, porque além disso, só sei chorar.

    Enfim meninas, não vejo a hora de fazer o exame de sangue, mais li que preciso esperar no mínimo 20 dias, não sei se até lá eu aguento o nervosismo.

    Olha estou muito nervosa porque não quero ter filhos (motivo pelo qual eu me cuido tanto), não gosto de crianças, e não me vejo como mãe. Já pedi para o meu ginecologista retirar meu útero para não ter perigo, mais eles se recusam.

    Não vejo a hora disso se resolver. Alguém já passou por alguma situação parecida, deu certo?

    Obrigada desde já.

  • RESPONDER
    Priscila Cadore
    27.08.2016 às 19:40

    Oi
    Achei muito esclarecedor esse post e resolvi fazer o meu relato sobre o myrena , tenho 34 anos e usei o myrena por 13 anos ( SIMMMMM 13 anos) coloquei a primeira vez depois do nascimento do meu filho , fiquei 5 anos e retirei para engravidar da minha filha , coloquei novamente por mais 5 anos, e agora estava no terceiro ano, posso falar que o myrena foi muito bom pra mim, me adaptei super bem e parei de menstruar totalmente, nem lembrava oq era menstruação, não tive problemas com acnes, MAS acredito que com o passar dos anos e a idade avançando a libido foi diminuindo muito, começaram as quedas de cabelo, minha ginecologista me pediu vários exames e deu baixa testosterona, fiz a reposiçao da testo em gel por 2 meses mas nada mudou, refiz os exames depois de 4 meses e a testo continuava baixa, estava com baixa vitamina D e falta de vitamina B12 , foi quando com uma conversa com a minha médica resolvemos juntas retirar o myrena e deixar o meu organismo se ajustar, encontrar o equilíbrio sem doses de hormônios, por mais que o myrena tenha doses baixas são hormônios, e como usei por muitos anos, acredito que já estava na hora de dar um tempo , enfim faz 3 meses que retirei o myrena menstruei uma única vez muito pouco, tenho cólicas mas a menstruação não desceu mais, estou super inchada e as acnes apareceram, estou tentando ser positiva e dando tempo ao tempo para que tudo volte ao normal assim espero!

  • RESPONDER
    Mi Pessoa
    08.09.2016 às 8:46

    Há 15 anos atras tinha muita acne e colicas. A descoberta do anticoncepcional foi pra mim um milagre na terra. Pele perfeita e adeus dores todos os meses. E assim fui feliz por 15 anos até meus hormonios se descontrolarem e se rebelarem dentro de mim. Do nada começou a aparecer varias espinhas e pra piorar manchas escuras nas bochechas, testa, boca, do tipo que maquia e piora, um horror. Vontade de fazer um buraco e me esconder pra sempre. Nem imaginava que anticoncepcional dava isso. Agora não sei o que fazer, pensei em mudar de anticoncepcional mas todos dizem que dão esses problemas, e agora que apareceram as manchas dizem que não vai mais sumir, pode ser que clareie um pouco, mas sumir não. Queria voltar 15 anos atrás e dizer: não tome isso, não é natural, um dia vai se arrepender.

  • RESPONDER
    Carol
    11.09.2016 às 19:21

    Não sei se a Jo ainda publica aqui no site mas se caso ela veja esse comment (por ser post antigo…) adoraria saber quanto tempo depois dela ter parado com o anticoncepcional ela teve esse problema da menstruação atrasada… Tô passando pelo mesmo problema.

  • RESPONDER
    Gabriela
    26.10.2016 às 23:16

    Meninas , estou na mesma situação….Minha ultima cartela do YAZ foi em agosto,em setembro minha menstruação veio normal e agora em outubro está atrasada…Fora o excesso de acne e oleosidade na pele !!!! Resolvi parar por medo de trombose mas as consequências estão e deixando sem sono..Já fiz três testes de farmácia e todos estão negativos…Minha mãe já está em pânico!!! Isso tudo pq estou em atraso só três dias… Sinto falta da regularidade da pílula…

  • RESPONDER
    Débora
    06.03.2017 às 17:32

    Boa tarde Meninas,

    Eu tomo selene regularmente (continuo), tive relação no dia 24/02 com camisinha e a mesma não estourou, fiz a pausa do medicamento no dia 01/03, porém até hoje 06/03 minha menstruação não desceu e estou com um pouco de enjoo…

    Existe alguma possibilidade de estar grávida? Ou isso é apenas uma reação do medicamento?

  • RESPONDER
    silvana
    22.08.2017 às 10:37

    vc já não resolveu? tem posts aqui de 2014 não entendi…
    bem se com diu vc tem qeu fazer tabelinha, é muito simples, faz tabelinha com camisinha.

  • RESPONDER
    Adriana
    25.10.2017 às 9:56

    Ola eu tomo level certinho e esse mes nao desceu hj é dia de tomar outra vez nao esqueci nm um dia dele nos tres primeiros meses veio normal agora esse mes aconteceu isso comigo amiga

  • Deixe uma resposta