13 em Europa/ Trip tips/ tt/ Viagem no dia 26.07.2013

Trip tips: Santorini (o meu diário de viagem)

Tive semanas complicadas e fiquei devendo as dicas de Santorini. Antes tarde do que nunca, né?

Diferente do que aconteceu em Mykonos, nós tivemos bastante tempo para ver tudo que queríamos na cidade. Ficamos 3 dias e meio e só deixamos de conhecer um pouco melhor Fira, o centro da cidade. Fizemos essa parte na correria, mas não foi algo que chegou a incomodar. Mesmo assim, acho 3 dias e 3 noites completos um bom tempo para ficar na ilha, muita gente recomenda 4.

Dessa vez não tivemos a mesma sorte com o hotel, o Mill Houses. Por mais que as críticas no Booking e no Trip Advisor fossem ótimas e as fotos do site mais lindas ainda, nós não curtimos tanto “ao vivo”.

O que não dava para reclamar era da vista do nosso quarto, exatamente o que a gente sonhou, casinhas brancas, a caldera e um céu sensacional. O Mill Houses fica em Firostefani, perto do centro e no meio da ilha, uma localização central que nos animou a conhecer mais Santorini. Mesmo assim, ainda acho mais jogo ficar em Oia (se fala Ia). Lá é fora de mão para as praias, mas além de ter o por do sol mais famoso da Grécia (realmente imperdível), tem casinhas brancas, lojinhas e restaurantes incríveis.

mill-houses-2

Por do sol da frente do nosso quarto!

mill-houses mill-houses-3

Parte da vista do café da manhã, perto da piscina.

Usamos a tarde que chegamos para descansar e arrumar as coisas, por isso, resolvemos ver o por do sol no quarto e sair pra jantar depois. O restaurante do hotel fica em uma rua próxima, a aproximadamente 130 degraus de distância. Fomos mais por conveniência (leia-se preguiça) e descobrimos que é uma pedida super conhecida dos gregos em Santorini. O nome do restaurante é Mylos Cafe, comemos o menu degustação, dos deuses!

No dia seguinte alugamos um carro pequeno, automático e com seguro completo (nessas condições custou 50 euros o dia). Essa foi a maneira mais prática que encontramos para conhecer as praias!

Primeiro fomos para Perissa, que nos foi indicada por todos no local como a melhor praia pra nadar. A Ca inclusive ficou por lá quando foi, no hotel Veggera. Mesmo assim, não gostei de nadar. A praia é vulcânica, o mar não tem areia, apenas pedras super escorregadias. Para entrar – ainda mais sem os tais sapatinhos que vendem por pequenas fortunas – é um sufoco, pra sair, é pior ainda! Mesmo assim o visual é lindo e diferente de tudo que eu já vi!

Perissa

Perissa (uma das praias mais famosas da ilha)

Perissa-2

Depois seguimos na orla e chegamos à Perívolos, nessa praia vimos um beach club chamado Jojo Beach Bar e estacionamos por lá. Ficamos na praia com um atendimento mais confortável, com direito à um chuveirinho mais ou menos mas com um esquema de piscina, bar e restaurante do outro lado da rua. Quando terminamos de fritar naquele sol – o mais quente que já vi na vida – optamos por uma piscininha para relaxar e se refrescar!

jojo

Depois da praia nas camas na areia do Jojo Beach Bar fomos para a piscina do clube.

Por fim, resolvemos almoçar mais pro fim da tarde e escolhemos um lugar muito bem indicado no Trip Advisor. O To Psaraki é bem simples e rústico, porém com os peixes mais frescos que poderíamos encontrar. Comemos salada grega e provamos um prato com 5 peixes diferentes.

to-psaraki-2 to-psaraki

 To Psaraki no alto do porto de Vlychada.

À noite tentamos chegar a tempo em Oia para ver o pôr do sol (que era o programa oficial do dia seguinte), mas não conseguimos. Já que estávamos lá, resolvemos passear, ver lojinhas e por fim, jantamos num lugar chamado 1800. Ficamos no terraço mesmo estando friozinho à noite. Adoramos o jantar, do atendimento à comida. De cara eu me apaixonei pela região de Oia, o bairro mais bonito que vi nas duas ilhas.

No segundo dia na ilha resolvemos conhecer as vinícolas! Das 3 que nos indicaram, só não fomos na de Oia (Vou tentar descobrir o nome).

Começamos em uma vinícola de família, pequena, tradicional e com mais de 3 séculos chamada Cavalas. Lá vimos parte do processo de fabricação de vinho, conversamos bastante com a mulher que fez nosso tour, experimentamos alguns tipos e resolvemos levar o vinho de sobremesa deles, o Vinsanto (parece um mel, muito doce!) e o Santorini, o vinho que leva o nome da ilha é uma categoria de vinho da região, o Gu saberia explicar melhor. Se alguém quiser saber mais, pergunta que peço pra ele responder nos comentários. Ah! Eles vendiam uma embalagem perfeita para botar as garrafas na mala e não acontecer nenhuma tragédia, fiquei pasma! Comprei apenas 3, o que foi uma burrada já que são descartáveis e custavam menos de 2 euros.

Depois fomos para outra vinícola, totalmente turística, a Santo Wines. O ponto alto dela não são bem os vinhos e sim o visual do mar e caldera. Dito e feito, o namorado provou vários, mas o que roubou a cena foi o cenário. Vocês não têm ideia de quantas fotos tiramos!

santo-wines-2 santo-wines

P1020065-4

Fotos na vinícola Santo Wines

Após o passeio das vinícolas fomos para uma taverna de frutos do mar e deliciosa chamada Mama Fyra. O lugar é super simples, mas a comida é muito boa, vale a pena para quem for ficar em Firostefani.

Nesse dia terminamos a jornada cedo. A gente ainda precisava tomar banho e se arrumar para ver o famoso por do sol de Oia. Na segunda noite optamos por ir de ônibus, que ia direto para a entrada do bairro de Oia, que fica fechada para carros a partir de um certo ponto. O ônibus tem ar condicionado, é barato e muito confortável,  diferente de Mykonos, menos confuso! Foi muito melhor do que ir de carro, pois o caminho para Oia é como uma serrinha e para voltar dirigindo tarde foi preciso prestar bastante atenção.

Chegamos cedo, andamos até o final, guardamos o nosso lugar na mureta e ficamos esperando o espetáculo do por do sol, um dos mais belos do mundo, se não o mais. Para nós valeu cada segundo. Fizemos tantas fotos, o céu estava tão perfeito, que só me resta agradecer à Deus por aquele momento. Por volta de 20:40, o sol foi embora de vez.

oia-5 oia-4 oia-3 oia-2 oia

Depois, escolhemos o restaurante Ambrosia (Dica da Chata de Galocha) para jantar. É preciso reservar. Sentamos na varanda, à luz de velas e comemos maravilhosamente bem. Claro que não foi uma refeição barata, mas foi uma experiência sensacional. Desde a entrada, com queijo feta, até o prato, uma massa com lagosta super fresca. Como não fomos de carro, tomamos mais um dos maravilhosos vinhos gregos (sério, to sentindo falta!). Depois, pedimos para o restaurante nos chamar um taxi, que ficou nos esperando no lado de fora de uma das entradas de Oia.

No último dia passamos a manhã na piscina do hotel, quase morrendo com aquele sol e calor e, no começo da tarde fomos para um passeio de barco, escolhemos o semi privado pois lemos que o para muita gente não era muito legal.

P1020193-7

 No passeio na White Beach 

red-beach

Passando pela Red Beach, o barco ao fundo era igual ao nosso.

O passeio tem o seguinte roteiro: Red Beach (onde ele não chega a parar), White beach (onde ele para para nadarmos uns 20 minutos), hot springs (mais uma vez 20 minutos) e num outro ponto onde eles ficam uma hora parados para o jantar. Depois, eles começam a voltar até o ponto onde vemos o por do sol, mesmo o céu não estando 100% perfeito nesse dia, nós adoramos o programa. Foi uma delícia para nadar, para pegar sol, conversar com outros casais de diferentes culturas e curtir o visual. Achei que o passeio fez toda a diferença em Santorini, foi o dia que curtimos o sol e o mar de verdade!

P1020265

santorini

Resumindo? Quem procura praias maravilhosas para nadar e agito no fim de semana, pode não amar Santorini. Já aqueles que buscam um visual lindo, com boa comida e bebida e um clima bem romântico, vai se encantar com a ilha!

Outros restaurantes que nos recomendaram muito, mas não conseguimos ir porque o cansaço falou mais alto: Red Bicycle em Oia, o restaurante de cadeiras laranjas na baia  Amoudi (coladinha em Oia) e a Ca indicou o Assyrtico, em Fira.

Vale lembrar que em junho sentimos calor de verdade de dia (chegava a ser desagradável ficar no sol) e um friozinho com vento à noite, com direito a casaco e tudo mais!

Espero que tenham gostado de mais esse diário de viagem!!!

Beijos

Gostou? Você pode gostar também desses!

13 Comentários

  • RESPONDER
    Fany
    28.07.2013 às 18:31

    Adorei as dicas! Que lugares lindos! Quem sabe consigo convencer o maridão a um dia fazer um tour pelas ilhas gregas. Bjks, Fany

    • RESPONDER
      Joana
      29.07.2013 às 18:19

      Eu recomendo Fany, já não vejo a hora de voltar!!!! :)

  • RESPONDER
    Monica
    28.07.2013 às 20:36

    Adorei o post! Estou indo para Santorini em setembro e as dicas são mto úteis. Vc pode me dar o nome da empresa do passeio de barco?
    Bjs

    • RESPONDER
      Joana
      29.07.2013 às 18:19

      Monica,
      Cada hotel vai recomendar um.
      Vale a pena sempre ver o que eles oferecem, o nosso barco era bem grande couberam COM MUITO CONFORTO 16 pessoas, nos disseram que era pra 10 pessoas, mas como ficamos tão BEM nele, nem reclamamos!
      O nome da empresa que usamos foi: Spiridakos. O passeio do por do sol valeu muito a pena e custou 90 euros por pessoa com os translados.
      Espero ter ajudado.
      Bjos

  • RESPONDER
    Natalia
    11.03.2014 às 22:15

    Oi,
    Adorei seu blog e estou indo pra Grecia em junho, entao vai ajudar bastante!
    So nao entendi o que voce nao gostou do hotel – realmente pelas fotos parece bem bonito.
    Tem alguma recomendação que nao seja taaaao caro?
    bjs

  • RESPONDER
    Dirce
    10.04.2014 às 21:35

    Oi Joana,

    Muito bom seu post.
    Vou pra Grécia final de maio (dia 22) e gostaria que você me desse umas dicas sobre que roupas levar. Como é o clima no período em que estarei lá. Farei também o tour de navio pelas ilhas.
    Aguardo seu e mail.
    Obrigada.
    bjs

  • RESPONDER
    Michelle
    02.05.2014 às 14:33

    Olá Joana,

    Adorei seu blog… Em junho farei minha primeira viagem internacional e será justamente para a Grécia, para o casamento de uma prima minha.
    Estou ansiosíssima por esta viagem e completamente perdida, pois só arranho no Inglês e não sei como vou virar rsrs. Se puder me dar algumas dicas. O casamento será em Oia, e pelo o que vc disse é um dos lugares mais bonitos da Ilha. Onde posso pegar informações sobre o ferry? Pois meu voo será para Atenas, e o que já me disseram é que tem apenas um horário deste ferry pra lá, vc sabe se é isso mesmo?

    Bjsss.

  • RESPONDER
    Ney Duarte
    24.05.2014 às 14:16

    Muito Obrigado, ja li e copiei, iremos pegar suas dicas, nao vejo a hora, da um certo trabalho, fechamos ontem a passagem , td na loucura , rsrs embarcamos dia 05 rsrs ate 14 junho, coisa de doidos por viagem, eu e uma amiga.
    Sou agente se viagens, se precisar algo tb é so falar , tenho dicas quentes em alguns lugares, bjs

    Ney Duarte

  • RESPONDER
    Helio Ribeiro
    17.06.2014 às 0:40

    Oi Joana,gostei muito de suas dicas ,e tenho visto varios blogs elogiando o restaurante Ambrosia,vc poderia dar uma idéia de preços deste restaurante ? Obrigado!

  • RESPONDER
    Gerson
    28.03.2015 às 16:20

    Santorini: a mais bela das Ilhas Gregas

    Águas transparentes se misturam à paisagem de casinhas brancas enfileiradas e encaixadas umas nas outras. Assim pode ser definida Santorini, uma das ilhas mais bonitas da Grécia. Um lugar, onde até o pôr-do-sol é atração.

  • RESPONDER
    Simone
    17.05.2015 às 8:53

    Olá! Meu nome é Simone, sou brasileira e trabalho com turismo receptivo na Capadócia – Turquia, há quatro anos.
    Planejo o roteiro dos seus sonhos, com serviços de qualidade e principalmente a preços justos!
    Os guias com os quais trabalho são oficiais, licenciados em diversos idiomas como, português, espanhol, inglês e outros.
    Combino Turquia com Grécia – outro destino fascinante – e tudo com a garantia do registro em órgão oficial – Ministério do Turismo da Turquia – TURSAB.
    Mais do que planejar seu roteiro e escolher serviços, garanto sua comodidade,segurança, tranquilidade e conforto com assistência full time, desde o seu primeiro contato até o seu retorno ao Brasil.
    Este é um trabalho que realizo com muito carinho e com o melhor sentimento pelos viajantes do meu Brasil.
    Entre em contato comigo, sem compromisso, que podemos conversar por Skype – para que me conheçam ou se preferirem, por email:
    email: simone@kleostourism.com
    Skype: skaraatli

  • RESPONDER
    WANIAVAZ
    12.09.2015 às 1:05

    ACHO QUE TINHA POSTADO NO LUGAR ERRADO! FOI ISSO?
    Wania Vaz ·
    boa noie, joana e carla!
    por favor, pode falar os preços das visitas nas vinículas? eu gostaria de ie só em uma, para não ficar muito caro. aguardo, obrigada, wania vaz
    OUTRA PERGUNTA, POR FAVOR, OS PRELOS DE UM JANTAR E OU ALMOÇO MAAAAAIS OU MEEENOS, POR CASAL, QUAL SERIA?
    OBRIGADA MAIS UMA VEZ.

  • RESPONDER
    Carolina
    07.10.2016 às 17:00

    Oi meninas, adorei as dicas.
    Vocês lembram o nome da empresa que fizeram o passeio de barco semi privado em Santorini?
    obrigada,

    Carolina

  • Deixe uma resposta